UPE realiza neste final de semana congresso estadual em Ponta Grossa

Sede histórica da UPE.

Sede histórica da UPE.

A União Paranaense dos Estudantes (UPE) realiza nos dias 18 e 19 de maio, no campus Uvaranas, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), mais uma edição estadual de seu congresso. O evento, além de discutir as questões de educação e a participação estudantil nos grandes temas, vai eleger a nova diretoria.

Este blogueiro foi convidado pela entidade para debater, no sábado à  tarde, a democratização dos meios de comunicação e popularização da informação.

Fundada em 1939, a UPE teve destacado papel em lutas do povo brasileiro e paranaense, dentre os quais contra o nazi-fascismo durante a Segunda Guerra Mundial; na campanha “O Petróleo é Nosso!” e a consequente criação da Petrobras; contra ditadura militar e pela redemocratização do país (1964-1984); impeachment de Collor; e na campanha contra a privatização da Copel.

Recentemente, a UPE celebrou um convênio com secretário Municipal de Cultura de Curitiba, Marcos Cordiolli, para uso compartilhado da histórica sede da entidade. A ideia dos estudantes é transformar o local em mais ponto de cultural na capital paranaense. Em contrapartida, o município ajuda na manutenção do imóvel.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. UPE – União dos Pelegos Estudantis
    UPE – União dos Porranenhuma Estudantis
    UPE – União dos Pangarés Estudantis

  2. Esmael já que você vai lá debater com eles mande o meu recado.

    Quando eu estava na Faculdade, nossa turma teve uns problemas junto a administração da Universidade e ao MEC. Na época fiz barulho e fiz o caso chegar até Brasília, chamei então o pessoal da UPE para nos apoiar. Na época a presidente era uma moça, marcamos uma reunião, convoquei meu pessoal e ela pipocou mão deu as caras e não ligou. Liguei de volta e ela deu uma desculpa esfarrapada, enfim como não gosto de gente tratante deixei ela de lado.
    Então na época pesquisei sobre a UPE, a UNE e descobri que essas entidades são dirigidas tudo por filho de burgueses, patricinhas e mauricinhos. Aqueles movimentos estudantis da década de 1960 não existem mais, hoje caiu tudo na mão de gente acomodada. O pobre mesmo trabalha o dia todo e estuda de noite, final de semana fica em casa fazendo os trabalhos acadêmicos e descansando um pouco, não tem tempo para se enganjar nesses movimentos.

    Se quiser pode passar o meu e-mail para eles.

  3. Oi é hoje o ato de assinatura do convenio, e tem um comunista na coordenação desse processo que é o Elton Barz. Vamos ver se esses jovens conseguem pelo menos ser responsáveis, agora, já que não foram no passado.