TRE livra prefeito de Rio Branco do Sul da cassação, mas oposição vai ao TSE

Os advogados Guilherme e Pereira duelam acerca do município de Rio Branco do Sul.

Os advogados Guilherme e Pereira duelam acerca do município de Rio Branco do Sul.

O prefeito de Rio Branco do Sul, Cezar Gibran Johnsson (PSC), e seu vice Joel Faria (PSC), foram absolvidos ontem à  noite (7), por 4 votos a 2, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), da acusação de fraude eleitoral pela não divulgação de uma decisão judicial para ludibriar eleitores e influenciar o resultado das eleições de 2012.

Segundo o escritório do advogado Guilherme Gonçalves, que representa o prefeito, o TRE entendeu que Gibran não praticou abuso de poder político ou uso indevido dos meios de comunicação social após substituir seu pai, Amauri Johnsson (PSC), como candidato na véspera das últimas eleições.

O escritório do advogado Luiz Fernando Pereira, que atende Valdemar José Castro (PSDB) e seu vice, Clayton Costa Rosa (PSDB), que ficaram em segundo lugar na disputa, avisou que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Há jurisprudência que pune a substituição malandra, em cima da hora (aqui na véspera da eleição). O pai com registro indeferido manteve-se em campanha até sábado, à s 18 horas, e renunciou em favor do filho sem a ampla divulgação necessária!.

Rio Branco do Sul fica na região metropolitana de Curitiba.

Comentários encerrados.