Trabalhadores brasileiros pedem guerra a produtos importados da China

Segundo Paulo Rossi, presidente da UGT, a importação da China, maior parceiro comercial do Brasil, está tão banalizada que existem até manuais na internet ensinando a transação entre os dois países; o líder sindical afirma que a desindustrialização vai significar, a curto prazo, desemprego de milhares; de trabalhadores; ele pede maior proteção à  economia nacional.

Segundo Paulo Rossi, presidente da UGT, a importação da China, maior parceiro comercial do Brasil, está tão banalizada que existem até manuais na internet ensinando a transação entre os dois países; o líder sindical afirma que a desindustrialização vai significar, a curto prazo, desemprego de milhares; de trabalhadores; ele pede maior proteção à  economia nacional.

Em 2012, a China foi o país que mais exportou manufaturados para o Brasil: US$ 34,2 bilhões. O gigante asiático também foi o maior importador de commodities no ano passado: US$ 41,2 bilhões.

O problema é que as crescentes importações de produtos chineses estão aprofundando o processo de desindustrialização brasileiro. O alerta é o presidente da União Geral dos Trabalhadores, seção Paraná, Paulo Rossi.

Segundo o líder sindical, se não houver uma mobilização para estancar as importações — e consequentemente a desindustrialização — muitos empregos serão extintos no país.

“Vamos procurar a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e outras centrais sindicais para discutirmos esse problema. O que está em jogo são milhares de postos de trabalho no Brasil”, disse Rossi.

“Proteger a economia nacional é proteger os empregos brasileiros”, sentenciou o presidente da UGT.

25 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O problema é que se a gente dificulta a entrada dos produtos deles eles podem dificultar a entrada de nossas commodities , como ainda estamos no lucro com eles ficamos meio que de mãos atadas .

  2. Melhor do que barrar seria abaixar o custo e impostos em nosso país, barrar importações de um país?? está de sacanagem né? Se o governo realmente se preocupasse com o povo já teria criado medidas para incentivar a produção nacional e melhorado a péssima infraestrutura de nosso país, que encarece ainda mais os produtos.. Creio que temos que pensar além e não ir pelo caminho “mais fácil”..brasileiro é malandro para tudo menos na hora de reindivicar seus direitos de cidadão..ACORDA BRASIL..

  3. Se aqui tivesse produto bom e barato igual ao Chinês, comprariam!
    Nunca teremos produtos bons e baratos:
    1º A China tem mão de obra quase escrava;
    2º A China está absorvendo tecnologias, pois os capitalistas encomendam tudo de lá;
    3º Na China aluno tem que estudar e professor tem que dar aula;
    4ª Chinês adepto da lei de Gerson vai pro paredão.

    No Brasil tem incentivo fiscal para importar, ou seja, se fabricar aqui paga imposto normal, se vier da China tem desconto no imposto!
    Dá para acreditar?

    • Realmente a vida do trabalhador lá não é fácil, mas tem gente se dando bem por lá, não é somente dor.. Agora é um povo trabalhador e disciplinado, eles sem dúvida vão dominar o planeta.
      Eles também fazem coisas boas por lá, tem muita empresa mundial de renome produzindo com maquinário chinês. Eles fazem um monte da cacareco ruim, mas as fábricas maiores tem 2 à 3 linhas do mesmo produto, o problema é que os importadores brasileiros trazem, normalmente, a pior, a mais barata.
      E o Brasil é ridículo mesmo, se você tem dinheiro pra investir, monte um importadora, porque indústria aqui é só para sofrer mesmo.
      Agora parece que o governo não oferece previdência lá, então as pessoas que ficam velhas devem ser cuidadas pela família. Se consideramos nosa situação, em que os gastos do ministério da previdência representam 40% do orçamento do poder executivo. Então eles sem previdência tem dinheiro a rodo pra subsidiar produção, investir em desenvolvimento tecnológico, em capacitação de mão de obra, em infra-estrutura. É cruel, mas é a realidade, a boca não dá pra nós, não conseguimos competir com eles da maneira que organizamos nossa sociedade. Mas no fundo não acho que estejamos tão errados e eles estejam tão certos. Tudo na vida tem um custo.

  4. Até que enfim os sindicalistas se atentaram para esse problema que vai acabar com os empregos em nosso país. O ex-presidente Lula, cometeu um grande erro ao reconhecer a China como “economia de mercado”, e com isso a nossa indústria brasileira está se dizimando com os altos custos operacionais e de impostos. Tenho acompanhado o trabalho do Ricardo Patah, presidente da UGT, e dá pra ver que existe vida inteligente no sindicalismo brasileiro, apesar de que aqui em Curitiba a CUT está se fartando nos cargos da gestão Fruet.

  5. parabéns a UGT pela iniciativa.

  6. da china eu compro com três cliques. E o frete é gratis.
    Para comprar no Brasil:
    1 – não tem equivalente nacional
    2 – não tem facilidades para comprar
    3 – o frete é mais caro que o frete de atravessar o planeta terra…
    4 – ganho pouco, tem que render o salário, como ser patrióta se o item 1 é verdadeiro?
    5 – se tivesse industria nacional de tecnologia igual a china e se tivesse sistemas de compras práticos e se o frete fosse realmente barato, dai eu e muitas pessoas comprariam aqui e não na china.,,

  7. eles foram ate a camara para falar que não sao contra a modernização ,mais são contra a privatização.isso e a verdade.

  8. Ah, mas médico cubano pode né?

  9. Parem de demagogia? Ou vcs vão parar de andar de nike e comprar tvs ultra finas????? Os empresários até topam competir com a China mas a UGT vai lutar por baixos salários e horas a mais de trabalho?

  10. O Brasil criou uma nova forma de tributação sobre os importados, em janeiro deste ano, e muitos produtos ficaram mais caros. O problema, como estas leis são genéricas, itens sem similares nacionais à preços competitivos acabam ficando caros também e encarecendo os processos industriais nossos. Como não produzimos tecnologia, copiamos à dos outros, precisamos importa-lá e temos que pagar por isso.
    Infelizmente no mundo globalizado quem levantar barreiras alfandegárias, ficará para trás, não poderá modernizar o seu país na mesma velocidade dos demais e corre o risco de viver no passado em realação aos outros. Até devemos ter um certo nível de protecionismo e não escancarar demais as portas do país aos produtos estrangeiros.
    Mas o nosso maior problema é o que discutimos aqui todos os dias, é o ESTADO BRASILEIRO, antigo e ineficiente. Precisamos então de maiores recursos para financiar a produção, acabar com os gargalos logísticos (modernizar portos e aeroportos), acabar com os altos custos que cercam a produção (excesso de impostos, pedágios absurdos, encargos sociais altíssimos). Temos que acordar e caminhar junto com o restante do mundo, do contrário, ficaremos obsoletos e ultrapassados (já o somos)
    Precisamos então eleger pessoas mais capazes, que tenham visão e conduzam a nação no novo mundo globalizado e competitivo. Não adianta estancarmos as importações, precisamos de um estado mais competente, uma carga tributária menor. Precisamos nos harmonizar com a política econômica mundial.
    O Paulo Rossi está certo, estamos sofrendo um processo de desindustrialização e essas vagas estão sendo abertas para os trabalhadores de outros países. E o que estamos fazendo a respeito? Aumentando os impostos e a despesa pública, estamos indo na contra-mão do mundo. E os governadores estaduais de nosso país aumentam impostos de forma irresponsável mesmo, sem pensar.
    O futuro do trabalhador na indústria, é ele migrar de área, ou aceitar ter um patrão chinês.

  11. e isso mesmo paulo rossi,cada dia mais os trabalhadores brasileiros estão perdendo seu expaço,não tem como competir com um pais que trata os trabalhadores como escravos.temos que dar um basta nisso,senão seremos cumplices deste tipo de ilegalidade,fora que a presidente dilma quer trazer medicos de fora para o brasil,temos milhares de médicos aqui sem trabalho,isso e desvalorizar nossos profissionais

  12. Esse rapaz ali que aparece na matéria não era o mesmo que o Traiano tinha levado na Assembleia pra falar mau da MP dos Portos?? Tudo orquestrado pelos tucanos.

  13. O Brasil tem que urgente montar um controle de qualidade dos produtos que vem da China, quem sabe criar uma legislação mais rigorosa que beneficie o consumidor insatisfeito com o lixo que eles despejam todos os dias aqui. Penalizar os comerciante Brasileiros oportunista, que sabe que o produto não presta mais mesmo assim traz para cá para ser vendido, os Brasileiros e o Governo gosta de copiar tudo o que não presta do EUA e EUROPA, tá na hora de copiar o sistema de controle de entrada de produtos Chineses, os produtos oriundos da China que entra nos Estados Unidos e em alguns pais da Europa tem um rígido controle de qualidade, não há necessidade de criar barreiras, com algumas medidas o mercado tornara competitivo e bom para a nossa indústria, o negócio e mandar o lixo de volta. Chega de competição desleal!

    • Anti-americanismo bobo…

      • Pela maneira que desqualifica o comentário do nobre colega, nao trabalha e pelo jeito ainda é sustendada pelos sesu pais.

    • Maurício, acredito que a industria brasileira peca, em muito casos, é pela baixa ou falta de qualidade em seu produtos e até as embalagens. Por isso, tb, da invasão dos produtos chineses.

    • Nós temos uma órgão para cuidar da qualidade, o INMETRO. Pena que eles ficam com a bunda sentada na cadeira esperando que as pessoas façam denúncias. Se ninguém denunciar, eles não trabalham. Precisamos de uma reforma nesse órgão, tem que fazer esse povo trabalhar sério.

  14. Elton Marina Campos Serra Neves, o continuismo e a maldita Lei de Murphi. A atuação de Elton Marina Campos Serra Neves, na mesma praia do velho continuismo da mesmice ( “do quanto pior melhor”, “do mais dos mesmos”, etc. e tal”¦), nos levam, inexoravelmente, à reflexão sobre a maldita e tb implacável Lei de Murphi e bem como à velha constatação do “eramos felizes e não sabiamos”, sob o teto do velho continuismo da mesmice que assim nos obriga a mantê-lo e até protegê-lo para evitar-se o pior, porque o dito cujo continuismo só nos impõe isso: ruim X pior. Fato esse que faz o povo pensar: está ruim com ele, mas com os retrocessos, à paisana ou fardados é muito pior. E daí o povo canta: “ “¦tá ruim, mas tá bão”¦” Diz aí, Gilberto e Gilmar. “Pra todos problemas existe solução É usar o bom censo agir com o coração. Ontem fui convidado pelo meu patrão Para um jantar, na sua mansão Certa hora mais tarde me chamou do lado E veio bravo e impois a questão Pra não te mandar embora vou ser obrigado a baixar seu sálario É sim ou não? Aí eu pensei”¦ Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Comprei um carro de segunda mão Andava muito, era um avião Um dia distraído entrei na contramão Bati de frente com um caminhão Além de estar errado e não ter seguro Só tinha pago uma prestação Perdi o carro vou trabalhar dobrado, Mas não sofri nenhum arranhão Aí eu pensei”¦ Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Falei pra namorada que ia pra casa Mas na verdade, fui pro bailão Ela também foi e não foi sozinha Pois nesse dia conheci o Pedrão Que até hoje dói nesse peito meu Ela ainda mora no meu coração Arrumei um jeito estou perto dela É a sua mãe, minha nova paixão Aí eu pensei”¦ Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Convidei um amigo e fomos assistir Era a final do Brasileirão O estádio lotado e nóis bem apressado Entramos errado era no outro portão Saímos no meio do adversário Ali nos pegaram não teve perdão Nunca vi tanto soco apanhamos muito Mas o nosso time foi o campeão. Aí eu pensei”¦ Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom Tá ruim, mas tá bom”¦ “ Tá ruim, mas tá bão” / Gilberto e Gilmar. Que tal trocarmos tudo e todos pela RPL (Revolução Pacífica do Leão ), o Fato Novo de Verdade ?

  15. Bobagem, chega de paternalismo, VAMOS TRABALHAR!!!

  16. Ué ………. Esmael e UGT

    Para isto é muito fácil!

    Basta a PTzada de Brasilia promover uma bela reforma economica no país que tudo ficará bem melhor!

    Ja faz 10 anos que tudo isto foi prometido e NADA!

  17. A União Geral dos Trabalhadores está chegando tarde nessa discussão.
    O Dragão Chinês está nos engolindo há anos e com o beneplácito dos Governos Estaduais, que surpreendentemente concedem incentivos fiscais para privilegiar os empregos na China e por consequência acabando com nossas indústrias.
    Estamos nas mão do Gilmar Mendes para acabar com esse crime de “Lesa Pátria” quando ele encaminhar proposta de Súmula Vinculante nº 69.
    Se estes Governadores fossem chineses já teriam ido para o paredão por traição.