Rasca quer que deputados deem o exemplo pedalando até a Assembleia

Rasca Rodrigues (PV).

Rasca Rodrigues (PV).

O deputado Rasca Rodrigues (PV) poderá sofrer impeachment pelo “atrevimento” de convidar os colegas parlamentares a participarem da campanha De Bike ao Trabalho!, que acontece na sexta-feira (10), em todo o Brasil.

Imagine o caro leitor aquele (hipotético) tribuno obeso que depende até da assessoria para amarrar os próprios sapatos… Rasca corre o risco de perder o mandato!

Quero convidar todos a usar suas bicicletas na sexta-feira e a participar do dia de ir ao trabalho de bike. Eu vou aderir à  campanha e espero que os colegas também!, disse o deputado do PV durante a sessão plenária desta quarta-feira (8), na Assembleia Legislativa.

Esta é a primeira vez que a campanha acontece no Brasil. O objetivo é incentivar o uso da bicicleta como um possível, saudável e inteligente meio de transporte e é realizado anualmente em várias partes do mundo para promover a bicicleta como opção de transporte para o trabalho!, informou Rasca. Segundo ele, o evento é inspirado no Bike To Work Day!, movimento que começou nos Estados Unidos, em 1956, organizado pela League of American Bicyclists.

16 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. boanoite , meu nome e´valmir godoi foi candidato a vereador em antonina,em 2012 e obtive 267 votos limpo pelo prb ,quero trabalhar para um deputado que tenha compromisso com o povo . fone 41-3432-4483 / 8491-1047

  2. a qui dizem que é o futuro .mas na china bicicleta é coisa do passado!!!!todos os caridosos são acusados de alguma coisa .fazer caridade é um risco muito grande .o ser humano de barriga cheia é capaz de tudo! mas doar para o zoologico os 10% do salario dos deputados seria uma boa ideia.o leão de barriga cheia não abate mais nada.mas o ser humano gospe e mata seu mestre , e pode moralmente matar os seus provedores de sobrevivencia.eu não falo do( provedor de internet) mais cada dia as ideias são bizarra.uma pessoa responde o outro mesmo quando o raciocinio ainda não, ser transformado em palavras.o mundo so se acerrtará depois duma convulsão social.. ja esta acontecendo,se fosse detectavel pela medicina estaria bem avançado,não tem cura mais.somente uma revolução mundial e um grande vulcão na amazonia legal,para tirar as aspirações midiaticas e das ongs no planeta verde…

  3. PORQUE ELE NÃO PEDE PARA OS DEPUTADOS DAR EXEMPLO CRIANDO UMA LEI QUE OBRIGUE A ELES DE DOAR 10% DOS SEUS SALÁRIOS ÀS INSTITUIÇÕES DE CARIDADES.
    OBS.: FALO DAS INSTITUIÇÕES SÉRIAS, NÃO DESSAS ONG”S CRIADAS POR AÍ QUE SÓ SERVEM PRA TIRAR O DINHEIRO DO GOVERNO, NÉ AMIGOS DO CAJURU!!!

    • Parabéns Deputado, os parlamentares tem obrigação de semear boas praticas.
      A bicicleta é o simbolo de mobilidade sustentável.
      Mais saúde e menos poluição!!!!!

  4. A bicicleta é o futuro!!

  5. mas se ele vir do escritório da mateus leme até a alep não vale. a ideia de bike na sexta é da band news. como marketing é muito bom tem mídia gratis

  6. Independente da situação creio que alguém tem chamar a atenção. Seja o Rasca ou qualquer outra pessoa, exemplo é fundamental!!!

  7. isso pode ser bom para o brasil .que a fertilidade dos corruptos vai diminuir .andar de bicicleta segundo um estudo pode deixar o homem esteril. agora o rasca so trabalhou no tempo do governo requião.

  8. dep de 10000 votos se tivessem colado selo na carta não passaria por baixo da porta …….. quero ver ele vir pedalando da Ecoville até a a.l. lkkkkkkkkk

  9. Só posso KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK esse deputado é uma piada!!!! Ele devia fazer um projeto que OBRIGUE os Deputados a TRABALHAR!!!

  10. Os motoristas aqui de Curitiba são muito grosso e não respeitam os ciclistas e pedestres. Sem chance, andar de bicicleta em Curitiba é pedir para morrer…

    • em Paris, em Amsterdam ninguém hesita em não usar carro, em utilizar bicicleta ou transporte público. Por que Curitiba não pode ser uma cidade de vanguarda?

      • Porque os motoristas são grossos e mal educados, se bobear passam por cima. Aqui não se para nem na faixa para deixar os pedestres atravessarem a rua, como determina o código nacional de trânsito; que dirá respeitar ciclista.
        Se utilizarmos o termo “VANGUARDA” nesse assunto, como utilizado na arte, diríamos que Curitiba estaria propondo uma nova visão ao mundo ou ao Brasil. É legal na teoria, mas ainda somos primitivos demais para competirmos com centros pensantes como Paris ou Amsterdam. Uma prova latente disso é o fato de votarmos sempre nas mesma famílias e deicarmos o poder sempre nas mesmas mãos, elege o pai, depois o filho, o neto, etc…Que nem no tempo dos coroneis.

        • Discordo sobre os motoristas. Pedalo quase todos os dias. E 95% dos motoristas respeita muito bem. Só 5% que não respeita nada, nem ciclista, nem pedestre, nem leis e muito menos os outros motoristas.
          Basta pedalar certo, seguindo as regulamentações de trânsito. Ciclista “nó cego” que sobe em calçada para passar os carros no sinaleiro só para “ganhar” uns metros a frente e obrigar o mesmo motorista a ultrapassar várias vezes o mesmo ciclista que são um problema. Eu pedalo certo e sou respeitado.

          • Você deve pedalar na ciclovia que liga o parque São Lourenço até o bosque do Papa, muito bom…Venha pedalar na República Argentina, nas vias rápida centro-pinheirinho e vice versa, na Arthur Bernardes, na Toaldo Túlio, na João Dembiski, na Juscelino Kubistschek, na Raul Pompéia, na João Bettega…Já pedalei muito nessa cidade e sei bem o que digo, só estou vivo por ser prudente e ter engolido muito sapo.
            Pelo jeito você é piazão ainda e não tirou a habilitação, não sabe o que é o trânsito da cidade. Mas aqui é uma das capitais das pessoas mais mal educadas no trânsito, tem muito navalha, Você sinaliza que vai entrar e o cara que vem não diminui, ao contrário, acelera pra você não entrar na frente, se acham os donos das ruas. Aqui é a capital dos lentos pra arrancar quando o semáforo abre…Pergunte pros paulistas que vem de lá o que acham de dirigir em Curitiba.