Professor Altino desiste de cargo e reafirma candidatura à  presidência do PMDB

Nas eleições de 2012, Professor Altino apoiou Luciano Ducci, do PSB, em detrimento da candidatura própria do PMDB, representada por Rafael Greca.

Nas eleições de 2012, Professor Altino apoiou Luciano Ducci, do PSB, em detrimento da candidatura própria do PMDB, representada por Rafael Greca.

Professor Altino Loureiro enviou “carta aberta” a este blog informando que declinou de convite para chefiar o escritório regional da Secretaria de Estado do Trabalho. Ele refirma, no documento, que disputará a presidência do PMDB de Curitiba. A legenda é comandada, hoje, pelo senador Roberto Requião.

A seguir, leia a íntegra da Carta Aberta ao PMDB de Curitiba:

CARTA ABERTA AO PMDB DE CURITIBA

Em decorrência de notícias veiculadas na internet, informo que realmente fui indicado para ocupar cargo de Chefia na STPs, mas diante do trabalho desenvolvido no PMDB de Curitiba – aglutinando antigos e novos militantes na Chapa que denominamos de BASE POPULAR DO PMDB, julguei inviável e inaceitável minha assunção.

Com efeito, fiquei imensamente grato pela indicação, pois ali poderia desenvolver um trabalho de qualidade para a comunidade e ajudar muitas pessoas. Todavia, o compromisso assumido para com os militantes que caminham conosco nesta luta de resgate do PMDB de Curitiba, falou mais alto e determinou minha opção.

Declinei em respeito aos companheiros militantes, que vieram somar conosco e aqueles que ainda será possível resgatar, para somando forças e sonhos tornemos nosso Partido instrumento de crítica social, apoiando ou contestando ações, que interferem diretamente na vida de todos.

Cabe ressaltar que todas as posições administrativas que ocupei até hoje, foram voltadas exclusivamente ao trabalho político-social, visando sempre o bem comum, haja vista que sou funcionário publico aposentado e possuo meu rendimento mensal assegurado.

Reafirmo os objetivos da Base Popular e a forma propositiva como temos trabalhado, sem agredir nem responder a qualquer agressão, colocando como esteio o resgate do PMDB, com reabertura e registro no TRE das 10 zonais e na busca de coligação de forças e idéias.

Por fim, faço minhas as palavras de Sidónio Muralha: Parar. Parar não paro. Esquecer. Esquecer não esqueço. Se caráter custa caro pago o preço !.

Professor Altino

Comentários encerrados.