Plauto falta à  reunião com Richa

Preterido na disputa pelo Tribunal de Contas, Plauto Miró se distancia do governador Beto Richa; deputado do DEM jura que não desiste da luta pela vaga de conselheiro; governador estaria propenso a anunciar apoio a Fábio Camargo.

Preterido na disputa pelo Tribunal de Contas, Plauto Miró se distancia do governador Beto Richa; deputado do DEM jura que não desiste da luta pela vaga de conselheiro; governador estaria propenso a anunciar apoio a Fábio Camargo.

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Paraná, Plauto Miró Guimarães (DEM), torceu o nariz para convite do governador Beto Richa (PSDB) e não compareceu, no início desta noite, à  reunião com a bancada governista no Palácio Iguaçu.

De 45 deputados que compõem a base de sustentação do governo Richa no legislativo estadual, compareceram 35. A Casa tem 54 parlamentares.

Orelha seca do blog, que acompanhou o encontro do início ao fim, informa que o deputado Fábio Camargo (PTB) recebia de Richa, o tempo todo, “piscadelas” com o olho esquerdo. “Isso é indicativo de apoio na disputa pelo Tribunal de Contas”, deduz o orelhudo.

Os deputados governistas aproveitaram o bate-papo com o governador para descer o chinelo nos diretores e secretários que vão disputar a Assembleia no ano que vem. Sobrou pancada para Evandro Roman (Esporte); Thiago Amaral (SEDU); Guto Silva (Casa Civil); dentre outros.

O governador Beto Richa disse à  sua bancada de sustentação que dos 40 itens CAUC (Cadastro Único de Convênio), que impedia o Paraná de contrair empréstimos, só falta um para meter a mão na bufunfa.

Comentários encerrados.