Petista Enio Verri classifica Richa de “governo mentiroso”

Para deputado Enio Verri, presidente do PT, os governistas representados pelo líder de Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), andam "mais perdidos que pirulito em boca de banguela" diante da perspectiva de vitória da ministra Gleisi Hoffmann na disputa pelo Palácio Iguaçu em 2014.

Para deputado Enio Verri, presidente do PT, os governistas representados pelo líder de Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), andam “mais perdidos que pirulito em boca de banguela” diante da perspectiva de vitória da ministra Gleisi Hoffmann na disputa pelo Palácio Iguaçu em 2014.

O governo do tucano Beto Richa está sendo alvo de intensas saraivas vindas de petistas e peemedebistas no Paraná. Se ontem (23), o governador do PSDB foi acusado pelo senador Roberto Requião (PMDB) de enfiar no “CU” (Caixa Único) todo o dinheiro do povo paranaense, hoje foi a vez do presidente estadual do PT, deputado Enio Verri, classificar o governo Richa de “mentiroso”. Para o petista, os governistas representados pelo líder na Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), andam “mais perdidom que pirulito em boca de banguela” diante da perspectiva de vitória da ministra Gleisi Hoffmann na disputa pelo Palácio Iguaçu em 2014.

Leia a integra do artigo do deputado estadual Enio Verri:

O governo Richa e a tendência pela mentira

por Enio Verri*

A população que acompanha o noticiário político do Paraná tem sido vítima de uma avalanche de informações falsas divulgadas pelo líder do governo Beto Richa na Assembleia Legislativa (Alep), deputado Ademar Traiano, contra os ministros paranaenses e o governo federal. Não é difícil entender a razão da verborragia semanal do líder: ele tem a missão de defender um governo que caminha a passos largos, lamentavelmente, em direção ao fracasso, enquanto se consolida como péssimo gestor.

Se nas pistas de corrida o governador se orgulha da sua suposta habilidade de piloto, o oposto ocorre no comando do Paraná. Com Beto Richa, temos um Estado trôpego, completamente sem rumo e próximo da falência financeira.

A crise nas contas públicas do Paraná, aliás, é tema recorrente do discurso raso e sempre equivocado do representante do governo na Alep. O deputado descaradamente atribui a culpa pela falência financeira do Estado à  falta de apoio do governo federal e dos ministros paranaeneses.

Uma das críticas prediletas de Traiano é que o governo Dilma, ao desonerar impostos para incentivar o desenvolvimento do País, tira do Paraná uma grande capacidade de arrecadação. De acordo com o líder, o governo federal adota mecanismos sórdidos contra o Estado com o mero objetivo de frear a arrecadação, lesando os cofres públicos e prejudicando o crescimento. Um grande embuste.

à‰ um discurso essencialmente fundamentado em interesses políticos e eleitorais e não encontra ressonância em análises técnicas do desempenho financeiro do Paraná. Esta política, de disseminar a mentira em detrimento da verdade, é despojada pela própria Secretaria da Fazenda (Sefa).

A desfaçatez se escancara quando comparamos a Receita Arrecadada da Administração Direta nos quatro primeiros meses de 2013 com 2012. A receita total do primeiro quadrimestre desde ano foi de R$ 9,82 bilhões, enquanto em 2012 foi de R$ 8,55 bi, ou seja, um incremento expressivo de 14,93%.

Este cenário otimista também se reflete nos repasses da União relativos à s Transferências Correntes, conta que engloba o IPI, entre 2012 e 2013. De acordo com os números divulgados pela Sefa, no primeiro quadrimestre do ano passado o governo estadual recebeu R$ 2,28 bilhões, enquanto em 2013 o índice cresceu para R$ 2,38 bilhões.

Já a Receita Tributária, que inclui os recursos advindos do ICMS, cresceu 12,52% no primeiro quadrimestre deste ano em relação a 2012. O valor, que era de R$ 7,01 bilhões, passou para R$ 7,89 bi.

à‰ importante destacar que, analisando os convênios entre o governo federal e os três estados do Sul em 2012, o Paraná, com R$ 3,805 bilhões, foi a unidade mais beneficiada, deixando para trás o Rio Grande do Sul (R$ 3,469 bilhões) e Santa Catarina (R$ 1,984 bilhão).

à‰ necessário estabelecer a verdade, palavra que falta no dicionário do governo tucano.

A razão da crise financeira do Paraná, que ficou evidente na proposta indecente de parcelamento do reajuste de 6,49% do funcionalismo estadual em duas vezes, e na criação do Sigerfi (Sistema de Gestão Integrada dos Recursos Financeiros), que vai unificar em apenas uma conta bancária todos os recursos do governo, reside unicamente na inabilidade do governo Richa em administrar os recursos públicos.

Enquanto os paranaenses continuam esperando o início da gestão tucana para além da entrega de veículos, o governo Richa lança mão de uma agenda da mentira, fundamentada na lógica perversa da vilanização do governo federal com a finalidade de maquiar sua própria incompetência.

* Enio Verri é Deputado Estadual e Presidente do PT Paraná.

14 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. A big thank you for your blog post.Thanks Again. Keep writing.

  2. Really appreciate you sharing this blog article.Really thank you! Want more.

  3. “Excellent post. Keep writing such kind of information on your page. Im really impressed by your site.”

  4. Pois é, o mais difícil é observar a decadência do Paraná no Governo Richa, onde até os coitados dos cachorros que prestam serviço para o nosso policiamento tem que fazer regime e comer menos ração, pois a conta do estado está pesada demais. O que dizer então dos policiais, que não estão saindo as ruas para cuidar da nossa segurança por falta de farda e Botina. E a falta de professores, o governo Richa chega ao ponto de pegar 2 salas de aula com 25 alunos e juntar em apenas uma turma, para economia.
    Economizar é o sobrenome do Richa, porém incompetência deveria ser seu nome. Nem as promoções e progressões os coitados dos servidores estaduais tiveram neste governo, pois economia é o lema e o Estado está acima do limite para melhorar salário dos servidores ou mesmo pagá-los o que é de direito, muito menos contratar professores. Por que o estado está acima do limite ninguém vê, pois os órgãos públicos estão entupidos de cargos comissionados que ganham uma fortuna, ou seja, muito mais que os servidores de carreira, e além de tudo esses caras são coniventes com as falcatruas do governo para arrecadar, arrecadar, sem limites, para encher os bolsos do povo de santinho na hora da política.
    è isso aí, fica aqui meu desabafo,
    Indignado

  5. Uma vergonha esse governo… policiais a mais de 7 anos sem concursos para promoção… os policiais mais priveligiados que foram promovidos não estão recebendo pelas promoções, ou seja, cabos promovidos a sargentos e recebendo como cabos… Isso vai gerar futuramente uma enxurrada de processos contra o estado.. Temos oficiais promovidos a 1 ano e ainda nao tiveram a assinatura do governo,ou seja, mais processos contra o povo do Paraná! Uma instituição onde um capitão ganha mais que um secretario de estado, esse governo nao conseguiu corrigir essas diferenças, olhem as diferenças salarias e vcs verão.. Esse governo privilegia os altos e desnecessarios escalões da PMPR em detrimento dos mais trabalhadores e praças da PM… 2014 sera um ano longo até o final desse governo!!Precisamos de um governo que sente junto as pracas da PMPR, que diminua as diferenças salariais utilizadas pra “silenciar” a tropa! PSDB é o maior engodo apos a era Jaime Lerner!

  6. Que o Beto é mentiroso, já ficou provado faz tempo. Precisava perguntar pra mãe dele se é hábito desde criança, por que se for é bom levar ele pra tratar no psicólogo, deve ser algum trauma..

  7. Teriam que eliminar o erro e não racionalizá-lo, se racionalizarem o erro será mais difícil eliminá-lo!

    Esmael e demais o Senador Roberto Requião finalmente deu o ar da sua graça político no velho e bom estilo que todos no Paraná conhecemos, sem papas na língua, de maneira direta, clara, objetiva e chula. Chula sim! Mas sem o intelectualismo falante e massante do “politiquês” onde todos entendem o que é dito! Denunciou com determinação a “C.U” de Beto Richa sigla oficial da futura e famigerada Conta Única do estado!
    Assim também fez bem Enio Verri Presidente do Partido dos Trabalhadores quando “chutou o formigueiro” com estas declarações pertinentes sobre o fracassado (des) governo de Beto Richa que sem mais o que fazer, usa de subterfúgios e pretextos realmente falsos para viver de aparência de quem parece que governa!
    Isto mesmo era preciso acabar com esta falsa idéia do tal “respeito republicano” que cria, vamos dizer assim este, “mundo do faz de conta das boas relações políticas” que ás elites neoliberais gostam de alegar na imprensa comprada para manipular a opinião pública se vitimando!
    Fica claro também que a “C.U” Conta Única é resultado da “agonia de cada dia” com o terror das expectativas das crônicas de uma derrota politica eleitoral que se anuncia para o PSDB “Partido Sem Discurso no Brasil” em 2014 no Paraná, fez e faz com que apelem para a arcaica, reacionária e ultrapassada lógica do “poder centralizador” onde montarão e tentarão criar um “balcão de negócios políticos” com o grosso dos recursos arrecadados no estado usando o argumento falso “da prerrogativa do governo estadual” de atender ou não a liberação de verbas para satisfação de interesse coletivo!
    Isso é coisa do século passado!
    Para se reeleger, o (des) governador Beto Richa, precisará do apoio de deputados estaduais e federais, de prefeitos e vereadores e precisa conseguir liberar o máximo possível de verbas para administração que possam influenciar direta e indiretamente alguns dos municípios no estado. Sem isso, a única coisa que lhe resta é ficar preocupado, fazer discursos e corre o risco de ficar falando sozinho e ser excluído do governo e da política nas urnas. Não é segredo, pois, quem acompanha de algum modo os bastidores da política paranaense sabe que até integrantes da base governista estão descontentes com a situação atual de desgaste do (des) governador. Devido á isso querem e aprovam tal proposta para aumentar o poder de barganha do governo. Ou seja, essa “C.U” Conta Única não dará transparência ao processo de gerenciamento de verbas públicas estaduais e aumentaria a alegoria nas explicações a população. Se a maior parte dos recursos não for administrada diretamente pelas secretarias e outros órgãos do estado será mais difícil encontrar os responsáveis por alguma conduta irregular e ilegal. Vai ser uma amarração só onde a prioridade do que deve ser executado estará concentrada numa única secretária de estado. Imaginem o que haverá de falta de recursos financeiros, a demora e a impossibilidade de analisar os pedidos dentro da administração.
    Resumindo: Uma “C.U” Conta Única centrada numa única secretaria de estado não terá condições de executar as ações de distribuição de dinheiro sozinha, pois, quem conhece seus problemas é cada secretaria e órgão conforme suas funções! Enfim o apoio de vez em quando de uma secretaria de estado a outra é importante, para as ações que a mesma não teria condições de executar. Mas as prioridades definidas por uma não atendem às questões internas das outras. https://www.esmaelmorais.com.br/2013/05/requiao-diz-que-tucano-beto-richa-quer-enfiar-dinheiro-do-povo-no-cu-ouca-o-audio/#comment-94972

  8. A Verdade e que Requiao (maria louca) ja esta completamente gaga, este Traiano so fala e nao faz nada! o Parana pode muito bem andar sem verba federal, e o dinheiro daqui, onde esta? ao inves de ficarem discutindo o sexo dos anjos e uma futura eleicao, vao trabalhar bando de malucos, que nos restaurantes todos sao amiguinhos,este medo todo e para nao perder a teta e ganhar sem fazer “M”nenhuma.

  9. requião tem razão essa elite é incompentes vamos enumerar:
    Conta ùnica – ideia de jerico copiada do RGS;
    Diretor Pres. da Sanepar, conseguiu falir a empresa da familia;
    Copel tem uma Diretora nazista que não aceita diálogo;
    resumindo é elite falida dominando o pr, não podemos esquecer o Banerinfdus;
    Eles não ideia só copiam upps, cu, etc.

  10. não esqueça do requião ele vem comendo pelas beradas

  11. Se a receita arrecadada e a tributária (acredito eu que aí dentro deve estar os 271% do Tarifaço do Detran) em 1 ano cresceram em muito por sinal no estado, não era pro estado estar no Serasa junto ao gov. federal, no limite da lei de responsabilidade fiscal, com esse montante arrecadado nesses quadrimestres, era pro estado estar numa situação financeira rasoável, mas isso se chama má administração e má gestão dos tucanos, mas daí dinheiro pra dar 128% de aumento pra comissionados, isso não falta e para os servidores ainda queriam pagar parcelado.

  12. E esse tal Verri o que é? Santo. Já tentou varias vezes ser Prefeito e o Povo NÃO o quer lá, porque sabe do caráter deste Inutil. Um cagado falando de um Mal lavado. E tem gente que dá crédito.

    • Independente de quem é Enio Verri, tudo que foi dito é a absoluta verdade!
      Projeto/falência
      No dia 21 de maio de 2013, foi aprovado o projeto do governo Beto Richa (PSDB) que cria o Sistema de Gestão Integrada dos Recursos Financeiros do Paraná (Sigerfi), a intenção do governo é centralizar várias contas bancárias onde são movimentados atualmente os recursos do Tesouro.
      Além dos recursos oriundos do Detran e de outros órgãos da administração direta e indireta, a superconta poderá movimentar ainda cerca de R$ 2,1 bilhões de depósitos judiciais que estão sob a guarda do TJ. O valor corresponde a 70% do total guardado pela Justiça.

      O deputado Enio Verri (PT) disse que o projeto contém “vícios insanáveis”. Ele destacou que o governo Beto Richa levou o Paraná à falência.
      “É surpreendente que, em tão pouco tempo, o governo tenha perdido completamente o caminho. Este projeto mostra a falência deste governo, da mesma forma que a proposta de dividir o reajuste dos servidores em duas parcelas confirma que o governo está falido.”

    • Trocar o Verri por aquele prototipo do ricardo barros,só podia ser MARINGAY