Novo ministro do STF já deu parecer favorável a Maurício Requião

Vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado viram excelentes moedas de troca para o projeto reeleitoral do governador Beto Richa; o ex-procurador-geral, Ivan Bonilha, também conhecido como Censurinha, depois de fazer o trabalho sujo na campanha de 2010, pode dançar e devolver a cadeira ao ex-secretário Maurício Requião; parecer do novo ministro sinaliza que essa é a tendência no STF.

Vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado viram excelentes moedas de troca para o projeto reeleitoral do governador Beto Richa; o ex-procurador-geral, Ivan Bonilha, também conhecido como Censurinha, depois de fazer o trabalho sujo na campanha de 2010, pode dançar e devolver a cadeira ao ex-secretário Maurício Requião; parecer do novo ministro sinaliza que essa é a tendência no STF.

O advogado Luiz Carlos Rocha, o Rochinha, registra no site Jogo do Poder, que o novo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), já deu parecer favorável à  permanência de Maurício Requião no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Barroso foi indicado pela presidenta Dilma Rousseff para a vaga do ex-ministro Ayres Brito, mas emitiu o seguinte parecer em 2009 defendendo o irmão do então governador Roberto Requião (PMDB):

“O cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado não se enquadra em qualquer das categorias de que cuida a Súmula Vinculante n!º 13 do STF !“ cargo em comissão (apresente ele natureza política ou puramente administrativa) ou função de confiança !“ que, portanto, é inaplicável à  situação do consulente” (clique aqui para ler a íntegra do parecer do ministro).

Suponhamos que Maurício volte ao TCE. Quem dança? Ivan Bonilha, o Censurinha, que hoje já não conta com tanta simpatia do Palácio Iguaçu. Tem quem acredite que a cabeça do ex-procurador-geral do Estado servirá, num futuro muito próximo, como moeda de troca na busca de apoios pela reeleição do governador Beto Richa (PSDB). A conferir.

Comentários encerrados.