Na ausência do poder público, moradores assumem! a prefeitura de Curitiba; assista ao vídeo

Moradores do Bairro Novo B, no Sítio Cercado, parte Sul da capital paranaense, resolveram ocupar o vácuo deixado pela administração municipal. Se não há iniciativa do poder público para resolver questões simples, como pintar uma faixa de pedestre ou de sinalização, eles mesmos — os moradores — fazem o que precisa ser feito. A reportagem em vídeo e texto é de Márcio Nonato, que possui uma Web TV no bairro chamada “GWV”:

Moradores fazem serviço da Setran no Bairro Novo

Os moradores do Bairro Novo B, região do Sítio Cercado, cansados de esperarem pela falta de iniciativa da Prefeitura de Curitiba, resolveram, eles mesmo, dar um basta numa situação incomoda e perigosa.

A Rua Jussara, próximo ao ponto final da linha do ônibus Pinheirinho, tem uma curva que, segundo os moradores, acontecem muitos acidentes e a mesma está com problema de sinalização.

O motorista Hélio Moreira disse que, os veículos passam no local com um limite muito alto de velocidade, e para tentar amenizar a situação, os próprios moradores decidiram pintar o chão alertando sobre o perigo da curva. Reclamou ainda que, “não adianta ligar para eles (prefeitura), dizem que vão averiguar etc., mas nunca vem resolver o problema”.

Já a comerciante Djanira Pereira conta que, foram feitas inúmeras ligações para o número 156 para tentar sanar as divergências existentes no local. Mas, segundo ela, não houve resposta por parte do órgão municipal. A comerciante disse também que, além da curva perigosa, há a falta de limpeza do mato alto ao lado da rua e que, as tampas dos bueiros também ofereciam perigo à  comunidade.

“Caiu uma criança dentro do buraco, aí, nós mesmos, resolvemos tapar o bueiro. O vizinho, que trabalha numa empresa, que mexe com isso, comentou com o patrão dele e eles nos ajudaram”.

O autônomo Francisco Edglebston conta que, “há alguns dias atrás tinha um carro grudado no poste e outro caído dentro do buraco do bueiro”. Francisco reclama a falta de atenção da prefeitura e pede para que o órgão público de mais atenção aos “pagadores de impostos”.

A Assessoria Técnica da Regional Bairro Novo informou, por telefone, ter conhecimento dos problemas. Mas, segundo a informação, com a troca de gestão no comando da Prefeitura da Cidade, ainda, há algumas dificuldades para atender toda a demanda. O assessor técnico da Regional, Ricardo, acrescentou que, “o ideal é a comunidade antes de reclamar no 156, vir até a regional e nos apresentar o problema para tentarmos resolver com mais agilidade”.

Já Djanira fez um apelo, ao prefeito Gustavo Fruet, “gostaria que o prefeito olhasse para nós. Pois, estamos abandonados aqui”.

Por Márcio Nonato

Comentários encerrados.