Da Europa, Richa manda avisar de calote em professores; e agora José?

O tucano Beto Richa enrola os educadores paranaenses mais uma vez; da Europa, o governador mandou avisar do calote; será que a categoria ficará muda ou reagirá à  altura? Há quem ressuscite a ideia de greve a partir de agosto.

O tucano Beto Richa enrola os educadores paranaenses mais uma vez; da Europa, o governador mandou avisar do calote; será que a categoria ficará muda ou reagirá à  altura? Há quem ressuscite a ideia de greve a partir de agosto.

Em 9 de março passado, durante assembleia geral, educadores do estado inteiro se reuniram no Teatro Positivo, em Curitiba. Fui testemunha. Passei por lá. Havia proposta de greve, mas a direção da APP-Sindicato preferiu aprofundar a política do cafezinho !“ de conversar mais com o governador Beto Richa e o secretário da Educação, Flávio Arns, também do PSDB (clique aqui e aqui para relembrar).

O governo do PSDB havia garantido à  categoria, nas reuniões de negociação, que o pagamento do reajuste do Piso (7,115%) para os professores e professoras ocorreria na folha de maio. Em uma única vez. A categoria relaxou diante da promessa.

Pois bem, chegou a este blog a informação de que os tucanos não cumpriram !“ mais uma vez !“ seus compromissos com o magistério. Deixou todos literalmente na mão. A categoria dançou. O professorado não verá a cor do dinheiro na folha de maio. A notícia está disponível no site oficial da APP-Sindicato.

Mais uma vez, eles [Richa e Arns] fizeram de trouxas nada mais nada menos que 120 mil educadores do Paraná que acreditaram no acordo firmado antes da assembleia geral.

Esse não é o primeiro e, com certeza, não será o último calote da dupla Richa e Arns. Só não entendo porque alguns professores continuam achando legal! essa malandragem.

Não estaria na hora de interromper a política do cafezinho e reagir à  altura? Há entre os educadores quem defenda greve a partir de agosto. Será que agora vai?

Comentários encerrados.