CUT realiza seminário sobre trabalho decente no Paraná

Romanelli, secretário do Trabalho, e a prefeita em exercício, Mirian Gonçalves, vão debater as condições dos trabalhadores no Paraná.

Romanelli, secretário do Trabalho, e a prefeita em exercício, Mirian Gonçalves, vão debater as condições dos trabalhadores no Paraná.

Amanhã, quarta-feira (22), sentarão sob a mesma mesa poder público, sindicalistas, juristas, trabalhadores e professores para discutir a situação das condições de trabalho no Brasil. O seminário Construindo o Trabalho Decente no Paraná!, promovido pela Central Única dos Trabalhadores (CUT-PR), terá como missão discutir os mecanismos necessários para garantir condições de trabalho no Estado.

De acordo com a organizadora do Seminário e secretária da Mulher da CUT-PR, Eliana Maria dos Santos, o tema trabalho decente está intimamente ligado à  história da CUT.

Ao realizarmos este seminário, queremos reunir trabalhadores, sindicalistas, acadêmicos e profissionais da Justiça do Trabalho para construirmos uma agenda de luta para construção do trabalho decente no Paraná!, explica.

Já confirmaram presença como debatedores nomes do poder público como o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, Manoel Messias de Melo, Luiz Claudio Romanelli, secretário de Estado do Trabalho e Emprego e Economia Solidária do Paraná, e Mirian Gonçalves, prefeita em exercício e Secretária Municipal do Trabalho e Emprego da Prefeitura Municipal de Curitiba; além de juristas e estudiosos do assunto como o professor do curso de direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Wilson Ramos Filho, o Xixo, o advogado trabalhista e professor universitário, Sandro Lunard e o economista do Dieese, Sandro Silva.

O evento faz parte da série de atividades promovidas pela CUT-PR no mês do trabalhador, com eventos discutindo temas ligados diretamente ao dia a dia laboral. O seminário acontecerá na APP Sindicato, Av. Iguaçu, n!º 880, das 8h30 à s 18h. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas diretamente no local.

Confira a programação:

8h30 – Abertura – Participação de autoridades

9h40 – 1!ª Mesa !“ Desafios para construção do trabalho decente !“ Roni A. Barbosa !“ Observatório Social da CUT e Messias de Melo !“ Ministério do Trabalho e Emprego.

11h – 2!ª Mesa !“ Situação do trabalho no Paraná e em Curitiba e Região Metropolitana !“ Luiz Claudio Romanelli – Secretario de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária e Miriam Gonçalves – Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego da Prefeitura Municipal de Curitiba

12h Debate

12h30 à s 14h !“ Almoço

14h !“ 3!ª Mesa !“ 70 anos da CLT no Brasil –

CLT e a organização sindical – Wilson Ramos Filho (Xixo) !“ Advogado trabalhista, sócio fundador da DECLATRA !“ Defesa da Classe Trabalhadora

CLT e as Convenções internacionais do trabalho – Sandro Lunard – Advogado trabalhista

CLT e a situação do trabalho no Brasil !“ Gênero, Raça, Geração, Orientação Sexual, Pessoa com deficiência – Sandro Silva, economista do DIEESE

15h30 Debate

16h30 4!ª Mesa !“ Jornada de luta pelo trabalho decente !“ aprovação de agenda de luta

17h30 Encerramento

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. e o quê esses comentários tem a ver com a matéria da CUT?

    • Nada, é que o Fala sério tem cargo em comissão no governo do estado e usa esse espaço para falar bem do seu patrão.

  2. O que o FALA SÉRIO postou, ele colou na íntegra da coluna do Fábio Campana (https://www.fabiocampana.com.br/2013/05/cni-projeta-mais-de-161-mil-vagas-na-industria-do-parana/), ele coitado é um burro e ignorante, então não sabe discernir o certo do errado. É matéria que carece de base séria. Quando matérias encomendadas dessas passam à circular é sinal que a vaca está indo por brejo. O governo do estado quer mostrar que está tudo bem, mas não está, são os últimos suspiros para se manter vivo e tentar a reeleição.

    Eu que vivo aqui no mundo real, a iniciativa privada, que alimenta o mundo de faz de conta com o recolhimento de impostos, o qual fazem parte os integrantes do poder público, posso presenciar as coisas que realmente estão acontecendo.
    Devido a forte carga tributária, há desaceleração em alguns setores da economia e começam às primeiras dispensas de trabalhadores. Essa notícia terá impacto na mídia dentro de + ou ““ 2 meses.

  3. A Confederação Nacional da Indústria diz que o setor no Paraná voltará a investir e retomar o ritmo de contratações. A previsão é que entre 2013 e 2015 serão criadas 161 mil postos de trabalho nas indústrias paranaenses ““ a maior parte a partir do próximo ano. Cinquenta mil vagas devem ser abertas já em 2013, principalmente no segundo semestre. A estimativa leva em conta um crescimento da economia do Estado estimado em 3% para esse ano e de 3,5% a 4% nos próximos dois anos.

    Se a previsão se confirmar, significará que a indústria contratará o equivalente a 20 fábricas da Renault ““ que emprega hoje 6,5 mil pessoas ““ nos próximos três anos. A indústria paranaense gera atualmente 823 mil empregos. Com a projeção da CNI, esse número poderá aumentar 19,5% em três anos.

    Os setores de alimentos e bebidas, construção, veículos automotores, máquinas e equipamentos, móveis, madeira e papel e celulose devem puxar a geração de vagas, segundo a CNI. Os postos devem se concentrar em microregiões como Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Ponta Grossa, Toledo e Apucarana, por exemplo.

  4. Para o trabalhador ter um emprego decente de verdade, é preciso desonerar a folha de pagamento de encargos, daí poderá assim os empresários repassarem mais para o trabalhador.
    O que acontece em uma empresa hoje que resolva dar um aumento de R$ 100,00 para o seu funcionário? Ele desenbolsará R$ 220,00 no total…Então parece que o governo castiga quem gera emprego no país…

    • Concordo, diga isso ao Governo da D. Dilma. é de la que tem que vir isso!!!

      • Digo, diga ao seu patrão para parar de cobrar icms 2 x das micro e pequenas empresas, através da substituição tributária.

  5. Esmael.

    É bom publicar esta nota da fonte RPC-TV de hoje:

    ” ……. Matéria da RPC aponta que o emprego e renda não param de crescer no Paraná. A constatação e do IBGE que vem medindo esse crescimento nos últimos dois anos. Para especialista, a diversificação da economia e os setores do agronegócio, construção civil, indústria impulsionam o novo momento do Estado …….”

    É um cala boca para muita gente!

    • E tem mais…… Sr. Esmael Leia essa:

      A Confederação Nacional da Indústria diz que o setor no Paraná voltará a investir e retomar o ritmo de contratações. A previsão é que entre 2013 e 2015 serão criadas 161 mil postos de trabalho nas indústrias paranaenses ““ a maior parte a partir do próximo ano. Cinquenta mil vagas devem ser abertas já em 2013, principalmente no segundo semestre. A estimativa leva em conta um crescimento da economia do Estado estimado em 3% para esse ano e de 3,5% a 4% nos próximos dois anos.

      Se a previsão se confirmar, significará que a indústria contratará o equivalente a 20 fábricas da Renault ““ que emprega hoje 6,5 mil pessoas ““ nos próximos três anos. A indústria paranaense gera atualmente 823 mil empregos. Com a projeção da CNI, esse número poderá aumentar 19,5% em três anos.

      Os setores de alimentos e bebidas, construção, veículos automotores, máquinas e equipamentos, móveis, madeira e papel e celulose devem puxar a geração de vagas, segundo a CNI. Os postos devem se concentrar em microregiões como Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Ponta Grossa, Toledo e Apucarana, por exemplo.

      • E as moças acha que isso e mérito do Piloto de autorama, isso é em virtude da politica econômica, desenvolvida a nível Brasil, o administrador local não consegue resolver o 6% do funcionalismo público.

      • que o FALA SÉRIO postou, ele colou na íntegra da coluna do Fábio Campana (https://www.fabiocampana.com.br/2013/05/cni-projeta-mais-de-161-mil-vagas-na-industria-do-parana/), ele coitado é um burro e ignorante, então não sabe discernir o certo do errado. É matéria que carece de base séria. Quando matérias encomendadas dessas passam à circular é sinal que a vaca está indo por brejo. O governo do estado quer mostrar que está tudo bem, mas não está, são os últimos suspiros para se manter vivo e tentar a reeleição.

    • É matéria que carece de base seu FALA SÉRIO.
      Eu que vivo aqui no mundo real, a iniciativa privada, que alimenta o mundo de faz de conta com o recolhimento de impostos, o qual fazem parte os integrantes do poder público, posso presenciar as coisas que realmente estão acontecendo.
      Devido a forte carga tributária, há desaceleração em alguns setores da economia e começam às primeiras dispensas de trabalhadores. Essa notícia terá impacto na mídia dentro de + ou – 2 meses.

      • Sr. Babaca é so ler a fonte que esta citada no que postei. CNI, se não sabe LER.

        • É matéria feita com base em dados anteriores, que não refletem a atual tendência do mercado… A confederação nacional da indústria é uma entidade que vive do desconto em folha de pagamento dos trabalhadores da indústria. Na verdade faz muito pouco pelos que a mantém, é um grande cabide de emprego na verdade. Você que é puxa saco do PSDB não devia defendê-la com tanto afinco, porque tem muito Tucano que adoraria acabar com a contribuição para eles, que é um item que onera a folha de pagamento.
          Quando a vaca está indo pro brejo, começam esses comentários, servem para amenizar a queda na bolsa, atenuar a fuga de capitais.
          Eu sou TRABALHADOR do mundo real e vejo as coisas acontecendo na prática, ao contrário de você e do CNI. Então repito: “Devido a forte carga tributária, há desaceleração em alguns setores da economia e começam às primeiras dispensas de trabalhadores. Essa notícia terá impacto na mídia dentro de + ou ““ 2 meses”.

    • Essa aqui também é um cala boca pra você e para seus patrões
      BRASIL GERA MAIS EMPREGOS DO QUE OS EUA EM ABRIL:
      http://www.brasil247.com/pt/247/economia/102632/Novos-empregos-em-abril-Brasil-196-mil-X-165-mil-EUA.htm

      • É mesmo Paulo Ernesto!

        Gera SIM, graças aos Estados Administrados pelo TUCANOS e Semelhanças:

        “…… O Paraná foi o Estado da região Sul e o terceiro do país que mais criou empregos em abril. Foram 18.937 empregos com carteira assinada, o equivalente ao crescimento de 0,72% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior, segundo dados divulgados ontem pelo Caged, do Ministério do Trabalho. Entre os estados brasileiros, o Paraná ficou em terceiro lugar na criação de empregos em abril, atrás de São Paulo, que criou 80.227 vagas, e de Minas Gerais, com 23.523 postos de trabalho ……..”

        TOMA ESTA ESMAEL e RESTOS que torcem contra!

        • Não é verdade, esses empregos são reposições feitas em face do que foi perdido em 2012. Na verdade o Paraná está sendo visto com desconfiança pelos investidores devido ao forte aumente de carga tributária, o que na verdade é algo bem comum no meio TUCANO. Hoje em dia tem um mecanismo de arrecadação de ICMS chamado de “substituição tributária”, eles recolhem antecipadamente os impostos de toda a cadeia na fábrica. Eles tem um índice que se chama MVA (margem de valor agregado), hoje eles utilizam índices fora da realidade, aumentam essa cadeia do produto, com isso o imposto sobe, é uma forma de tabelar impostos. Como a maior parte da população não entende essa forma de arrecadação, acaba acreditando no governo, que nada mudou, que a carga tributária continua igual. Mas é mentira, a alta de impostos é real…