Curitiba pode receber R$ 100 milhões para novo Centro de Convenções

Capital paranaense pode receber R$ 100 milhões que não estavam previstos para construção de Centro de Convenções; investimento no evento de negócios vai mudar o perfil do turismo em Curitiba, concordam Colnaghi e Arruda.

Capital paranaense pode receber R$ 100 milhões que não estavam previstos para construção de Centro de Convenções; investimento no evento de negócios vai mudar o perfil do turismo em Curitiba, concordam Colnaghi e Arruda.

O deputado federal João Arruda (PMDB) informou que o Ministério do Turismo deverá liberar cerca de R$ 100 milhões para a construção de um novo Centro de Convenções na capital paranaense.

Em conversa com este blogueiro, Paulo Colnaghi, superintendente do Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, confirmou a negociação com o governo federal.

“Com esse recurso, nós vamos mudar a cara do turismo de uma vez por todas”, comemora Colnaghi.

“Só a construção de um Centro de Convenções pode dar vazão a esta tendência e transformar Curitiba na capital nacional dos eventos”, afirma João Arruda, citando o exemplo de Brasília que, em eventos, movimenta R$ 2 bilhões ao ano.

“Eu acho que esse dinheiro vai sair porque a iniciativa partiu do ministro do Turismo [Gastão Vieira]. Ainda esta semana teremos uma resposta definitiva”, conta o superintendente municipal de Turismo.

O ministro é do mesmo partido que Arruda.

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am just all new to weblog and seriously enjoyed you’re blog site. More than likely I’m want to bookmark your blog post . You certainly come with perfect stories. Many thanks for sharing with us your webpage.

  2. Trabalho com eventos e o problema de Curitiba é a falta de investimento ou melhorias no setor de eventos. Em São Paulo e Rio de Janeiro (grandes polos econômicos) os locais destinados a grandes eventos são totalmente afastados do centro da cidade, justamente para evitar problemas de transito e especulação imobiliária (Como disse o sr Roberto N). A grande Curitiba possui três grandes centros de eventos, o maior deles fica em Pinhais (Expotrade), quando há eventos no espaço, o fluxo não atrapalha a região central, assim como o Expounimed que também está afastado do centro. Estes espaços recebem eventos nacionais e internacionais que beneficiam toda a economia da região. Porém o público Curitibano não sabe o que quer, reclama quando há algum evento no centro da cidade, pois congestiona o transito e reclama mais ainda quando o evento fica em Pinhais, pois é muito longe. Afinal, e se a construção desse novo centro for mais afastada ainda, dos locais que já existem? A reclamação continuará?

  3. Se é tão bom, mas se é tão bom assim, por que nenhuma empresa privada investe? Ao contrário, o Estação fechou o deles. Usem dinheiro público para benefício do povo. Segurança, saúde e educação fundamentalmente. Se fizer um centro de convenções, vira outro cabide.

  4. Devia fazer o novo pavilhão do parque funcionar, aquele pessoal que pegou não faz quase eventos, estão muito devagar. O problema do Expotrade que é particular, é no município vizinho e quando tem um evento lá o preço do estacionamento é um verdadeiro roubo. Precisa um local, mas bem planejado e em uma das saídas/entrada da cidade.
    O trânsito de Curitiba anda ruim por falta de investimento e planejamento da prefeitura. É só construir viadutos e acabar com os gargalos.

  5. Trocando de Saco pra mala…… O uso da caxirola, instrumento criado para ser símbolo da Copa do Mundo de 2014, não será permitido em jogos da Copa das Confederações. Torcedores que forem aos estádios do torneio não poderão levar o chocalho desenvolvido pelo músico Carlinhos Brown e apoiado pelo governo federal.
    Pergunta……. Quanto esse sujeito embolsou do Governo da Dirma…. pra esse PORCARIA ser produzida em série??? Quem mais Levou GRANA, do Governo Federal para produzir esse LIXO???/

    • Já que estamos falando em Copa, Curitiba é séria candidata a fazer uma fiasqueira. Devido ao mau planejamento nas gestões Richa/Ducci, as obras estão atrasadíssimas e com grandes chances de não ficarem prontas à tempo.

  6. Ah não, ninguém merece. A cidade já está praticamente parada com o caótico trânsito e os especuladores imobiliários planejam mais um maldito gargalo para o trânsito. Por que todo nova construção concentradora de pessoas e veículos é localizada no pior local possível? Será só incompetência do planejador ou os interesses econômicos de uma minoria que falam mais alto??? Quem é o imbecil que permite que ainda se construam espigões em pleno centro da cidade?????
    Querem fazer este maldito centro de convenções, pois façam, mas longe do centro, longe dos gargalos do trânsito, longe dos locais com a infraestrutura urbana saturada.
    Perda de tempo discutir, em Curitiba quem manda é uma oligarquia que faz e desfaz como bem entende e os pés de chinelo que se lasquem!!!!

  7. R$ 100 Milhoes pra que?? Temos vários locais para grandes publicos e exposiçoes, pq Barigui, Expotrade, e o Centro de Convençoes na Rua Barao do Rio Branco, que é absurdamente SUB Utilizado. Será mais um espaço atirado ao Vazio. Dinheiro pra obras que nada vai trazer ao Povo Tem, pra saude, educaçao etc….. NÃO TEM.

    • Vejamos:
      Centro de Convenções do Barigüi foi privatizado e até agora o Parque,espera a tal obra de revitalização.
      Centro de Convenções Expotrade fica em Pinhais
      E o Da Barão quem entende de eventos sabe que não há estrutura e nem espaço.
      O ùnico que comportava grandes eventos era o Estação,mais por ser privado, resolveram acabar com aquele espaço.

      Sou a favor deste projeto,mais que não me venham depois dar para empreiteiros ligados a grupos políticos.

      O retorno para a cidade destes eventos é grande e em curto prazo.