Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

A doméstica que virou ministra do Tribunal Superior do Trabalho; ouça essa história

A aprovação da PEC das Domésticas poderá modificar a cultura da elite e exigir, de quem não tem dinheiro para pagar os direitos dos trabalhadores domésticos, a troca do shopping pela faxina em casa. O Senado libertou no mês passado, em todo o país, cerca de 10 milhões de trabalhadores. Um marco civilizatório, portanto; este blog parabeniza, neste 1!º de maio, todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

A aprovação da PEC das Domésticas poderá modificar a cultura da elite e exigir, de quem não tem dinheiro para pagar os direitos dos trabalhadores domésticos, a troca do shopping pela faxina em casa. O Senado libertou no mês passado, em todo o país, cerca de 10 milhões de trabalhadores. Um marco civilizatório, portanto; este blog parabeniza, neste 1!º de maio, todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

Uma data para as Marias comemorarem junto à  mais nova ministra do Tribunal Superior do Trabalho, Delaíde Miranda Arantes. Ela, que já foi trabalhadora doméstica, comemora a conquista da categoria e conta que nasceu em primeiro de maio e tem 3 Marias na família.

Delaíde foi escolhida pelo ex-presidente Lula e nomeada pela presidente Dilma Rousseff e já está no exercício do cargo desde 1 de março de 2011, sendo a sexta mulher do tribunal, que tem 27 ministros. Com sua posse, o TST passa a ser a corte superior com maior bancada feminina. Ela integra a 7 Turma do TST e a Subseção de Dissídios Individuais 1.

Ouça essa história, via Agência Brasil:

Comentários desativados.