26 de maio de 2013
por Esmael Morais
54 Comentários

Manifesto pede “revisão” de concurso para professores no Paraná

Ganha força na internet um manifesto, assinado por professores de várias disciplinas, pedindo para que a PUCPR — e a Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEDD) — revise a prova de conhecimento específico da disciplina de matemática.

Segundo o documento, que coleta assinaturas online (clique aqui para acessar), o concurso realizado no último final de semana para preencher 14 mil vagas do quadro próprio do magistério, apresentou várias inconsistências como, por exemplo, resultado dúplice, erros conceituais e falta de tempo para responder as questões.

Na prática, alguns educadores querem mesmo é “melar” esse concurso porque — segundo eles — tem cheiro de “marmelada”. O quiproquó da semana passada quase terminou em pancadaria (relembre clicando aqui).

Também houve protestos e desabafos isolados nas redes sociais, como o do professor de sociologia Alysson Cipriano Pereira. Segurando o cartaz, no Facebook, ele diz: Sou professor e estou sendo prejudicado pela prova do concurso que estava repleta de falhas!.

A seguir, leia a íntegra da Manifesto e Carta Aberta dos professores:

Manifesto e Carta Aberta em prol da revisão da prova de conhecimentos específicos da disciplina de Matemática no concurso público N!º 017/2013 para provimento do quadro próprio do Magistério no Estado do Paraná

As pessoas físicas abaixo relacionadas, que se candidataram e realizaram o Concurso Público de Provas e Títulos para provimento no cargo de Professor, na disciplina de Matemática, no estado do Paraná, e todos os demais professores que se sentem indignados com esta situação, manifestam-se aqui publicamente, e requerem ações no que se refere à  prova de conhecimentos específicos que compôs, juntamente com as questões de núcleo comum da Educação, a primeira etapa deste concurso.

Levando-se em conta que:

1) a prova específica de Matemática apresenta questões com incoerências, com mais de uma alternativa correta e com erros conceituais;

2) Que a prova específica não atende ao anexo III do edital, quando se refere ao programa da prova específica, visto que não apresenta questões referentes à s tendências em Educação Matemática;

3) Consideran Leia mais

26 de maio de 2013
por Esmael Morais
12 Comentários

Novo ministro do STF já deu parecer favorável a Maurício Requião

Vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado viram excelentes moedas de troca para o projeto reeleitoral do governador Beto Richa; o ex-procurador-geral, Ivan Bonilha, também conhecido como Censurinha, depois de fazer o trabalho sujo na campanha de 2010, pode dançar e devolver a cadeira ao ex-secretário Maurício Requião; parecer do novo ministro sinaliza que essa é a tendência no STF.

Vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado viram excelentes moedas de troca para o projeto reeleitoral do governador Beto Richa; o ex-procurador-geral, Ivan Bonilha, também conhecido como Censurinha, depois de fazer o trabalho sujo na campanha de 2010, pode dançar e devolver a cadeira ao ex-secretário Maurício Requião; parecer do novo ministro sinaliza que essa é a tendência no STF.

O advogado Luiz Carlos Rocha, o Rochinha, registra no site Jogo do Poder, que o novo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), já deu parecer favorável à  permanência de Maurício Requião no Tribunal de Contas do Estado (TCE). ... 

Leia mais

26 de maio de 2013
por Esmael Morais
26 Comentários

Escolha de Barroso para o STF foi golpe de mestre de Dilma

do Brasil 247
Com um movimento acertado, a presidente Dilma Rousseff conseguiu resolver um grande problema, que seria a eventual prisão de réus como José Dirceu, sem se indispor com os meios de meios de comunicação.

Jurista de reputação inatacável, Luís Roberto Barroso deve contribuir para a reparação dos erros da primeira fase da Ação Penal 470 !“ e não poderá ser criticado pela grande mídia, que lhe dá apoio. A análise é do jornalista Paulo Nogueira, ex-diretor da Abril e da Globo, que hoje comanda o indispensável Diário do Centro do Mundo. Leia abaixo:

Por que Dilma ficou com Barroso

Ela resolveu o problema do mensalão sem se indispor com a Globo, que gosta do novo ministro

por Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo

O que você faz para resolver um problema e não criar outro?

Bem, no caso do STF, você nomeia Luís Roberto Barroso.

Barroso resolve o problema do mensalão. Sua chegada ao Supremo muda o cenário no momento fundamental dos recursos.

Desfaz-se o estado de espírito anti-réus que dominou o STF, e que por um momento pareceu que levaria Zé Dirceu à  cadeia.

(Quem não se lembra do relato de Mônica Bergamo, na Folha, sobre o dia em que Dirceu fez as malas à  espera de que o levassem pela madrugada?)

Joaquim Barbosa, o grande derrotado na nomeação, agora é minoritário.

A segunda etapa do julgamento !“ aquela, sabemos agora !“ quase que começa do zero. Dirceu pode desfazer a mala, se já não desfez.

As sentenças extraordinariamente rigos Leia mais