25 de Maio de 2013
por esmael
18 Comentários

Na guerra pelo Tribunal de Contas, base governista racha na Assembleia Legislativa do Paraná

Pessuti é lembrado pelo PT para disputar vaga no Tribunal de Contas; base governista se dividiu entre Fábio Camargo e Plauto Miró; governador Beto Richa tende a declarar apoio ao filho do presidente do TJ; esse imbróglio está longe de ser resolvido.

Pessuti é lembrado pelo PT para disputar vaga no Tribunal de Contas; base governista se dividiu entre Fábio Camargo e Plauto Miró; governador Beto Richa tende a declarar apoio ao filho do presidente do TJ; esse imbróglio está longe de ser resolvido.

Dois deputados estaduais governistas disputam uma cadeira vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE), que era ocupada pelo ex-conselheiro Hermas Brandão. A data da eleição ainda nem foi definida, mas a guerra já é uma das mais renhidas na história da Assembleia Legislativa do Paraná. Leia mais

25 de Maio de 2013
por esmael
64 Comentários

Prefeito de Guarapuava dá 80% de reajuste a si próprio e 110% para comissionados; funcionalismo luta por 10%

Prefeito de Guarapuava, César Silvestri Filho, castiga o funcionalismo municipal a exemplo de Richa que judia dos servidores estaduais; aliás, o pai do prefeito é secretário do Governo tucano, onde se aprende muita maldade contra a "senzala".

Prefeito de Guarapuava, César Silvestri Filho, castiga o funcionalismo municipal a exemplo de Richa que judia dos servidores estaduais; aliás, o pai do prefeito é secretário do Governo tucano, onde se aprende muita maldade contra a “senzala”.

Leio no blog do Lobo que os barnabés guarapuavanos estão revoltados com o prefeito César Silvestri Filho, do PPS, que elevou seu próprio salário de R$ 12,3 mil para R$ 21 mil, também reajustou os salários dos secretários municipais em 110%, mas reluta em dar uma merreca de 10% a eles. Leia mais

25 de Maio de 2013
por esmael
36 Comentários

Cuba garante que seus médicos são capazes; profissionais paranaenses reagem à  importação

da Agência Brasil, via Brasil 247A polêmica gerada pela disposição do governo de contratar cerca de 6 mil médicos de Cuba para trabalhar na atenção primária à  saúde nas regiões mais carentes do país é estimulada, entre outras razões, pela dúvida sobre a formação profissional deles. Mas o governo cubano rebate as dúvidas com números. Em Cuba, há 25 faculdades de medicina, todas públicas, e uma Escola Latino-Americana de Medicina, na qual estudam estrangeiros de 113 países, inclusive do Brasil.

A duração do curso de medicina em Cuba, a exemplo do Brasil, é seis anos em período integral, depois há mais três a quatro anos para especialização. Pelas regras do Ministério da Educação de Cuba, apenas os alunos que obtêm notas consideradas altas em uma espécie de vestibular e ao longo do ensino secundário são aceitos nas faculdades de medicina.

Médicos cubanos que atuam no Brasil contam que, em Cuba, o estudante tem duas chances para ser aprovado em uma disciplina na faculdade: se ele for reprovado, é automaticamente desligado do curso. Na primeira etapa do curso, há aulas de biomédicas, ciências sociais, morfofisiologia e interdisciplinaridade.

Nas etapas seguintes do curso, os estudantes de medicina em Cuba têm aulas de anatomia patológica, genética médica, microbiologia, parasitologia, semiologia, informática e outras disciplinas. Segundo os médicos cubanos, não há diferença salarial entre os profissionais exceto pela formação !“ os que têm mestrado e doutorado podem ganhar mais.

De acordo com os profissionais cubanos, todos os estudantes de medicina passam o sexto ano do curso em período de internato, conhecendo as principais áreas de um hospital geral. A formação dos profissionais em Cuba é voltada para a chamada saúde da família: os médicos são clínicos gerais, mas com conhecimento em pediatria, pequenas cirurgias e até ginecologia e obstetrícia.

Porém, a possibilidade de contratar médicos cubanos gera críticas e ressalvas de profissionais brasileiros. Mas o governo brasileiro considera que a necessidade de profissionais e de garantia de saúde para toda a população brasileira deve prevalecer em relação à s eventuais restrições aos estrangeiros.

No começo do ano, os prefeitos que assumiram os mandatos apresentaram ao governo federal uma série de demandas na área de saúde. Na relação dos pedidos apresentados pelos prefeitos estavam a dificuldade de atrair médicos para as áreas mais carentes, para as periferias das cidades e para o interior do país.

25 de Maio de 2013
por esmael
8 Comentários

STF agora tem mais um anti-Barbosa

A política e a mídia que transformaram Barbosa em "herói", o Batman, agora dão sinais que podem isolá-lo, abandoná-lo ferido na estrada; o novo ministro do STF, Luís Roberto Barroso, progressista, acha que quem quer fazer política precisa de voto; Breda, da OAB-PR, põe o dedo direto na ferida: o ministro Joaquim Barbosa é uma pessoa com qual nenhum diálogo inteligente pode ser travado!.

A política e a mídia que transformaram Barbosa em “herói”, o Batman, agora dão sinais que podem isolá-lo, abandoná-lo ferido na estrada; o novo ministro do STF, Luís Roberto Barroso, progressista, acha que quem quer fazer política precisa de voto; Breda, da OAB-PR, põe o dedo direto na ferida: o ministro Joaquim Barbosa é uma pessoa com qual nenhum diálogo inteligente pode ser travado!.

A ascensão do ministro Joaquim Barbosa à  presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), com suas características fascistoides, elevaram o status daquela corte a de um partido político. Poderia até mudar a sigla para PSTF (Partido do Supremo Tribunal Federal).
Nem todos os ministros concordam com o ministro Barbosa. O fizeram no caso do mensalão porque seriam demonizados e achincalhados pela velha mídia chantagista. Vide o caso do revisor Ricardo Lewandowski. Leia mais