16 de maio de 2013
por esmael
20 Comentários

Requião chuta os “Países Baixos” na votação da privatização dos portos; assista ao vídeo

O senador Roberto Requão (PMDB-PR) foi um dos 7 votos no Senado contra a aprovação da MP 595, que privatiza os portos brasileiros com dinheiro público. No fim das contas, foram 53 votos a favor, 7 contra e 5 abstenções.

Se Requião lamentou a privatização dos portos, por outro lado, o senador Sérgio Souza (PMDB-PR) e a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), acreditam que “foi uma vitória para o Brasil, para a competitividade brasileira”.

Depois de uma negociação muito pouco regular, moral e ética, foi aprovada na Câmara dos Deputados a Medida Provisória dos Portos. à‰ uma Medida errada, equivocada!, disse Requião, quase indo à s lágrimas.

16 de maio de 2013
por esmael
6 Comentários

Fruet e Mirian assinam convênio para uso compartilhado da sede da UPE

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) e a vice Mirian Gonçalves (PT) assinaram, nesta quinta-feira (16), um convênio com a União Paranaense dos Estudantes (UPE) que autoriza o uso compartilhado da sede histórica da entidade, em Curitiba, com a Fundação Cultural de Curitiba.

O “Palácio dos Estudantes”, como se chama agora o casarão da UPE terá a retaguarda da prefeitura da capital, conforme decreto municipal– o que vai garantir seu funcionamento permanente, sem problemas com vandalismos e abandonos.

A primeira preocupação é com a segurança da região, evitando que se transforme em um local abandonado. Também queremos revitalizar essa que é uma das casas mais bonitas e tradicionais de Curitiba, que está no bairro São Francisco, região que passa a ter uma atenção especial do poder público. Queremos devolver para a comunidade um espaço bonito, evitando que ele seja degradado, e garantir que a UPE tenha espaço para sua sede estadual!, disse o prefeito, durante a solenidade.

O evento também contou com a participação do deputado estadual Antônio Anibelli Neto (PMDB), dos secretários municipais Marcos Cordiolli, Ricardo Mac Donald, Fábio Scatolin, diretores da entidade estudantil e do médico José Ferreira Lopes, o Dr. Zequinha, ex-dirigente da UPE na década de 60.

Iniciamos um ciclo de reconstrução de um polo cultural em Curitiba, que já foi muito forte e também referência para a região do São Francisco e para a capital, que é o casarão da UPE, com toda a sua história. Queremos voltar a “bombar” culturalmente nosso casarão!, disse Rafael Bogoni, presidente da UPE.

A UPE realiza congresso estadual neste final de semana em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais (clique aqui para relembrar).

Com informações

16 de maio de 2013
por esmael
43 Comentários

Marcha para Jesus deve reunir 300 mil pessoas em Curitiba neste sábado

A organização da Marcha Para Jesus 2013, em Curitiba, espera reunir 300 mil pessoas neste sábado (18). A concentração será na Praça Santos Andrade, em frente ao Teatro Guaíra, à s 9 horas da manhã, e seguirá pela Avenida Marechal Deodoro.

Será a segunda marcha do calendário nacional a ser realizada em capitais neste ano. Curitiba tem a terceira maior Marcha em número de pessoas !“ atrás apenas de São Paulo e Manaus.

O tema deste ano é “Paz nas Famílias só em Jesus”. Neste ano, a Marcha realizará a sua 20!ª edição.

A Marcha para Jesus de Curitiba ganhou expressão nacional por sua organização e pela união das igrejas evangélicas da cidade e, cada vez mais, as do interior.

Esse trabalho foi liderado pelo presidente do Conselho de Ministros Evangélicos do Paraná, Bispo Cirino Ferro.

A minha expectativa é ver a maior concentração de fé em Jesus Cristo, demonstrada pela unidade das igrejas nas ruas de Curitiba e demais cidades do Paraná!, disse.

Quando o primeiro trio elétrico chegar á Praça Tiradentes, local em que fica o marco zero da cidade, haverá um momento de oração pela cidade.

Vamos todos nos unir em uma só bandeira proclamando os valores cristãos e da família!, diz o bispo presidente do ministério Sara Nossa Terra, Robson Rodovalho. Em seguida o trajeto continua pela Avenida Candido de Abreu e termina em frente ao palco montado em frente ao Palácio Iguaçu, por volta das 12h.

O vice-presidente do Conselho de Ministros Evangélicos do Paraná (Comep), Pastor Miguel Piper, disse que a Marcha para Jesus mexe com as estrutura

16 de maio de 2013
por esmael
11 Comentários

Derrotado, líder tucano leva MP dos Portos ao STF

do Brasil 247A votação da MP dos Portos no Senado é mais uma questão do Congresso Nacional que deve ir parar no Supremo Tribunal Federal. Mas, ao contrário da decisão do minitro Gilmar Mendes de interromper a tramitação de um projeto, essa, segundo senadores da oposição, é feita em defesa das prerrogativas do parlamento. Devido à  demora para a aprovação da MP na Câmara, o Senado foi forçado a abrir mão de sua prerrogativa de dois dias para analisar o projeto, já que a MP perde sua validade à s 23h59 desta quinta-feira.

Um acordo de líderes estabelece intervalo mínimo de 48 horas entre a leitura e a votação de MPs. Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) concordou com os protestos da oposição quanto à  falta de tempo e informou que a Mesa que decidiu não mais colocará em pauta, a partir de agora, nenhuma outra MP que chegue ao Senado com prazo de tramitação remanescente inferior a sete dias. “A partir de agora o Senado não aceitará mais prato feito. à‰ constrangedor”, disse o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Essa foi a deixa para Aloysio dizer que seu partido iria ao STF. Contrários à  votação da MP dos Portos no prazo imposto ao Senado !“ pouco mais de doze horas !­!“, os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) defenderam a modernização do sistema de concessão e de gestão de portos no Brasil por meio de projeto de lei. Caso essa alternativa venha a ser adotada, os parlamentares disseram haver disposição para que o projeto possa ser votado em regime de urgência, em até 45 dias.

“Mais uma vez estamos sujeitos à  imposição do governo federal. Não somos uma extensão do Palácio do Planalto. Apoiar o governo é legítimo, mas não pelo preço que estão nos impondo”, criticou Aécio. Rollemberg reforçou e disse considerar que a votação nas condições impostas “apequena” o Senado. Na opinião do parlamentar, a maioria dos parlamentares desconhece a totalidade do projeto, frente à  complexidade do tema.

Mandado de segurança

A Aloysio Nunes, se uniram os líderes do DEM, José Agripino Maia (RN) e do PSOL, Randolfe Rodrigues (AP). Eles alegam que houve violação do devido processo legislativo! quando o presidente do Senado recebeu e colocou em votação imediata o texto da MP. O mandado de segurança argumenta que a matéria recebeu 678 emendas e sofreu grandes alterações no seio da Câmara dos Deputados! e, por isso, não há condição de ser analisada e votada pelos senadores em apenas dez horas.

A implementação casuística desse processo legislativo de afogadilho termina até mesmo por aniquilar a legítima !

16 de maio de 2013
por esmael
25 Comentários

Governo Richa x Governo Dilma

Com viagem de Richa ao Velho Continente, Ratinho Júnior assume de facto! o governo do Paraná; cadê o vice, Flávio Arns (PSDB)? Ninguém sabe ninguém viu; o secretário estaria desmobilizando encontro do governo Dilma no Paraná; a mando do chefe tucano ou seria mais uma prova de insubordinação do pequeno camundongo? A frente política recorda-se que foi a mesma pasta do político do PSC, a SEDU, que fez Requião governador em 90.

Com viagem de Richa ao Velho Continente, Ratinho Júnior assume de facto! o governo do Paraná; cadê o vice, Flávio Arns (PSDB)? Ninguém sabe ninguém viu; o secretário estaria desmobilizando encontro do governo Dilma no Paraná; a mando do chefe tucano ou seria mais uma prova de insubordinação do pequeno camundongo? A frente política recorda-se que foi a mesma pasta do político do PSC, a SEDU, que fez Requião governador em 90.

O governo do tucano Beto Richa resolveu medir força, no Paraná, com o governo da petista Dilma Rousseff. Leia mais

16 de maio de 2013
por esmael
4 Comentários

UPE realiza neste final de semana congresso estadual em Ponta Grossa

Sede histórica da UPE.

Sede histórica da UPE.

A União Paranaense dos Estudantes (UPE) realiza nos dias 18 e 19 de maio, no campus Uvaranas, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), mais uma edição estadual de seu congresso. O evento, além de discutir as questões de educação e a participação estudantil nos grandes temas, vai eleger a nova diretoria. Leia mais

16 de maio de 2013
por esmael
24 Comentários

Deputado Kielse anuncia volta ao PMDB e promete nova “bomba” contra o pedágio na semana que vem

Kielse acertou na semana passada, durante visita de Temer em Maringá, retorno ao PMDB; parlamentar disse que subirá na tribuna da Assembleia, semana que vem, para apresentar novas e robustas provas contra o pedágio, sua bandeira de luta.

Kielse acertou na semana passada, durante visita de Temer em Maringá, retorno ao PMDB; parlamentar disse que subirá na tribuna da Assembleia, semana que vem, para apresentar novas e robustas provas contra o pedágio, sua bandeira de luta.

O deputado estadual Cleiton Kielse permaneceu menos de um ano filiado ao PEN (Partido Ecológico Nacional). Ele saiu do PMDB em julho de 2012, em companhia do deputado federal Fernando Francischini, que era do PSDB. Ao pularem a cerca, no ano passado, os dois apresentaram motivos diferentes para deixar seus respectivos partidos. Leia mais

16 de maio de 2013
por esmael
5 Comentários

Votação da MP dos Portos se arrastou da noite de ontem até à s 5h12 desta quinta

do Brasil 247
O Plenário já está reunido há mais de 18 horas para discutir a MP dos Portos (595/12). Todas as discussões de mérito da proposta foram superadas, em mais de dez votações sob forte obstrução, mas falta aprovar a redação final.

Os deputados já estão na quarta sessão extraordinária consecutiva; os trabalhos foram iniciados à s 11 horas e já se estendem pelo início da manhã de quinta-feira. A MP precisa ser votada até a meia-noite de hoje pela Câmara e pelo Senado para manter a vigência.

DEM, PPS e PSDB não abriram mão da obstrução. Neste momento, os deputados analisam um requerimento de retirada de pauta, mais uma medida para tentar adiar a votação da MP.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, disse estar disposto a levar a sessão até as sete da manhã para concluir a análise da proposta. Só vivi isso [mais de 18 horas de sessão] na Constituinte. Parabéns aos parlamentares!, declarou.

Alves encerrou a sessão plenária anterior antes da votação da redação final da MP dos Portos. Ele decidiu finalizar os trabalhos depois do esgotamento do tempo da sessão e reiniciar uma nova, decisão criticada pelos petistas, interessados em concluir a votação da MP.

Antes da interrupção, os deputados conseguiram terminar a votação de todas as emendas e destaques ao texto principal, que já tinha sido aprovado na madrugada de quarta. Muitos deputados entenderam que já não era necessária sua presença e deixaram a Casa, mas faltava votar a redação final do texto.

O governo então deflagrou uma operaçãopara acordar parlamentares na tentativa de concluir a votação da Medida Provisória dos Portos.

Segundo a Folha, o deputado Bernardo de Vasconcelos Moreira (PR-MG) chegou ao Congresso reclamando. “Já estava dormindo. Isso é trabalho escravo. Ontem ficamos até as 5h da manhã. Hoje, são mais de 10 horas”, disse.

O presidente da Câmara contestou críticas sobre a condução dos trabalhos na última sessão.

Críticas

O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que o presidente teria anunciado que o último destaque seria a última votação da noite, sem alertar para a redação final. Disse ainda que a oposição extrapolou o seu tempo nos encaminhamentos, o que levou ao esgotamento do tempo da sessão.

Creio que a oposição tem todos os direitos, desde que cumpra o regimento, mas extrapolava sempre o seu tempo. Peço que faça cair o microfon