Secretário de Segurança e governador souberam de operação do Gaeco pela imprensa

Secretário Cid Vasques e o governador Beto Richa teriam sido surpreendidos, nesta quarta, pela operação do Gaeco que resultou na prisão de policiais da civil.

Secretário Cid Vasques e o governador Beto Richa teriam sido surpreendidos, nesta quarta, pela operação do Gaeco que resultou na prisão de policiais da civil.

Uma fonte do blog no Palácio Iguaçu garante que o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques, ficou sabendo pela imprensa da operação Vortex, que prendeu na manhã desta quarta-feira (3) dois delegados e um investigador da Polícia Civil.

A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Assim como o secretário da Segurança, o governador Beto Richa (PSDB) também teria sido surpreendido pela operação e pelas prisões dos policiais.

Fui informado desta operação há meia hora pelo Secretário de Segurança Pública, Cid Vasques. Se for confirmado o envolvimento destes delegados será uma decepção, mas espero que a população continue acreditando na nossa polícia. Não posso falar em possíveis trocas nos comandos das delegacias, porque ainda não sei onde vai terminar tudo isto!, falou o governador.

Desenxabido, Cid Vasques, que é procurador do MP, afirmou que a operação se faz graças a colaboração do Ministério Público e da própria polícia, que fornece os policiais para o órgão.

O governador Beto Richa também passou recibo: O Gaeco hoje é composto por policiais que são indicados pelo Governo do Estado numa parceria de cooperação que existe entre o governo e o Ministério Público!.

Os presos estavam de posse ilegal de arma e munição restrita ao Gaeco e um dos delegados possuia, em casa, U$ 185 mil em dinheiro.

Resumo da ópera: parece que o MP não está nem aí para o secretário Cid Vasques.

Comentários encerrados.