Richa manda o software livre das escolas públicas para as cucuias

Tucanos Beto Richa e seu vice Flávio Arns, secretário da Deseducação, aos poucos, vão destruindo a educação e o conceito de Estado para a maioria dos paranaenses. Haverá reação ou não?

Tucanos Beto Richa e seu vice Flávio Arns, secretário da Deseducação, aos poucos, vão destruindo a educação e o conceito de Estado para a maioria dos paranaenses. Haverá reação ou não?

O colunista Felipe Patury, da revista à‰poca, informa que o governador Beto Richa (PSDB), do Paraná, dá mais um importante passo rumo ao desmonte da estrutura do Estado. Agora é na área da TI (Tecnologia da Informação).

De acordo com Patury, o tucano assina no próximo dia 9 um protocolo de intenções com o presidente da Microsoft Brasil, Michel Levy. Segundo o acordo, a companhia vai disponibilizar conteúdos de capacitação básica em TI e apoiar startups locais por meio de softwares de alta tecnologia, suporte técnico e treinamento de negócios.

Além disso, informa o colunista, professores e diretores de escolas públicas serão registrados no portal de colaboração mundial do setor desenvolvido pela Microsoft, a rede Parceiros na Aprendizagem. Cerca de 120 alunos da rede pública serão beneficiados pelo programa.

O diabo é que a iniciativa do governador desmonta de vez o programa Paraná Digital, de software livre dispobilizado pela Celepar, a companhia de informática estatal, bem como os softwares livres e equipamentos do fornecidos pelo Ministério da Educação, através do ProInfo, que são utilizados por alunos e professores de todo o país.

Falando em TI, a Celepar está licitando R$ 46 milhões, cujas propostas serão abertas no dia 18 de abril próximo, para a “contratação de serviços e aquisição de equipamentos de informática, telecomunicações e infraestrutura de cabeamento associada, pelo prazo de 48 (quarenta e oito) meses”.

Comentários encerrados.