Quiproquó na reunião do PMDB

Presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, durante encontro estadual com prefeitos e vices do partido em Curitiba; Romanelli não convenceu os correligionários a apoiar a reeleição de Richa.

Presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, durante encontro estadual com prefeitos e vices do partido em Curitiba; Romanelli não convenceu os correligionários a apoiar a reeleição de Richa.

Causou tremenda saia justa o discurso do deputado federal Osmar Serraglio, presidente do PMDB do Paraná, durante encontro com prefeitos e deputados da bancada estadual.

Serraglio desceu a borduna no antecessor, Waldyr Pugliesi, que presidia a legenda no estado até dezembro último.

Segundo Serraglio, único deputado federal presente no evento, as contas do partido rejeitadas pelo TSE, referentes ao exercício de 2004, precisam ser explicadas pela antiga direção.

O novo presidente disse que o partido recebia um milhão, gastava tudo mas não soube explicar onde gastou, por isto as contas foram rejeitadas.

Detalhe: na mesa estavam os deputados estaduais Ademir Bier e Luiz Cláudio Romanelli – tesoureiro e primeiro-secretário daquela gestão.

Serraglio também detonou as antigas administrações, dizendo que agora o partido seria democrático e que vai ouvir as bases… só esqueceu que ao lado dele estava o Waldyr, que foi presidente nos últimos 4, 5 anos…

Bier pediu questão de ordem para explicar os gastos com reforma e aquisição de móveis e que o erro ocorreu na apresentação de uma nota de pesquisa contratada.

O clima ficou feio e o Serraglio ficou visivelmente constrangido… pediu desculpas no final, mas o estrago estava feito.

Coube ao ex-governador Orlando Pessuti, secretário-geral da agremição, tentar defender o Waldyr na questão da falta de democracia do PMDB antes do Serraglio.

No mais, só o Romanelli defendeu coligação com o governador Beto Richa (PSDB) e os prefeitos que estavam no encontro não gostaram, pois a cúpula ficou lavando roupa suja e nada de discutir o que interessava: uma pauta municipalista.

Comentários encerrados.