Por Esmael Morais

Prefeitos apelam para que governador mantenha subsídio ao transporte na região metropolitana de Curitiba

Publicado em 30/04/2013

Nota à  imprensa

Em virtude do momento em que se anuncia o fim do subsídio do Governo do Estado ao Transporte Coletivo, levando em consideração que o convênio encerra-se no dia 7 de maio, nós, prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba, demonstramos nossa preocupação com o tema, já que esta decisão irá impactar diretamente no futuro de nossas cidades. Em busca de solução, já participamos de diversas reuniões, solicitamos e propomos alternativas para que a passagem de ônibus não seja encarecida e o sistema continue integrado.

Sabemos que nesta terça-feira (30) representantes da Comec, Sedu (Governo do Estado) e Urbs (Prefeitura de Curitiba) estão realizando reuniões para discutir o que acontecerá com o sistema integrado de transporte nos próximos dias.

As empresas de transporte, através de seu órgão de classe, também discutem nesta tarde qual encaminhamento tomar diante do impasse que se avizinha. Inclusive, consideram a possibilidade de paralisar o transporte de passageiros a partir do dia 08 de maio, caso não haja uma garantia da continuidade de remuneração pelo serviço prestado e sem saber quem continuará gerenciando o sistema na Região Metropolitana.

Esperamos que alguma decisão coerente e justa seja tomada e que o subsídio do Governo do Estado seja mantido, pois os municípios necessitam deste apoio, caso contrário viveremos dias de caos na RMC.

Luizão Goulart
Prefeito de Pinhais e Presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba – ASSOMEC