Polícia Militar é acusada de censurar teatro em Festival de Curitiba; assista ao vídeo

O secretário Municipal da Cultura de Curitiba, Marcos Cordiolli, utilizou as redes sociais, na noite desta quinta-feira (4), para acusar a Polícia Militar do Paraná de cometer censura contra um grupo teatral na capital.

“Faço uma pequena pausa na agenda para registrar minha indignação e repúdio ao ato de censura da Polícia Militar contra os integrantes do grupo de teatro ‘Erro’. Espero que o bom senso prevaleça por parte da Polícia Militar e que não tenhamos mais atos de repressão contra a arte. A cultura agradece”, desabafou Cordiolli.

Na última terça-feira (2), a PM interveio durante a apresentação da peça de teatro Hasard!, que integra o Festival de Curitiba e é representada pelo Erro Grupo, de Florianópolis.

Encenada ao ar livre, em quatro ruas do Centro da cidade, o espetáculo utiliza um baralho para interagir com o público e esta interatividade define o final. Há quatro possibilidades e uma delas exige a nudez completa, que motivou a presença policial.

Em uma das apresentações, chegou a ter confusão com a polícia, que impediu que os atores ficassem nus. Houve bate-boca. Eu me senti sem o meu direito de me expressar livremente”, afirma Lana Reider, atriz.

Com informações do G1 PR

33 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I’m very new to blogs and actually loved this web blog. Almost certainly I’m want to bookmark your blog post . You really come with tremendous stories. Thanks a bunch for sharing with us your blog.

  2. Querem ficar nus em praça pública e acham que isso é arte? Vão se catar bando de desocupados. Ficar nu em peça teatral é para teatro fechado com limite de idade para o público, de resto é só alvoroço de gente que não tem mais o que fazer e só quer criar tumulto.

    PARABÉNS A TODOS OS POLICIAIS QUE AGIRAM NESTE CASO.

  3. Ora Sr. Marcos Cordioli , Censura ? Acho que VSa precisa rever a história e tentar entender o que é censura. A intervenção da polícia não foi ideológica . Foi uma questão legal. Ficar nu na rua é crime. Simples assim. Se é cultura na opinião de alguém … que seja restrita a uma sala de espetáculos para que as pessoas que consideram assim possa assistir. Para um secretario de cultura sua declaração foi de uma incompetência total. E não me venham falar de provincianismo e hipocrisia curitibana . Isso vale ate para as cidades mais liberais do mundo. Duvidam ? tentem ficar nus na toda liberal São Francisco nos EUA . http://www.zoomin.tv/site/video.cfm/lang/br-pt/video/498816/refcat/Cultura/4-pessoas-foram-presas-por-ficarem-nuas-nos-EUA

  4. Esta raça que se acha acima de tudo, da lei, da ética, da moralidade que vá mostrar a bunda e os órgãos genitais em outro lugar, obrigatoriamente em local fechado no qual as pessoas pagam exatamente para ver estas cenas. Já não chega a legalização de casamentos entre gays? Um absurdo. Secretário Cordiola, você, em função pública não deveria manifestar-se, sem antes ter o consentimentoi da Assessoria de Imprensa do Prefeito ou será que o Fruet também pensa assim. Olha, este grupo teatral faz apresentações particulares, familares, em residências, portanto sugiro que você Cordiola, leve-os para uma apresentação para a sua família. O que acha. Assim você poderá deliciar-se com bundas, bolsas escrotaids, penis e vaginas, naturalmente, contemplando também todos os seus familiares. Fruet, ponha ordem neste barraco. Manifestações de Secretários sobre assuntos polêmicos somente após a tua avaliação. Atento Cordiola, ola, ola, ola…………………………………………Você, como pessoa, pode gostar do que quiser, mas como secretário, acho que deve pedir desculpas aos curitibanos e a Polícia Militar.

  5. Correto e parabéns a PM por não deixar acontecer isso em plena rua XV, acho que a falha foi do pessoal que coordena o festival de teatro em não ter colocado essa peça em lugar fechado!

    E as pessoas que não gostam dos jeito Curitibano fique a vontade e vaze.

  6. Porque é artista pensa que pode fazer o que bem entende em qualquer lugar. Calma lá !!!!!! Não é bem assim !!!! Para tudo existe normas legais.

  7. Aqui, o sistema da casa é este. Nu em praça pública é atentado ao pudor.
    A nossa identidade é esta. Se não gostaram vão baixar em outra freguesia !!!

  8. esmael em pinhais na avenida maringa a partir das 19;00 horas a uma festa dos travestis, porque lá eles fazem ponto pra turma que gosta da fruta, eles não se importam em mostrar os seus dotes femininos?? para todo mundo que passa no local mostrando tudo que tem direito, é um direitos deles não sou contra a preferência sexual de ninguém, mais o local é uma via pública aonde passa mulheres crianças, famílias no geral, os moradores da região não sabem mais o que fazer porque as autoridades locais não tomam nenhuma providência,então esmael agora pra tirar atores da rua tem policia e poder público, não que eu seja a favor da nudez no meio da rua mesmo que seja atores, porque tem lugar apropriado para eles fazerem isto que é o teatro, quem gosta vá ao teatro, esmael a realidade é o seguinte estamos todos perdendo o valor da vida religiosa, hoje casa homem com homem mulher com mulher, e não adianta reclamar, porque se reclamar é racismo e outra coisas mais, eu sou do tempo que homem é homem e mulher é mulher e não venham querer me processar porque eu ainda tenho o direito de me expressar da maneira que penso.

  9. A policia agiu de maneira correta, o direito de ficar pelado deve ser em local restrito ou seja quem quiser ver vai até o local, todos os tipos de pessoas estao nas ruas homens, mulheres, crianças,

  10. Em qualquer cidade do mundo não aceitaria isso! ora se existe a lei ao tentado ao pudor ,vamos respeitar a lei. curitiba não e fundo de quintal para aceitar essas coisas. nudes nem nova iorque tolera! vejam a historia. vão tirar a roupa dentro da casa de quem apoia isso!

  11. Roberto N,grande parte da população curitibana é hipócrita,finge ser conservadora mais adora ver sexo explícito na TV.
    Finge ser culta,mais sua cultura lhe permitem eleger os mesmos corruptos que lhes roubaram dias antes.
    Querem cobrar o certo dos outros,mais na primeira oportunidade fazem o errado.
    Se preocupam com a M.. do cão que o dono não recolheu,mais não faz nada quando vê um usuário de crack nas ruas pela cidade.

    Assim é grande parte dos curitibanos.

    E não estou aqui para defender teatro,mesmo porque não gosto deste tipo de cultura.

  12. sou amigo de longa data do marquinho…mas errou feio com sua posição.
    quem quer ver pelado que vá no motel.
    a rua é, pelo menos hipoteticamente, um lugar de respeito.
    se for para ficar pelado, que faça em local fechado e com idade minima para assistir.
    faz favor em marcos cordiolli – errou feio!!!

  13. Sem assistir a peça “Hasard” já sei que não gosto; também não gostei do Erro Grupo, de Florianópolis, que desconheço! Desconhecer e não gostar, isso é arte!! Tudo á arte! É arte dizer, como disseram, “repressão contra a arte. A cultura agradece”, ainda que chavão ignorante, ultrapassado, beócio, sem imaginação, repetitivo! Só os que se acham artistas poderiam dizer que ficar nu na rua é arte! Que eu saiba é atentado ao pudor! Tomar o nu na rua como arte é típica manifestação da decadência explícita a que esse decadentes chamam de arte!

  14. Rasgam a Constituição, em vez de correr atras de vagabundo, fica se preocupanfo com pobres pelados.

  15. Artista e artista e Mané é mané !!!, O Curitibano (alguns) criticam a nudez e nada falam das Bancas de Revistas da Rua XV, que colocam ao seu inteiro dispor toda espécie de Genitálias….. tambem quem não aceita ver peças de teatro, que fique em casa vendo novela, ratinho, CQC ………………….

  16. Roberto N, vá para a Europa se é lá que vc se dá bem. Deixe-nos como somos, não queremos ser europeus, queremos que nos respeitem, é só isso. Temos o direito de ser como somos, pois aqui é a nossa terra. Um bando de vadios que não tem público para apresentar sua “ärte” em lugar fechado, precisam da rua para aparecer. Alguém iria assistir essa pseudo-peça num teatro? Acredito que nem você, porque existe muita coisa boa, principalmente européia para se assistir. As pessoas que transitam pelas ruas são de todas as classes sociais, de diversos credos e princípios e precisam ser respeitadas. Não precisam de catarinenses metidos a arteiros e não artistas se exibirem nas nossas ruas.

  17. Se vc mora aqui e não é daqui vá embora ou cale-se para sempre, SEU RECALCADO.

  18. AOS FAVORÁVEIS DA “PEÇA” DE TEATRO:

    LEVEM SUAS CRIANÇAS PARA VER OS “ATORES” NUS, SEUS HIPÓCRITAS.

    ESSA CLASSE ARTÍSTICA CONTINUA SENDO UNS PORRAS-LOUCAS DESCOLADOS E/OU DROGADOS E/OU PROMÍSCUOS.

  19. Ops… corrigido Advogadazinha PORTA de cadeira…

  20. Que mania as pessoas tem, Quando a PM, não age…. são omissos, Quando Age…. São truculentos. Nao dá pra entender essa gente. Quer encenar peças com NU, façam em teatros, ou recintos fechados, Ninguem tem obrigaçao de na rua, ver gente Pelada em nome da “arte”, E teve uma advogadazinha porra de Cadeia, que teve a coragem de dizer , que Não existe mais essa coisa de Atentado ao Pudor.. Deve ter estudado direito por Correspondencia.

  21. KKKKKKKKKKK!!! O Blog do Esmael é uma verdadeira pesquisa empírica sobre a ideologia dos curitibocas. Me divirto lendo os comentários da nossa “européia”, “culta” cidade.
    Pelo amor de deus, que bandinho de provincianos, jacus do mato, ignorantes e caipiras. Oh pessoal, a fama de Curitiba lá fora é esta: uma cidadezinha de jecas.
    De europeu só o rascismo.

    • Provinciano? Tenta ficar pelado em NY, Paris ou Tokyo para ver.

    • Se você pensa assim e concorda com o que pensam estes imbecis, o que faz por aqui? Vá pra onde hajam pessoas cultas e N

    • Ser “provinciano, jacu do mato, ignorante e caipira” é a condição básica para ser original, logo um artista! Quem não se acha “provinciano, jacu do mato, ignorante e caipira”, tem forte comportamento de manada. Como dizia Krishnamurti, um condicionado!

  22. Ficar pelado na rua XV as 20h é cultura, façam a peça em um lugar fechado

  23. Pra quem tava pensando, tipo a polícia, nem percebeu que era arte, viu um bando de peladão, foi lá e prendeu…E se não prendesse, outro ia postar nas redes sociais que eles são coniventes com a indencência, que tinha gente andando pelada na rua e a polícia não fazia nada.
    Acho que espetáculo muito diferente do convencional, é melhor fazer no teatro mesmo, o povo não tá acostumado com essas coisas…
    Comos algumas pessoas tem o direito de serem diferente e modernas, outras tem o direito de serem normais e tradicionais….Tem espaço pra todos, o espaço certo, é claro…

  24. Pare com isso, quer ficar pelado, va para um teatro, nao em praça publica. Vamos aplaudir a arte, mas isso e apelação .

  25. Um pouco de decencia é bom.

  26. Se deixar, daqui uns dias vao querer ter direito de fazer sexo na rua

  27. Certo a policia. O direito deles termina onde começa o meu. Quer ficar pelado faça isso em local fechado.

  28. “bom censo” (sic) secretário??? Seria uma contagem???

    • Alguém ainda há de criticar os Curitibanos ou os Paranaenses, povo considerado mais reservado que a maioria das outras localidades tupiniquins, o que em nada perde ou ganha dos demais.

      É da natureza desta população pensar, ser e agir desta forma mais “recatada” que outras, sem nenhum demérito.

      Dito isto, vejo naquela atuação de nossos PMs, a representação efetiva no exercício da sua função, da proteção dos valores éticos desta comunidade Curitibana.

      Cenário de pura legalidade e pela maioria dos comentários aqui expostos, legitimidade.

      O Secretário tentou criar factóide, mas falhou. Só lamento. Tenta outra. Cuidado para não diminuir a credibilidade do Prefeito perante a comunidade.

    • Sabe o que é engraçado. É que estes mesmos que defendem esta liberdade de expressão em nossas calçadas e ruas, criticam a libertade de expressão que as novelas mostram dentro de nossas casas!!!! Não estou defendendo as novelas, mas que é hipocrisia isto é.