Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Sérgio Souza pode “aposentar” tucano àlvaro Dias da política em 2014

Resultados práticos do senador Sérgio Souza (PMDB-PR) surpreendem paranaenses; em menos de dois anos desencalhou proposta de criação do TRF que estava parada no Congresso Nacional há mais 10 anos. Gleisi Hoffmann, a titular da cadeira, se diz orgulhosa. A título de comparação, o senador tucano àlvaro Dias esta há 20 anos no Senado.

Resultados práticos do senador Sérgio Souza (PMDB-PR) surpreendem paranaenses; em menos de dois anos desencalhou proposta de criação do TRF que estava parada no Congresso Nacional há mais 10 anos. Gleisi Hoffmann, a titular da cadeira, se diz orgulhosa. A título de comparação, o senador tucano àlvaro Dias esta há 20 anos no Senado.

O senador Sérgio Souza (PMDB-PR), primeiro suplente da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT-PR), pode se transformar num verdadeiro pesadelo à s pretensões continuístas do também senador àlvaro Dias (PSDB-PR). O tucano é candidato à  reeleição, em 2014, com o apoio do governador Beto Richa (PSDB), que igualmente almeja preservar-se no Palácio Iguaçu !“ a sede do governo do Paraná.

O novato Sérgio Souza, afilhado político do ex-governador Orlando Pessuti, secretário-geral do PMDB do Paraná, está sendo incentivado por entidades do mundo produtivo a disputar o Senado em 2014. Eles querem assegurar que o parlamentar continue na Casa, a partir de 2015, justamente no lugar de àlvaro.

Várias lideranças políticas e empresariais se surpreenderam positivamente, nesses últimos meses, com a atuação do novato que assumiu a vaga de Gleisi em junho de 2011. Souza coordenou vitoriosa luta pela aprovação no Congresso Nacional, semana passada, do Tribunal Regional Federal (TRF).

A título de comparação, a produtividade de Sérgio Souza em 1 ano e nove meses é superior a de àlvaro, ex-líder da oposição, que está no Senado há 20 anos. A confrontação entre ambos os senadores vem sendo feita pelo mundo político paranaense.

O tucano foi eleito para o Senado, pela primeira vez, em 1982 (deixa a cadeira em 86 para disputar o governo do Paraná); depois foi eleito em 1998 e reeleito em 2006. Cada mandato de senador tem oito anos.

Caso o peemedebista Sérgio Souza se candidate e seja eleito em 2014 — e Gleisi, a titular da vaga, continue na Casa Civil ou vença a disputa pelo governo do Paraná –, o PT ganharia mais uma cadeira no Senado, pois o segundo suplente da ministra é o ex-deputado Pedro Tonelli.

Além do PT, que reforçaria a bancada, o Palácio do Planalto tem interesse na aposentadoria política do senador tucano àlvaro Dias.

Nas eleições de 2010, os petistas tiveram êxito ao mirar nos mandatos de Arthur Virgílio (PSDB-AM), Mão Santa (PMDB-PI), Marco Maciel (DEM), Tasso Jereissati (PSDB), Cesar Maia (DEM), Heráclito Fortes (DEM-PI) e Heloísa Helena (PSOL-AL). Todos eles não foram reeleitos no Senado, que era considerado um bunker! da oposição contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Comentários desativados.