Luiz Carlos Martins cobra funcionamento da CPI da Telefonia no Paraná

Luiz Carlos Martins. Foto: Nani Gois/Alep.

Luiz Carlos Martins. Foto: Nani Gois/Alep.

O deputado estadual Luiz Carlos Martins (PSD) cobrou nesta quarta-feira (10), na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná, que a CPI já instalada CPI da Telefonia Móvel comece de fato a funcionar. Segundo o parlamentar, no próximo dia 17 de abril termina o prazo para que a comissão inicie seus trabalhos.

“Não há nem mesmo um presidente ou um relator e o prazo está acabando. Ao mesmo tempo, a população está sofrendo com a falta de sinal das operadoras, principalmente da TIM!, criticou Martins.

O deputado lembrou que há CPIs da Telefonia Móvel instaladas em 17 estados e aqui no Paraná a investigação está emperrada.

A população de Balsa Nova, por exemplo, não consegue fazer ou receber ligação de celular. Se temos dificuldade para fazer ligação aqui do Centro Cívico, imaginem na zona rural!, alertou o deputado do PSD.

Luiz Carlos Martins propôs que os integrantes da CPI da Telefonia Móvel peçam a prorrogação do prazo para o início dos trabalhos junto à  Mesa Diretora. Imediatamente, ele foi convidado pelo deputado Fernando Scanavaca (PDT) para ocupar uma das vagas de titular da CPI, o que prontamente aceitou.

O deputado Paranhos (PSC), que já havia manifestado a disposição de presidir a CPI da Telefonia Móvel, entregou ao deputado Luiz Carlos Martins um plano de trabalho para a comissão e se propôs a convocar uma reunião dos integrantes da comissão para a próxima segunda-feira (15).

Espero que os deputados integrantes concordem com a reunião para decidirmos se iremos pedir a prorrogação. Se a decisão for essa, vamos eleger o presidente e relator. Considero fundamental que essa CPI funcione de fato. Existem elementos suficientes e importantes para isso!, afirmou Paranhos.

A proposta da CPI da Telefonia Móvel foi feita no ano passado pelo líder do PDT, deputado Fernando Scanavaca, que abriu mão de integrar o colegiado. Em seu lugar, indicou o correligionário Nelson Luersen que, na impossibilidade de participar, deverá ceder a vaga ao deputado Luiz Carlos Martins.

Também integram a CPI os deputados Nereu Moura, (PMDB), Bernardo Carli (PSDB), Paranhos (PSC), Professor Lemos (PT), Gilberto Martin (PMDB) e Roberto Aciolli (PV).

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Mas com uma assembleia dessas com um Rossoni na presidencia que CPI iria funcionar direito? Com a corja dos patroes do Fala Serio, Olho Vivo, Rafaela, ai é tudo picaretagem.