Leia as manchetes da velha mídia nesta sexta

manchetes120413Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Ministro do STF recua e autoriza o pagamento parcelado de precatórios

Jornal do Estado: Fruet pede ao MP para investigar “herança” de Ducci

Jornal Metro: Vista grossa com menor infrator já dura 20 anos

Notícias Paraná: Gustavo Fruet analisa os 100 dias de mandato em Curitiba: ‘Reequilíbrio financeiro’

Jornal de Londrina: Insegurança toma espaço da Guarda Municipal nas ruas

Folha de Londrina: INCREMENTO – Obras vão movimentar R$ 34,4 bi no Paraná

O Diário (Maringá): Fusão Cocamar-Corol em crise

Diário dos Campos: Rodovias da região têm 18 pontos de exploração sexual

Jornal da Manhã: Prefeitos da região querem criação de Agência de Desenvolvimento

Tribuna do Interior: Mudança de postura faz PM reduzir criminalidade em Campo Mourão

O Paraná: Ministério Público investigará inoperância do Samu Oeste

Gazeta do Paraná: Cascavel também está preparada para cirurgias cardíacas delicadas

Jornal Hoje: Unioeste adere ao Sisu com metade das vagas

Gazeta do Iguaçu: Richa lança hoje em Foz três programas de apoio aos municípios

Diário do Noroeste: Proposta visa revitaliza Avenida Heitor Furtado

Tribuna de Cianorte: Governador lança três programas de apoio aos municípios

Umuarama Ilustrado: Acidente mata motorista

Tribuna do Norte: Após protesto, Justiça manda reabrir fábricas em Apucarana

Jornais de outros estados

Globo: Pressão no bolso !“ Alta dos preços já derruba vendas em supermercados

Folha: Alta de alimentos derruba vendas de supermercados

Estadão: Revisão de tarifas de energia corrói corte da conta de luz

Correio: Quando o drama da vida real…

Valor: Governo vai mudar regra de leilões de energia nova

Estado de Minas: A praça é deles

Zero Hora: Polícia prende quadrilha que roubou cem carros na Grande Porto Alegre

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. DM, PPSDEMB, PTMDB, Agregados e a República Bipolar do Brasil. Há muito tempo ouvi de um velho político mineiro que no Brasil o panorama poítico é excessivamente instável, mutável, volúvel, parecido com o panorama das núvens, vc olha para elas agora e vê que estão de um jeito, olha outra vez alguns minutos depois e já está tudo mudado, porém sem conseguir sair do velho lugar comum. E assim tem sido a política luso-tupiniquim: bipolar, principalmente a partir da ditadura militar até esta parte da história. Fato esse que, possivelmente, tem feito do Brasi uma espécie de República de conteúdo bipolar. Daí a necessidade do PNBC-ME para que possamos ter uma Nação de Verdade com estabilidade geral, por um período de pelo menos 100 anos.