Por Esmael Morais

Indicado pelo PR, ex-carlista é o novo ministro do governo Dilma

Publicado em 01/04/2013

Em 2010, César Borges integrou a chapa majoritária da oposição ao governo do Estado contra o governador Jaques Wagner (PT). O cabeça da chapa era Geddel Vieira Lima (PMDB), e César tentou renovar o mandato de senador. Ambos saíram derrotados. Dois anos depois, no pleito de outubro último, porém, o republicano marchou com o petista Nelson Pelegrino na disputa pela prefeitura de Salvador, da qual o neto de seu mentor político saiu vitorioso.

Leia a nota oficial sobre a indicação de César Borges:

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, está deixando o cargo depois de prestar grande contribuição ao governo e ao país. No ministério, Paulo Sérgio coordenou importantes ações para dar mais eficiência ao sistema brasileiro de transportes. Assumirá a pasta o ex-senador e atual vice-presidente do Banco do Brasil, César Borges.

A presidenta Dilma Rousseff agradeceu a dedicação, o empenho e o espírito público de Paulo Sérgio Passos em todas as missões que lhe foram confiadas. A presidenta desejou boa sorte a César Borges, manifestando confiança de que, à  frente do Ministério dos Transportes, ele dará continuidade aos projetos essenciais ao desenvolvimento do país com a mesma eficiência que demonstrou no Banco do Brasil.

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República