Beto Richa teria demitido empregada doméstica por causa dos novos direitos trabalhistas

Governador Beto Richa.

Governador Beto Richa.

O registro é da coluna Painel, da insuspeita Folha de S. Paulo, edição deste domingo (7). Segundo o jornalão, “fazendo referência indireta à  emenda constitucional que amplia os direitos trabalhistas das empregadas domésticas”, o governador tucano Beto Richa disse que está sem empregada doméstica.

Como observou um leitor deste blog, os burgueses não gostam mesmo de pagar direitos dos trabalhadores.

“Eles têm saudades do escravagismo. Tem patrão muito mais pobre que o governador que registra carteira e paga certinho os direitos dos empregados domésticos.”

Faço minhas as palavras do leitor. Aqui em casa, Nena, a minha secretária, sempre teve registro em carteira e sempre percebeu acima do salário mínimo regional (obra do Requião).

A seguir, reproduzo a nota do Painel na seção “Contraponto”:

Novos tempos

Durante lançamento de programa de atendimento de emergências médicas em Curitiba, na semana passada, Beto Richa (PSDB) abriu o discurso pedindo desculpas por sua mulher, que teria de deixar a solenidade:

-Vou dispensar a Fernanda, que está impaciente porque ela precisa fazer o almoço do Rodrigo-disse o governador, se referindo ao filho caçula.

Fazendo referência indireta à  emenda constitucional que amplia os direitos trabalhistas das empregadas domésticas, Richa arrematou:

-E não é brincadeira. Estamos sem empregada…

Comentários encerrados.