2 de abril de 2013
por esmael
18 Comentários

Maduro diz que Chávez apareceu em forma de “passarinho pequeno” e o abençoou

da EFE

imageO candidato governista venezuelano Nicolás Maduro disse na cidade natal de Hugo Chávez que sentiu que seu antecessor apareceu para ele em forma de um “passarinho pequenino” e o abençoou ao iniciar nesta terça-feira (2) a campanha eleitoral. “Senti-o aqui como uma bênção, nos dizendo: ‘hoje começa a batalha. Rumo à  vitória. Vocês têm nossa benção’. Eu o senti da minha alma”, relatou Maduro no pátio da casa onde Chávez nasceu em Sabaneta, no estado de Barinas.

2 de abril de 2013
por esmael
17 Comentários

Com um pé fora do ninho, àlvaro Dias analisa divisão no PSDB: “Já ficou enjoativa”

Até as carpas do mais antigo parque de Curitiba, o Passeio Público, sabem que àlvaro Dias, ex-líder do PSDB no Senado, está com um pé fora do ninho tucano. Especula-se nos bastidores que ele possa se agasalhar no PV. Questionado sobre seu futuro político por este blogueiro, há bom tempo, registre-se, Alvaro disse que em julho deste ano define-se. Não sabe se em 2014 disputará o governo do Paraná ou a reeleição. Mas, acerca das guerras intestinas do PSDB, parece estar de saco cheio. Leia o texto publicado no site Brasil 247:

O PSDB se prepara para tentar, mais uma vez, voltar ao Palácio do Planalto. E, mais uma vez, repete os erros que impediram o partido de vencer os adversários nas últimas três eleições presidenciais. “Ninguém aguenta mais essa conversa fiada. Já ficou cansativa, enjoativa”, desabafou o senador Alvaro Dias (PSDB-PR), ex-líder do partido no Senado, em declarações publicadas no Blog do Josias sobre a divisão interna entre os tucanos de Minas e São Paulo.

Dias aproveitou a repetição das disputas internas para reforçar sua tese de que a solução para unir o partido estaria numa prévia para escolher o candidato tucano de 2014. “Deixamos passar a oportunidade. O partido enterrou as prévias”, lamentou. “Para funcionar, o processo deveria ter sido deflagrado no início do ano passado, com uma campanha de filiação partidária que aproveitaria as eleições municipais. Algo do tipo: filie-se ao PSDB e ajude a escolher o candidato à  Presidência. A campanha continuaria ao longo de 2013, com intenso debate nacional. No início do ano que vem, com os pretendente já posicionados, o partido faria sua escolha”, completou.

Osenador defende que, ao contrário do que imaginam os críticos da eleição prévia interna, a disputa teria resultado em benefícios para o pré-candidato Aécio Neves, desde que conduzida “de forma imparcial”. “Se tivéssemos optado pelas prévias, não estaríamos discutindo eventuais dissidências no partido. Ao final, ninguém teria autoridade moral para se colocar como dissidente em relação ao escolhido”, analisou.

O desencanto de Dias com o processo de escolha do candidato do partido é tal que ele já não fala mais, como fez algumas vezes ao longo do ano passado, em se colocar como uma das alternativas do partido ao Palácio do Planalto. “Acho que teria sido interessante o partido escolher entre vários candidatos, até para estimular o debate nacional e encontrar o melhor discurso. Nessa linha, eu não teria me recusado a participar”, disse.

2 de abril de 2013
por esmael
26 Comentários

Em carta, Requião se solidariza com Luiz Carlos Azenha e defende a liberdade de expressão na blogosfera

O senador Roberto Requião (PMDB/PR) publicou uma manifestação de apoio ao jornalista Luiz Carlos Azenha, editor do blog Viomundo!, e a todos que fazem um jornalismo independente. Confira a íntegra:

O jornalista Luiz Carlos Azenha, que assina um dos melhores sítios de informação na internet, tem um grave e pelo jeito um insuperável defeito. Azenha não é petista, não é tucano, não é peemedebista. Mas acima de tudo, não é governista. Azenha é um repórter visceralmente obcecadamente um repórter. Fiel ao mandamento máximo dos repórteres que é buscar a verdade dos fatos. Antes de tudo, acima de tudo, a verdade factual, como diz Mino Carta, outro grande repórter.

Inflexível em relação a este princípio, Azenha é frequentemente vergastado tanto pela direita, grande mídia e serviçais, como por ministros, assessores e burocratas do Governo Federal. Censurado e processado. Agora mesmo Azenha foi condenado a pagar R$ 30 mil ao diretor da Central Globo de Jornalismo, o famoso Ali Kamel, por suposta campanha difamatória.

Que campanha difamatória é esta? Azenha explica: em 2006, recém chegado de Nova Iorque onde era correspondente da Globo, ele foi escalado por Ali Kamel para cobrir as eleições presidenciais acompanhando a campanha do candidato tucano Geraldo Alckmin. Com o correr da campanha, Azenha e outros repórteres da Globo, como Rodrigo Viana, Mariana Koch, Cecília Negrão, Carlos Dorneles e o editor de economia da emissora, Marco Aurélio Melo, ficaram incomodados, desconfortáveis com parcialidade da cobertura imposta por Ali Kamel.

A tensão chegou ao ponto de ebulição no caso das imagens do dinheiro com que os tais aloprados tencionavam comprar um dossiê contra o candidato tucano ao governo de São Paulo, o Serra. Azenha teve acesso à  gravação da conversa do delegado da Polícia Federal responsável pelo caso e um grupo de jornalistas combinando como vazar as fotos do dinheiro para prejudicar o PT e ele reproduziu a gravação da trama em seu blog.

A Globo, é claro, não gostou. Segundo relata Azenha, enojado com o tipo de jornalismo praticado pela emissora e com a perseguição a colegas que não se dobravam a Ali Kamel, ele pediu demissão. Mas como volta e meia o Viomundo!, o blog do Azenha, fazia críticas à  Globo e revelações sobre os métodos de trabalho de Kamel, o diretor de jornalismo da emissora entrou com um processo contra Azenha considerando as matérias do blog como campanha difamatória.

Como o blog é sustentado por ele mesmo, por seu salário, sem qualquer patrocínio de quem quer que seja, Azenha vê-se na iminência de fechar o Viomundo!. E anuncia esta disposição. Diz ele: sou arrimo de família. Sustento mãe, irmão. Ajudo irmã e filhas. E mantenho este site graças

2 de abril de 2013
por esmael
37 Comentários

Juiz federal põe em xeque capacidade técnica de Joaquim Barbosa; ouça o áudio

Juiz federal Ivanir César Ireno Júnior, vice-presidente da AJUFE, põe em xeque capacidade técnica de Joaquim Barbosa. Para o dirigente da AJUFE, as manifestações do presidente do STF, Joaquim Barbosa, são vagas; Nós já esperávamos isso!, revelou.

Juiz federal Ivanir César Ireno Júnior, vice-presidente da AJUFE, põe em xeque capacidade técnica de Joaquim Barbosa. Para o dirigente da AJUFE, as manifestações do presidente do STF, Joaquim Barbosa, são vagas; Nós já esperávamos isso!, revelou.

Os juízes continuam de maus bofes com o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Na manhã desta terça-feira (2), em Brasília, durante reunião entre magistrado e parlamentares que discutiam a criação de novos Tribunais Regionais Federais, o juiz federal Ivanir César Ireno Júnior, vice-presidente da AJUFE (Associação dos Juízes Federais), ao colocar a capacidade técnica de Barbosa em xeque, disse que as manifestações do presidente do STF são vagas. Nós já esperávamos isso!, revelou o dirigente da entidade. Leia mais

2 de abril de 2013
por esmael
20 Comentários

Câmara vota nesta quarta-feira criação de TRF no Paraná

A atuação política André Vargas (PT) e Sérgio Souza (PMDB) são exemplos concretos de que a "autofagia" paranaense não passa de conversa para boi dormir.

A atuação política André Vargas (PT) e Sérgio Souza (PMDB) são exemplos concretos de que a “autofagia” paranaense não passa de conversa para boi dormir.

O senador Sérgio Souza (PMDB) e o deputado federal André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara, informam que a PEC 544/02, que cria o Tribunal Regional Federal (TRF) no Paraná será votada nesta quarta-feira (3). Leia mais

2 de abril de 2013
por esmael
18 Comentários

Hermas Brandão volta à  política

Conselheiro Hermas Brandão planeja voltar à  Assembleia; o neto tucano Evandro pretende permanecer por lá; e o filho, Herminhas, pode concorrer à  Câmara Federal.

Conselheiro Hermas Brandão planeja voltar à  Assembleia; o neto tucano Evandro pretende permanecer por lá; e o filho, Herminhas, pode concorrer à  Câmara Federal.

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Hermas Brandão, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, que se aposentará no mês que vem, voltará à  política. Ele vai disputar, novamente, uma cadeira na Casa pelo PSB. Leia mais

2 de abril de 2013
por admin
32 Comentários

Pessuti assume Conselho da Itaipu

Nomeação saiu no Diário Oficial desta terça (2)

do G1 PR

O ex-governador do Paraná Orlando Pessuti (PMDB) foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff (PT) como Conselheiro da Itaipu Binacional. A indicação foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (2) e também exonera o ministro da Defesa, Celso Amorim, que ocupava o cargo até então. O G1 conversou com Pessuti, que disse ainda não ter sido comunicado oficialmente sobre a data de posse.

A atribuição de nomear o Conselho de Administração de Itaipu é dividida entre os governos do Brasil e do Paraguai, sendo que cada um tem direito a seis indicações. Além dos conselheiros, também compõem o grupo representantes dos Ministérios das Relações Exteriores de cada país. O grupo reúne-se a cada dois meses, e, além de Pessuti, agora é composto por Alceu de Deus Collares, Luiz Pinguelli Rosa, João Vaccari Neto, Roberto àtila Amaral Vieira, José Antonio Muniz Lopes e Antonio José Ferreira Simões !“ pelo lado brasileiro.

De acordo com Pessuti, as conversas para assumir a função ocorrem desde o início de 2011, após as eleições de 2010, quando o PMDB dividiu aliança com o PT nas esferas nacional e estadual. O ex-governador disse que rejeitou outros cargos durante o período, como para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e em assessorias da Caixa Econômica Federal. Eu entendi que não deveria ocupar, porque não imaginava que seria um espaço em que eu poderia contribuir!, explicou Pessuti, que também é membro do Conselho do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

Agora são duas atividades que foram conversadas com o presidente Michel Temer, a ministra Gleisi Hoffmann, o senador Sérgio Souza, o deputado Osmar Serraglio, e que nós achamos que seria oportuno!, contou Pessuti. Ele também confirmou que rejeitou um convite do atual governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), para assumir a presidência da Companhia de Saneamento Paraná (Sanepar).

Sobre a decisão, ele nega que tenha sido uma guinada! para o lado do PT, que estuda lançar a ministra Gleisi Hoffmann como candidata ao governo contra Beto Richa em 2014

2 de abril de 2013
por admin
8 Comentários

Em vídeo, Lula apoia Maduro para presidência da Venezuela

Via Exame.com

A campanha pela presidência da Venezuela começou oficialmente e Nicolás Maduro, escolhido pelo presidente Hugo Chávez como seu sucessor, já recebeu apoio do ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula gravou um vídeo de apoio ao candidato. As imagens foram exibidas ontem, em Caracas, em evento no museu que está o corpo de Chávez. A mensagem também foi transmitida ao vivo no país pela VTV, emissora oficial do governo.

Viva o Lula, viva o Brasil, viva a América do Sul e viva Chávez. E que viva a irmandade que se construiu em todos esses anos!, disse Maduro, recebendo aplausos, ao anunciar a exibição do vídeo com a mensagem de Lula.

2 de abril de 2013
por admin
10 Comentários

Deputados batem-boca no plenário da Assembleia

por Ivan Santos, via Bem Paraná

Os deputados Reinhold Stephanes Júnior (PMDB) e Raska Rodrigues (PV) por pouco não foram para o confronto físico na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. O estopim da briga foi um pedido apresentado por Raska para adiar por dez sessões a votação de projeto de Stephanes Júnior, que altera a lei que dispõe sobre a identificação de produtos oriundos de polímeros, derivados do petróleo e matéria plástica. A iniciativa, segundo, o peemedebista, visa acabar com a exigência de que cada unidade embalada precise apresentar uma série de informações prevista pela lei, o que acaba por inviabilizar e aumentar o custo da produção.

O pedido acabou sendo aprovado em votação simbólica, e Stephanes só percebeu depois que o presidente da Assembleia, Valdir Rossoni (PSDB), já tratava do item posterior da pauta. O peemedebista tentou pedir verificação de votação, para que o projeto fosse votado através do painel eletrônico do plenário, mas Rossoni recusou, afirmando tratar-se de matéria vencida!.

Raska, não tem acordo, isso foi mau-caratismo!, reclamou Stephanes Jr. Nesse momento, Raska levantou-se e se dirigiu ao peemedebista, gritando e gesticulando. Os dois só não se enfrentaram fisicamente por conta da intervenção da turma do deixa-disso!. Não vou aceitar adjetivos. Não sou mau-caráter!, reagiu o parlamentar do PV. Depois, Raska disse que só não entraria com uma representação contra Stephanes, porque ele teria pedido desculpas.

Stephanes dá como exemplo as embalagens de saquinhos plásticos picotados para uso de supermercados ou mesmo doméstico, as folhas de celofane

2 de abril de 2013
por admin
38 Comentários

Taniguchi nega favorecimento do Shopping do Cidadão e diz que deputado petista desconhece Lei das PPPs

por José Lazaro Jr, da Folha de Londrina

Cassio Taniguchi disse ontem à  imprensa que não houve favorecimento da empresa Shopping do Cidadão Serviços de Informática Ltda., responsável pelo estudo de viabilidade do Programa ”Tudo Aqui Paraná”. O secretário de Estado do Planejamento falou com os jornalistas no começo da noite, após duas semanas de críticas da oposição na Assembleia Legislativa (AL) do Paraná. O estudo feito pela Shopping do Cidadão embasará licitação de R$ 2,9 bilhões, que repassará a prestação de 171 serviços públicos à  iniciativa privada. Nove ”centrais de serviços” ficariam responsáveis pelo atendimento da população, sendo três na capital e seis no interior (inclusive Londrina).

A Parceria Público Privada (PPP) durará 25 anos, renováveis por igual período, e o Estado pagará mensalmente à  vencedora uma contrapartida estimada em cerca de R$ 10 milhões. A vencedora ainda não é conhecida, pois a licitação será iniciada no próximo dia 25 de abril, mas o processo é criticado pelo deputado estadual Tadeu Veneri (PT), líder da oposição na AL. Ele questiona a rapidez com que o governo do Paraná habilitou a empresa Shopping do Cidadão a realizar o estudo de viabilidade (24 horas) e o fato de só ela ter se apresentado para a tarefa.

Taniguchi disse que Veneri está vendo ”chifre em cabeça de cavalo” e atribuiu as acusações ao desconhecimento da lei das PPPs. Ele contou para os jornalistas que, após a eleição de Beto Richa (PSDB) para o governo do Paraná, a empresa Shopping do Cidadão procurou a administração para oferecer a prestação desse tipo de serviço, que já constava no plano de governo do tucano. Essas centrais já existem em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia, por exemplo, geralmente implantadas por governos do PSDB. ”Nós dissemos para eles aguardarem o edital