Vem aí ‘Dilminha do coração’

Popularizar imagem de Dilma vira estratégia de reeleição

Presidenta Dilma Rousseff.

Presidenta Dilma Rousseff.

da Agência Estado

Com a campanha eleitoral antecipada por seu próprio partido e diante de conflitos na base aliada por conta das aspirações políticas do PSB, a presidente Dilma Rousseff intensificou a estratégia de comunicação das ações do governo e já colocou em prática um novo estilo para se mostrar mais popular e menos tecnocrata!.

A presidente foi aconselhada a fazer mudanças pelo marqueteiro João Santana, responsável pela campanha de 2010 e que atuará em 2014. Ela segue agora o modelo criado pelo antecessor Luiz Inácio Lula da Silva e inicia uma série de entrevistas a rádios regionais para vender! as obras de sua administração.

Na terça-feira Dilma concedeu entrevista a duas rádios da Paraíba, retransmitida por mais de 30 emissoras locais, um dia após ter visitado o Estado. No dia 5 de fevereiro, já havia falado a uma rádio regional do Paraná. A última entrevista de Dilma para rádios – antes dessas duas – havia sido em 16 de fevereiro do ano passado.

Além da estratégia de comunicação, Dilma também se aproxima dos movimentos sociais e aposta em pacotes de bondades para marcar sua gestão e reforçar o slogan O fim da miséria é só um começo! criado por João Santana e divulgado na festa de 33 anos do PT, na qual Lula lançou a sucessora à  reeleição.

Em cerimônia marcada para esta quarta-feira por exemplo, Dilma vai anunciar pelo menos mais R$ 16 bilhões para saneamento básico. A solenidade, no Palácio do Planalto, contará com 24 governadores, 18 prefeitos de capitais e 55 prefeitos de cidades com mais de 250 mil habitantes. O governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, provável adversário de Dilma na disputa de 2014, é esperado na cerimônia.

No Planalto, porém, auxiliares de Dilma afirmam que ela não quer antecipar o fim do mandato e que suas declarações, muitas vezes, são mal interpretadas. Dizem, por exemplo, que ela ficou muito contrariada! ao ler nos jornais que não havia deixado clara a intenção de reeditar a dobradinha com o vice Michel Temer, em 2014, ao participar da convenção do PMDB. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ISSO AI MENINA , TEM QUE MOSTRAR MESMO AS GRANDES OBRAS INICIADAS NO GOVERNO LULA E CONCRETIZADAAS NO GOVERNO DILMA . OPASSADO NAO TINHAM O QUE MOSTRAR, A NAO SER A VENDA DO BRASIL PARA OUTROS PAISES.

  2. Viva as Mulheres Viva a Dilma Presidente da nossa nação.

  3. Tem que vender mesmo, o que está acontecendo de bom no governo precisa ser mostrado para não ser utilizado por “aproveitadores” de plantão. Eu nem era, mas tô cada vez mais fã dessa Presidenta.

  4. Vai ser sempre um prazer votar contra o PT. Ela pode até ganhar…e acho que ganha, mas não com meu voto.

  5. Eu já estou em campanha DILMA Presidente novamente!!!!