Urubólogos do PSDB em baixa

Apesar das previsões pessimistas da oposição, Dilma avança para a reeleição.

Apesar das previsões pessimistas da oposição, Dilma avança para a reeleição.

Urubologia é a “ciência” não exata que analisa os aspectos políticos, econômicos e sociais pelo viés negativo. No Brasil, os maiores urubólogos são os integrantes da velha mídia — ou simplesmente PiG (Partido da Imprensa Golpista) — e da pequena oposição capitaneada pelo PSDB, que luta para voltar ao poder depois de 10 anos. Fecho este primeiro parágrafo perguntando: cadê eles?

Todas as previsões da urubologia fracassaram de 2012 até hoje.

Primeiro, elevando o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), à  condição de super-herói; a velha mídia não foi capaz de deter nas urnas o avanço petista nem com a ajuda do homem-morcego.

Segundo, a aposta no caos aéreo e no apagão, no início deste ano de 2013, igualmente mostrou-se um tiro n’água dado pela oposição liderada pela mídia.

Além do tombo no campo da política, os urubólogos também erraram feio todas as previsões econômicas. Apostaram as fichas no fracasso da redução na tarifa de energia; contestaram a redução de impostos nos alimentos; enxergaram desemprego e a volta da inflação; eles viram crise na indústria e no comércio; combateram o crédito aos mais pobres; eles tentaram fazer da alta da gasolina sua bandeira anti-Dilma.

Cadê os urubus de outrora? Ora, agora eles voltaram à  cena travestidos de tucanos. São aves de mau agouro, portanto.

Entretanto, não deixo de tecer um elogio aos urubólogos de plantão: eles retornaram à  disputa ideológica pela política, afinal de economia eles provaram que não entendem nada.

As últimas críticas do PiG e do PSDB, por exemplo, são relacionadas à  intromissão na reforma política da presidenta Dilma; na suposta modificação ministerial pensando nos segundos da televisão em 2014; na “forçação de barra” em torno de uma raquítica “candidatura” do governador Eduardo Campos (PSB-PE); na presença do ex-presidente Lula no jogo eleitoral do ano que vem.

Motivei-me a escrever sobre isso porque ainda hoje, pela manhã, um urubólogo previu: “seu blog vai fechar porque tem muita briga”; eu retruquei: “se queres poesia procure outro site”; “não existe jogo de futebol sem contato físico, se queres evitar o atrito pratique vôlei”; “filosoficamente falando, a essência da política é a dialética”.

Resumo da ópera: Definitivamente, a urubologia está em baixa e os pessimistas terão que engolir a reeleição de Dilma em 2014.

Comentários encerrados.