TRE livra prefeito de Rio Branco do Sul, mas fulmina o de Rolândia

TRE defenestrou o prefeito Johnny Lehmann (PTB), de Rolândia, mas colocou a vereadora-musa Sabine Giesen (PMDB) no cargo; o mesmo tribunal livrou da cassação o de Rio Branco do Sul, Gibran Johnsson (PSC).

TRE defenestrou o prefeito Johnny Lehmann (PTB), de Rolândia, mas colocou a vereadora-musa Sabine Giesen (PMDB) no cargo; o mesmo tribunal livrou da cassação o de Rio Branco do Sul, Gibran Johnsson (PSC).

A judicialização da política continua mesmo quatro meses depois das eleições municipais. Ontem (14), por exemplo, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) livrou da cassação o prefeito Cezar Gibran Johnsson (PSC), de Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba.

Por unanimidade de votos, o TRE entendeu que Gibran não praticou abuso de poder político ou uso indevido dos meios de comunicação social após substituir seu pai, Amauri Johnsson (PSC), como candidato na véspera das últimas eleições.

O prefeito Johnny Lehmann (PTB), de Rolândia, Norte do estado, não teve a mesma sorte. O TRE lhe cassou o diploma por 5 votos a 0. Assume em seu lugar a presidente da Câmara, Sabine Giesen (PMDB).

As duas demandas judiciais são do escritório do advogado Guilherme Gonçalves. Nesse último caso, de Rolândia, o causídico informa que ingressará com uma medida cautelar no Tribunal Superior Eleitora (TSE) visando manter Lehmann no cargo até que haja uma decisão definitiva.

16 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. CALMINHA, AI, A ASSESSORIA DE IMPRENSA DO DR GUILHERME NO AFÀDE MOSTRAR SERVIÇO CONFUNDIU AS BOLAS E PREPAROU RELEASE INCORRETO. NO CASO DE RIO BRANCO O TRIBUNAL JULGOU QUE A PEÇA PROCESSUAL OU O RITO NAO ERA O ADEQUADO PARA A MATÉRIA. O JULGAMENTO FICOU PARA OUTRA AÇÃO QUE JÁ ESTA NO TRIBUNAL.

  2. Calma, Esmael. O Gibran ainda será cassado. Tem mais um processo tramitando. Em 1 mês quem assumorá é o nosso lider Valdemar!

  3. Caro Esmael, você não conhece nem a metade da história do caso de Rolândia, se conhecesse, daria razão ao TRE. Johnny Lehmann foi caçado por um desvio que foi facilmente comprovado.
    Contra o prefeito ainda pesa ocultação de valores de impostos de R$ 300.000,00 para beneficiar um empresário que foi alvo de uma CPI, e ainda a famosa CPI das marmitas. Faça uma pesquisa no google com as seguintes frase:

    Rolândia, CPI fertifoliar e Rolâdia, CPI das marmitas.

    • A cassação dele nao teve absolutamente nada a ver com isso, foi por publicidade institucional acima da media dos anos anteriores.

  4. POR ESSE MOTIVO QUE O GOLEIRO BRUNO E MIZAEL BISPO PEDIRAM PARA SEREM JULGADOS NO PARANA.
    NO PARANA QUEM MANDA NA JUSTIÇA SAO OS POLITICOS.DESDE A EPOCA DO
    SR ANIBAL CURY

    • Anibal Cury já subiu. Será que é o Rossoni, quem manda no Judiciário, MPPR e outros quejandos????????

      • vc é muito esperto mesmo, esqueceu que esse mesmo tre cassou o filho do rossoni, ex-prefeito de Bituruna??? Va pelo menos estudar um pouco antes de falar

      • Não Filósofo,quem manda no judiciário é o Beto que comprou o órgão dando-lhes carros de luxo e muita grana para fazer o que bem entendem.

        Seria um mensalão maquiado??

  5. Gostaria de saber a opinião do Exmo. Juiz Eleitoral de Rio Branco do Sul, esse que cassou o prefeito eleito, se não me engano Marcelo Teixeira Augusto, sobre essa decisão do TRE por 3 x 0.

  6. Esse Rio Branco do Sul é uma terra sem lei…

    • Não…não é Rio Branco do Sul uma terra sem lei, sem lei é o TRE-PR, a opinião pública o vê como um grande varejista das causas políticas.

      SAUDADES NÃO TÊM IDADE. O QUE A “INDEPENDENTE” IMPRENSA DO PARANÁ NÃO NOS INFORMA.

      http://www.viomundo.com.br/denuncias/deputado-do-pt-homenageia-o-maior-grileiro-do-mundo.html

      • Concordo com você Filósofo.
        O TRE-PR só faz bem a organização das eleições,porque quando têm que julgar alguém é uma vergonha,não têm moral nenhuma.

        Assim foi no caso Taniguchi e está sendo no caixa 2 do Beto.

        Para que termos um órgão cheio de funcionários somente para organizar no dia da eleição??

        Mais um órgão público ineficiente

  7. Desde 2000, a cidade de Rio Branco do Sul enfrenta processos de cassação dos prefeitos eleitos com problemas eleitoreiros diversos, quem dera que o cidadão comum tivesse a metade dessas condições para se ausentar e sair ileso de sua falta de comprometimento com a verdade. No Brasil o que prevalece é a MALANDAGEM.

  8. Esmael, é bom lembrar que no caso de Rio Branco do Sul tivemos a atuação do advogado Paulo Gusso, que , mais do que ninguém, sabia item por item do processo. Nem sempre uma grife ganha todas, aí está um exemplo.

    • Paulo Gusso, ao que me conste no site do TRE a sustentaçao oral do GIbran foi feita somente pelo advogado Guilherme Gonçalves.