SPC! pode impedir empréstimo do Banco Mundial ao governo do Paraná

Governador Beto Richa faz apresentação durante reunião na Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Foto: Ricardo Almeida/ANPr.

Governador Beto Richa faz apresentação durante reunião na Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Foto: Ricardo Almeida/ANPr.

O governador Beto Richa (PSDB) foi a São Paulo, esta semana, reclamar de suposta discriminação da União em relação ao Paraná. A choradeira do tucano ocorreu durante evento com empresários paulistas.

O diabo é que o tucano não explicou que o estado está no SPC (Sistema de Proteção ao Crédito)! do governo federal. Ou seja, tem restrições ao crédito porque tem pendências no Cadastro Único de Convênios (Cauc). Por causa disso, a União não tem como fazer repasses à  administração estadual.

Dos 14 itens verificados pelo sistema, que afere o cumprimento de requisitos fiscais para o repasse de transferências voluntárias da União para os estados e municípios, o governo paranaense não atende a seis (43%).

Segundo reportagem de André Gonçalves, do jornal Gazeta do Gazeta do Povo, o descumprimento dos requisitos pode afetar a liberação de empréstimos como o de US$ 350 milhões em fase final de negociação entre o Paraná e o Banco Mundial.

Comentários encerrados.