Sede da Cohapar é transferida! para Joaquim Távora

Até membros do próprio governo acham que o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, "está utilizando um canhão para matar um pardal"; os oposicionistas dizem que o órgão é para fazer casas, não campanha política.

Até membros do próprio governo acham que o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, “está utilizando um canhão para matar um pardal”; os oposicionistas dizem que o órgão é para fazer casas, não campanha política.

Em janeiro último, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o prefeito eleito em outubro de 2012, Wiliam Walter Ovçar (PSC), mais conhecido como Vatão, e o vice, Valdir Azarias (DEM).

O prefeito e o vice foram defenestrados porque o Tribunal de Contas (TC) emitiu parecer desaprovando a prestação de contras de Vatão, em 2006.

Pois bem, cerca de 8 mil eleitores de Joaquim Távora voltarão à s urnas no próximo dia 7 de abril. A disputa agora é entre Gélson Mansur Nassar (PSDB) e Emílio Calil Neto (DEM).

O tucano Gélson é cunhado do presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche. Dizem que a empresa até foi transferida para o pequeno município, haja vista a importância estratégica da prefeitura para o turco!.

Segundo informações que chegam de Joaquim Távora, que fica no Norte Pioneiro, a 226 km de Curitiba, além da presença física constante de Chaowiche, têm várias Kombis alugadas junto à  Cotrans !“ aquela mesma…

Comentários encerrados.