Richa enfrenta vaia de professores no interior do Paraná

O governador Beto Richa (PSDB) foi recebido com vaias de educadores, ontem, em União da Vitória, base eleitoral do presidente do PSDB, deputado Valdir Rossoni, que também preside a Assembleia Legislativa. Fotos de Gilberto Bender.

O governador Beto Richa (PSDB) foi recebido com vaias de educadores, ontem, em União da Vitória, base eleitoral do presidente do PSDB, deputado Valdir Rossoni, que também preside a Assembleia Legislativa. Fotos de Gilberto Bender.

O governador Beto Richa (PSDB) foi recebido ontem (28), em União da Vitória, região Sul, com protesto de professores e funcionários de escolas da rede pública estadual. O município é base eleitoral do deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia e do PSDB do Paraná.

A manifestação organizada pela APP-Sindicato foi um “aquecimento”, realizado ontem em todo o estado, para a grande greve da categoria prevista para daqui duas semanas. Os educadores deram um ultimato ao tucano.

Vaiado na chegada à  cidade, Richa teve que receber uma carta-manifesto preparada pelos manifestantes.

O documento entregue ao governador ressaltava as reivindicações da categoria, dentre as quais a implantação de 33,3% de hora-atividade (período dentro da jornada de trabalho do professor para atividades extraclasse); aumento salarial de 7,12% para se alcançar o novo valor do Piso Nacional dos professores; aprovação de adequações na carreira e reajuste de 8,59% para os funcionários de escolas; instituição de um novo modelo de atendimento à  saúde dos servidores. Outra demanda diz respeito à  revisão e ao debate da matriz curricular do ensino fundamental, adotada no final do ano passado pelo governo sem a devida consulta aos educadores.

Comentários encerrados.