Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Requião ironiza governadores que vão a Brasília “atrás de migalhas”; ouça o áudio

Roberto Requião (PMDB).

Roberto Requião (PMDB).

O senador Roberto Requião (PMDB/PR) afirmou nesta terça-feira (19) que a discussão dos governadores em Brasília sobre o Fundo de Participação dos Municípios é a discussão da pobreza, a distribuição das migalhas!.

Ele lembrou que conforme a Constituição de 1988, 80% das receitas da União eram compostas de IPI e do Imposto de Renda e os outros 20% de contribuições financeiras.

Qual é a situação de hoje, grosso modo? Os 80% partilhados do Imposto de Renda e do IPI caíram para 40%. E as contribuições financeiras não compartilhadas subiram de 20% para 60%!, explicou. Isto ocorreu porque a União concedeu isenções para o Imposto de Renda e para o IPI e passou a priorizar o pagamento dos juros da dívida pública.

O nosso problema é o modelo econômico. à‰ o capital especulativo prevalecendo diante do trabalho e do investimento produtivo!, disse Requião.

Para ele, a luta não deve ser pelo rateio da miséria, mas pelo enfrentamento do capital financeiro e especulativo e a defesa do trabalho produtivo.

Acorda Brasil. Vamos deixar de divertir o povo com reuniões como esta em que governadores falam muito, mas não dizem rigorosamente nada e não enfrentam o eixo fundamental do problema!, finalizou o senador.

Comentários desativados.