Requião diz que críticos da economia são “fantasmas” e confessa: “eu tenho medo”; assista ao vídeo

Senador paranaense desfere ataques a críticos da gestão econômica de Dilma, como os irmãos Luiz Carlos e José Roberto Mendonça de Barros, além de banqueiros e ex-presidentes do Banco Central; ele fala ainda de "especialistas" ouvidos todos os dias pela Globonews e pela CBN, e editorialistas de "jornalões", apresentadores e comentaristas; e por fim questiona: "Quem se habilita a montar, com seriedade, um programa para o Brasil?"

Senador paranaense desfere ataques a críticos da gestão econômica de Dilma, como os irmãos Luiz Carlos e José Roberto Mendonça de Barros, além de banqueiros e ex-presidentes do Banco Central; ele fala ainda de “especialistas” ouvidos todos os dias pela Globonews e pela CBN, e editorialistas de “jornalões”, apresentadores e comentaristas; e por fim questiona: “Quem se habilita a montar, com seriedade, um programa para o Brasil?”

Ao discursar em Plenário nesta quarta-feira (20), o senador Roberto Requião (PMDB-PR) ironizou críticos da gestão de Dilma Rousseff, como os irmãos Luiz Carlos e José Roberto Mendonça de Barros, a quem chamou de “fantasmas”. O senador disse que banqueiros, ex-presidentes do Banco Central e “notáveis da oposição” também fazem parte dessa “finíssima coleção de espectros”.

Requião lembrou que Luiz Carlos Mendonça de Barros, ex-presidente do BNDES e ex-ministro das Comunicações no governo de Fernando Henrique Cardoso, afirmou recentemente que Dilma impôs “condições inaceitáveis” à s concessionárias privadas. O economista José Roberto, por sua vez, teria feito críticas à  forma como o governo vem lidando com o setor elétrico.

!“ As reprimendas foram tão incisivas que, assustado, vieram-me à  lembrança aqueles anos, entre 1995 e 2002, quando o Brasil quebrou três vezes e não foi possível ver todos os estragos da débâcle porque houve um apagão !“ recordou o senador.

Requião destacou que o “coro financeiro é encorpado agora por notáveis da oposição, ‘especialistas’ ouvidos todos os dias pela Globonews e pela CBN e por colunistas multiuso que nada entendem de tudo”. Também se comportam da mesma maneira, segundo Requião, editorialistas de “jornalões”, apresentadores e comentaristas de televisão, economistas e analistas de mercado.

Contabilidade criativa

Ao rebater as críticas da oposição que acusam o governo de usar uma “contabilidade criativa” para chegar ao superávit primário registrado em 2012, Requião citou argumento apresentado pelo economista Luiz Gonzaga Belluzzo (em artigo escrito com Júlio Gomes de Almeida): “Não é novidade o uso de receitas não recorrentes para engordar o superávit primário. Assim foi feito nos anos 1990, na ‘era das privatizações’. Isso não impediu a escalada da dívida pública entre 1995 e 1999. Nesse período, a dívida saltou de 28% do PIB para 44,5%”.

!“ Estarreço-me com a revelação. Contabilidade criativa nos dois períodos do governo tucano? O PSDB também fez isso? Não posso acreditar !“ ironizou Requião.

Por outro lado, o senador frisou que também tem críticas à  atuação do governo. Ele disse que não se sente aterrorizado com a “contabilidade criativa”, e sim com a “ideologia do superávit primário”; não se preocupa com o aumento da inflação, mas com a corrosão da base industrial do país; não se incomoda com o crescimento da inadimplência, mas com “a fragilidade de uma política econômica ancorada no consumo, no crédito consignado e na exportação de commodities”; não se assusta com a expansão dos gastos públicos, e sim com a paralisia das obras de infra-estrutura e a “lentíssima” execução do Orçamento da União; não se apavora com o desacordo em relação à s metas econômicas, mas com as próprias metas, “camisa-de-força imposta pelo mercado”; entre outras questões.

!“ Quem se habilita a montar, com seriedade, um programa para o Brasil? – questionou, ao concluir seu discurso.

Assista ao vídeo com discurso de Requião:

16 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. REQUIAO DE NOVO .

  2. Sempre votei no Requiao, mas considero tambem votar na Senadora Gleisi para governar nosso estado.
    Fora, piah de predio.

  3. Requião tem razão!

  4. sara voçê deve estár enganada o louco que voçê citou foi o governador que mais deu espaços para mulheres no seu governo, pesquise primeiro e depois fale. abraços.

  5. Sarita cuidado com a guria de Francisco Beltrão

  6. Votei em 1982 para deputado, em 1990 para governador, em 1994 para senador, em 1998 para governador (a única que perdi), em 2002 para governador ,em 2006 para governador e 2010 para senador
    Contando com os segundos turnos já votei no Bob 10 vezes.
    Nunca me arrependi e votarei outras dez vêzes se necessário for

  7. Dentre os loucos prefiro ficar com o candidato de fino trato com as mulheres. Respeito e dignidade.

  8. concordo plenamente com todos os cementários, esmael voçê realmente merece os quatro anos com o seu blog, parabéns pelo o aniversário dos quatro anos. porque os teus seguidores são pessoas muito cultas, abraços.

  9. Os bancos `nunca na historia deste pais` ganharam tanto dinheiro. Assim como os ruralistas, multinacionais, grandes conglomerados, etc.
    O governinho da todas as isencoes a estes empresarios e nada baixa e preco. Muito pelo contrario. Tudo subiu demais.
    Dizem que o INSS nao tem dinheiro, mas ela isenta as grandes empresas (exploradoras).
    Dilma e tao traidora como Lula e FHC.
    Politica e justica sao o que ha de pior. Vermes.

  10. Paulo existe uma diferença entre Gleisi ou Requião, a Barby não tem conhecimento e pulso para Governar, já Requião tem os dois de sobra.

  11. Requião tem razão!! Me chama que eu vou!

  12. Tacham-se de loucos, aqueles que são criticos a ideologia predominante! “Muitas vezes os incapazes é que tacham os talentosos”. Esta é a diferença entre Requião e os politiqueiros. E viva a “loucura” deste Senador!

  13. Por isso que votei no Requiao em 2002, 2006 e pra senador em 2010, que ganhe Gleisi ou Requiao, o importante é o desgovernador Richa ser derrotado, pois até agora esse a impressão é que se da que esse governador apenas foi diplomado, mas não foi empossado.

  14. Esmael vc nao falou do IBOPE da Dilma! Ta mentindo?

  15. O Requião sem duvida e o politico mais combatível, na Historia do Parana não e como esse bando de fraco bunda mole que nos temos no estado hoje, cambada de morto de fome que só esta espoliando o estado e enchendo os bolso, o Requião ressurge das cinzas novamente depois de ter sua imagem destruída por essa mídia podre do Parana, assim o povo do Parana tem opções de escolha no processo eleitoral de 2014, GLEISI ou REQUIÃO tanto faz Playboy nunca mais!

  16. Certíssimo, ele é louco mas não é burro. Mas economista é assim mesmo, papagueia, papagueia e não faz nada. Prova disso é o DELFIM NETO, ministro do “AUMENTAR O BOLO PRA DEPOIS DIVIDIR”, na entrevista sabe tudo, as equipes econômicas dos governos nada fazem corretamente, mas ele quando esteve lá foi um grande desatre…
    Realmente nossa economia está baseada em consumo, no crédito consignado e na exportação de commodities, no endividamento da classe trabalhadora…Mas vai continuar assim, porque nada está se fazendo para mudar…E a China vem aí, cada vez mais rica se preparem, vão comprar tudo, vai ser o tal da “ORDEM E TRABALHEM”…