Redução de objetivo: Serra agora quer vice-presidência em 2014

do Brasil 247

Enquanto FHC e Alckmin buscam unidade no PSDB pela candidatura de Aécio Neves, interlocutores do ex-governador já falam abertamente da ideia de lançar tucano como vice; seu trunfo: a abertura de espaço em São Paulo aos candidatos da oposição a Dilma Rousseff, maior eleitorado do país.

Enquanto FHC e Alckmin buscam unidade no PSDB pela candidatura de Aécio Neves, interlocutores do ex-governador já falam abertamente da ideia de lançar tucano como vice; seu trunfo: a abertura de espaço em São Paulo aos candidatos da oposição a Dilma Rousseff, maior eleitorado do país.

O tucano José Serra sempre almejou em sua carreira política chegar a presidente da República. Mas depois de sucessivas derrotas em várias praças, a última na prefeitura de São Paulo, e prestes a perder também a chance de se tornar líder do PSDB, ele agora se vê obrigado a redimensionar suas ambições. Questão de sobrevivência.

O senador mineiro ainda não conquistou a maioria dos partidários de São Paulo, mas já conta com o apoio de FHC e Geraldo Alckmin. Para Serra, restou pouca opção.

Agora, segundo a colunista da Folha Mônica Bergamo, ele tenta seduzir candidatos da oposição a embarcar no seu projeto com uma abertura no maior eleitorado do país.

Na semana passada, Serra recebeu secretamente em sua casa Eduardo Campos (PSB), possível candidato à  presidência em 2014. A aproximação esfriou a tentativa da presidente Dilma Rousseff de estreitar laços com o partido aliado. Por outro lado, trouxe José Serra de volta ao jogo.

Leia na coluna de Mônica Bergamo:

Tà” AQUI

José Serra (PSDB-SP) tem nova aspiração: ser candidato a vice-presidente da República em 2014. Apresenta como trunfo aos eventuais interessados (os candidatos de oposição à  reeleição da presidente Dilma Rousseff) a abertura de espaço em São Paulo, maior eleitorado do país. Interlocutores do ex-governador já falam abertamente da ideia.

Comentários encerrados.