PSDB utiliza e-mail corporativo de funcionários públicos para fazer propaganda antecipada de Richa

Rciha recorre ao spam.

Rciha recorre ao spam.

Funcionários públicos do Paraná denunciaram, nesta sexta-feira (1!º), que estão sendo vítimas de “spam”, mensagem não solicitada enviada pelo PSDB, em campanha antecipada para a reeleição do governador Beto Richa em 2014.

Todo servidor público estadual tem um e-mail corporativo gerado pelo portal “Expresso”, onde recebe comunicados oficiais, anúncios de cursos, memorandos, enfim, que usa para desempenhar suas atividades funcionais.

Pois bem, os barnabés paranaenses foram surpreendidos por um e-mail disparado, possivelmente pelo PSDB, fazendo proselitismo. A mensagem traz um “release” informando que “Richa é aprovado por 73% dos paranaenses!.

No começo desta semana, o Ibope divulgou uma pesquisa encomendada pela Associação dos Diários do Interior do Paraná (ADI). Nem o papa acreditou nos números, por isso renunciou ao cargo no Vaticano.

———- Mensagem encaminhada ———-
Data: 27/02/2013 19:36
Assunto: Richa é aprovado por 73% dos paranaenses
Para: “lista-estado” , “lista
-estado-seed” Mensagem enviada a pedido da SECS

A seguir, eu publico a íntegra do e-mail recebido pelos servidores públicos do Paraná:

Richa é aprovado por 73% dos paranaenses

O governador do Paraná, Beto Richa continua muito bem avaliado pela
população conforme pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira, 27,
pela Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná (ADI). Richa
é aprovado por 73% dos paranaenses e na avaliação pessoal, o
governador recebeu nota 8.

Recebo com muita humildade. São números que demonstram aprovação do
nosso governo. O resultado de dois anos de administração que começam
aparecer cada vez com mais evidência de forma mais intensa de todas as
áreas de administração que reflete o bom momento que atravessa o
Estado!, disse Richa.

O Ibope fez 2.002 entrevistas em 12 regiões do estado, considerando as
variantes de sexo, idade, grau de instrução e renda familiar, entre 16
e 22 de fevereiro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para
mais ou para menos. Na pergunta que rendeu 73% de aprovação a Beto
Richa, a desaprovação ficou em 18%, já que pouco mais que 8% dos
entrevistados disseram não saber responder à  pergunta.

Avanços – Ainda segundo o governador, a pesquisa já registra os
avanços conquistados no primeiro período de mandato – os dois
primeiros anos. Avançamos na educação, saúde, segurança pública,
geração de emprego e renda aos paranaenses. Temos o maior ciclo
industrial e a maior política habitacional da história do Paraná!.

Eu fico feliz, agradecido pelo reconhecimento dos paranaenses.
Fazemos uma gestão democrática com a participação de todos. Isso nos
motiva a trabalhar cada vez mais diante do reconhecimento da aprovação
e demonstração de confiança dos paranaenses no nosso governo. Fico
honrado e procuro fazer jus a essa confiança!, completou Richa.

Para o diretor do Ibope, Hélio Gastaldi, o resultado da pesquisa sobre
o Governo Richa é muito bom, considerando que foram apenas dois anos
de governo. à‰ um alto índice de aprovação, difícil de ser alcançado
em apenas dois anos. Este índice pode crescer ainda mais, pois a nota
dada ao governador é excelente. Poucos governantes recebem nota 8 no
Brasil, onde a população é muito crítica em relação ao governo!, diz
Gastaldi.

Avaliação – O governo Beto Richa é bem avaliado nas 12 regiões
pesquisadas pelo Ibope e a aprovação é superior aos 73% no Noroeste
(aprovação de 91%), Centro Ocidental (89%), Sudoeste (88%), Oeste
(86%), Norte Pioneiro (77%) e Centro Sul (77%).

A avaliação do governador, numa escala de zero a 10, também é superior
à  média geral dos 8,0 em regiões como Centro Ocidental (8,9), Noroeste
(8,7), Sudoeste (8,6), Sudeste (8,4), Centro Oriental (8,4), Norte
Pioneiro (8,4), Oeste (8,4) e Centro Sul (8,3).

O grau de satisfação dos paranaenses com o Estado também é alto. Vinte
por cento responderam que estão muito satisfeitos! em morar no
Paraná. Somados com os satisfeitos, esse percentual sobe para 89%.

A pesquisa Ibope também levantou quais os maiores problemas na opinião
dos paranaenses. A área de saúde foi a mais mencionada, com 33%.
Segurança ficou em segundo lugar, com 21%, e educação em terceiro, com
10%. Os paranaenses nomearam ainda como maiores problemas o desemprego
(9%), as estradas (7%) e o pedágio (6%).

Hélio Gastaldi, diretor do Ibope, avalia que saúde, segurança e
educação são problemas conjunturais no Brasil, áreas sempre mal
avaliadas nas pesquisas, municipais, estaduais ou federais. Em todas
as pesquisas, essas áreas são questionadas pela população porque são
vitais, com grandes carências em nosso País, por mais que os governos
façam boas ações, a população sempre vai exigir mais!, afirmou.

Comentários encerrados.