Professor denuncia PM por racismo em escola do Paraná

Professor Odair Rodrigues.

Professor Odair Rodrigues.

O professor Odair Rodrigues, do Colégio Lucy Requião de Melo e Silva, de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, denuncia que foi vítima de racismo, ontem (19) à  noite, quando chegava para dar aula, ao ser abordado por policiais militares.

Segundo “Mestre Oda”, como é conhecido o professor, de quem sou amigo de militância estudantil, “fui o único que levou geral, nem outro funcionário ou professor foi revistado pela PM”, relata, para logo em seguida indagar: “Por que fui o único a ser humilhado? Porque eu era o único negro”.

O professor afirma que o município, com 12 escolas estaduais, não tem a patrulha escolar. Para ele, esse tipo de abordagem racista tem a ver com o despreparo dos policiais.

“A gente trabalha no período noturno, em área de risco, onde prevalece o tráfico de drogas e altos índices de violência, aí aparece o policial despreparado que, mesmo eu me identificando como professor ele me humilhou; ele poderia conferir a minha identificação na escola, mas preferiu me revistar em frente aos meus alunos”, critica.

Mestre Oda informou ao blog que fará registro em Boletim de Ocorrência (BO) na delegacia da cidade e que a escola deverá divulgar ainda hoje um manifesto de solidariedade a ele.

A seguir, publico a íntegra do desabafo do professor Odair Rodrigues:

“Acabo de ser vítima de racismo

Acabo de chegar da escola. A polícia fez blitz na entrada de vários colégios, inclusive o Lucy Requião de Melo e Silva, onde trabalho. Quando desci do ônibus, a polícia chegou. Logo me identifiquei como professor e o policial disse “para nós todo mundo é igual” e, diante dos alunos, fui revistado. No entanto, pela mesma entrada passaram o professor Sátiro e professor Cláudio Prado, e nenhum dos dois foi abordado. Ambos brancos. Registro que ficaram indignados ao perceberem o fato. Não discuti com os policiais porque havia o dilema do que fazer em frente dos alunos e também porque aprendi a não discutir com gente despreparada e armada. Não estou acima da lei,mas no contexto exigiria outro tipo de abordagem, afinal até meus alunos gritaram que sou professor. Os policiais sequer conferiram minha identificação. Fui humilhado por ser negro e isso dói. Tive a imediata solidariedade dos alunos que não fizeram nenhuma brincadeira. Em cinco anos de Paraná, é a primeira vez que isso ocorre. Não é um fato isolado. Para completar a noite, uma aluna foi agredida por um ex-namorado, também aluno, por ciúmes. Estou arrasado com ambos os fatos.

120 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to mention I am just new to weblog and truly loved you’re web-site. Very likely I’m want to bookmark your site . You absolutely have wonderful well written articles. Appreciate it for revealing your web page.

  2. I simply want to tell you that I’m beginner to blogging and honestly loved your web-site. Probably I’m planning to bookmark your blog post . You actually come with good article content. Appreciate it for revealing your web-site.

  3. PARABENS EVELYN E PARABÉNS A TODOS!!!

    *-Vou encerrando minha participação neste assunto!!

    *-NUNCA SEJAM “OVELHAS” …TENHAM OPINIÃO!!! OS DONOS DO PODER GOSTAM DE PESSOAS “DOCES” MANSAS, PARA PODEREM DO…………………COMPLETEM O RESTO! GRATO

  4. Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos……

  5. NOTÍCIAS CORRELATAS!!!
    “macaco..Macaco”
    Pagou 5 mil de fiança e vai continuar ofender outros negros!
    Um estudante de direito de 30 anos foi preso suspeito de desacato, desobediência, resistência à prisão e injúria racial nesta quarta-feira (30) em Vila Velha, região da Grande Vitória, de acordo com a polícia. Ele passeava com um cachorro na praia, o que não é permitido, e foi abordado por guarda-vidas. Sgundo a polícia, o estudante chamou um dos guardas de “macaco” por não aceitar a intervenção. Leonardo Márcio Mônico afirmou que não teve comportamento racista. Ele pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado.

    *-Ana Maria Braga , hoje, 21 de março abordou o tema racismo. Procure!!

    *-TIRE SUA CONCLUSÃO!!!!

  6. REITOR COM UM VISÃO PRECONCEITUOSA!!

    O reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), professor Paulo Gabriel Soledade Nacif, divulgou uma nota comentando a polêmica em torno de uma declaração proferida no dia 7 de outubro, durante rodada de negociação com estudantes de graduação, que ocuparam o campus da cidade de Cachoeira por 40 dias, entre setembro e outubro, reivindicando melhorias na instituição.
    Um vídeo com trechos do discurso foi postado no Youtube (acesse aqui) no dia 10 de outubro, onde ele comenta sobre os empecilhos culturais que devem ser ultrapassados no processo de interiorização da universidade no Recôncavo. “Uma universidade que nasce no interior, cujos trabalhadores são do interior… se a gente for ver pela cor do trabalhador, pela renda do trabalhador que nós temos, a formação do trabalhador, a gente vai ver que é um desafio maior. Querer que a UFRB funcione na velocidade de uma universidade antiga ou qualquer outra é brincadeira”, diz no vídeo

    *-No Brasil há o preconceito de não se ter preconceito. Tire sua conclusão!
    GRATO

  7. noticias correlatas!!!
    professora presa por injúria racial

    A professora de 45 anos Creuzenilda da Silva Lima foi detida na terça-feira (23), na cidade de Juazeiro, região norte da Bahia, suspeita de injúria racial contra um médico do Samu, que é negro. De acordo com o delegado Flávio Martins, titular da 1ª Delegacia, o serviço médico foi acionado para prestar atendimento ao ex-companheiro da mulher.
    De acordo com Martins, o médico relatou que, durante o atendimento, foi chamado pela professora de “negrinho metido a besta”. O delegado informou que a agressão verbal ocorreu após o médico do Samu solicitar que a mulher se afastasse porque estava atrapalhando o trabalho da equipe. Os dois discutiram e ocorreu a agressão. O médico acionou a Polícia Militar, que prendeu a suspeita em flagrante.

    *-Cada um tire a sua conclusão!!!!!!!!!!!!!!!!!!GRATO

  8. Prof. Odair,
    Me solidarizo com o seu caso, pois também como negro fui vítima dessa mesma POLÍCIA MILITAR DO PR, na ocasião o BPTRAN, que ao revistarem o meu carro, revirando todo o estofamento nada encontraram, para garantir a segurança deles, sem nenhuma alegação fui algemado do outro lado da rua, em todo momento permaneci sem dizer uma única palavra, revista essa que durou mais de 30 minutos e eu alí com as mão algemadas para trás. Terminada a revista no meu carro, me entregaram a chave, quando então senti falta de dois celulares, ao solicitar os celulares de volta, me agrediram jogando-me no chão com chutes e pontapés, passado 20 minutos, meu carro foi guinchado e levado ao páteo do DETRAN, com a alegação falsa de que eu havia me negado a fazer o exame de alcoolimia e que meu carro estava em desacordo com a lei, o que mais adiante caiu por terra tendo em vista que informações registradas pelo BPTRAN, não batiam com o que fora registradas no páteo do DETRAN, alegação de que meu carro estava com escapamento furado, manchas na poltrona, extintor vencido, inclusive que no interior do veículo encontrava-se duas garrafas de bebida. OBS. Depois do esparrama apareceu meus celulares, um na verdade era “sigiloso” de propriedade do ESTADO.
    Fato que se alguém do BPTRAN ou da POLÍCIA MILITAR quiser confrontar é só entrar em contato, Me desencantei com a POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ pelo despreparo de alguns integrantes, que agem conforme “interpretação própria” da aprendizagem na ACADEMIA do GUATUPÊ.
    Esse episódio com a Polícia eu conto em todos os eventos que eu participo. Em, imaginar que pelo Ministério da Justiça trabalhei no PRONASCI. (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania).

    FORÇA ODAIR, o caminho é longo…. Abração

  9. DEI DOIS CLIC ACIMA…PERDÃO PELA REPETIÇÃO!!

    *- Aproveito para cumprimentar o Silney (faz 30 anos que não o vejo), Daniela e Robson, os dois últimos não os conheço! mas continuem lutando pela verdadeira liberdade e democracia! Grato

  10. HISTÓRIA SECRETA DE CURITIBA!

    *-Quando cheguei em Curitiba em 1958, trazendo na bagagem apenas a pobreza e a esperança! Descobri que era diferente! que possui um estigma, uma marca. Nos Hotéis e pensões, (alguns) havia a placa com alerta! “NÃO ACEITAMOS NEGROS E NEM CACHORRO” !! Chorei muito ( escondido), lógico! porque diziam na época de homem não chora!

    HOJE SOU FORTE!!!!

    *-Sobre a aparência das pessoas (infelizmente) concordo com quem postou ! O mundo capitalista exige que a pessoa seja bem arrumada; bem educada, casada, heterossexual, Cristão e demonstre que é feliz…sempre feliz!! já ia me esquecendo: e com o Imposto de Renda em dia (RS RS) !

    • Muito bem colocado a aparência é uma imposição capitalista e materialista, que temos que engolir, pois neste mundo quem pode mais chora menos. Mas segregar pessoas por estarem vestidas em desacordo com o padrão utilizado pelas outras pessoas é preconceito, não podemos nunca nos esquecer disso…

  11. *- HISTÓRIA SECRETA DE CURITIBA!

    *- Apenas um circulo fechado de pessoas sabem (ou sabiam)!
    *-Os fundadores da Universidade Federal do Paraná foram :Nilo Cairo , Victor do Amaral e Pânfilo de Assunção entre outros; o Pânfilo de Assunção era médico e negro,pois bem…certa ocasião foi, de devido o prestígio, convidado a entrar nos quadros da sociedade de um Clube Curitibano, clube da elite conservadora curitibana! O doutor negro foi aceito , mas na condição ser somente ele sócio, a esposa e seus filhos NÃO!!!!!

    *-Pânfilo de Assunção chocado…esmorecido! foi para a casa e se enforcou!

    Hoje ! sua memória esta preservada numa rua no Bairro Parolim!!

    “NÃO EXISTEM RACISMO …É LENDA”” (SIC)

    *-Como diz a canção “E tudo acontecendo…(os negros) na Praça dando milho aos pombos!! Lógico que existe os lutadores e críticos! Grato

  12. Sou professor e trabalho em Fazenda Rio Grande. Conheço o professor Odair da militância sindical. Não sou negro mas assim como ele já fui constrangido por atitudes de policiais mal preparados que me abordaram devido aos trajes que utilizava. No curso de Educação Física usar moleton, agasalho, boné, mochila é comum, e passei por situação constrangedora ao ir para a aula na UFPR. Conheço a comunidade onde o referido colégio se situa e não entendo a atitude dos policiais em abordar apenas uma pessoa para revista. Não entendo, não… não aceito… sou partidário das causas das minorias e acredito que muito tem que se lutar para atingirmos uma equidade nas relações, e ao ver comentários como alguns aqui me preocupo com nosso futuro. Como disse, sou educador e o que mais quero dos meus alunos e alunas é o respeito a crença, as ideologias, a raça, as orientações sexuais, ao gênero… é por isso que leciono… é por isso que sou companheiro a causa do professor Odair… força companheiro… conte comigo…

    Professor Fernando
    Colégio Cunha Pereira

  13. Realmente temos uma policia despreparada e sem escrupulos, eles constrangem os cidadãos independente de cor ou raça, já fui fazer boletins de ocorrência e, a pergunta é sempre a mesma, você tem como provar? Provar o que ? a policia não tem que investigar uma denuncia? o que aconteceu com a mulher da panificadora das mercês ? foram feitos varios boletins de ocorrências, e simplesmente deixaram acontecer, porque não investigaram antes de acontecer o assassinato, nós somos cidadaõs e como tal temos que ser respeitados, principalmente pelos que estão contrados para tal, pelo que sei esse professor não demonstrou nem uma reação que justifique tal atitude da policia.

  14. Solidarizo me com o professor Odair!

    A policia devia ser pacifista e não positivista.

  15. Além da cor, o preconceito alcança os costumes, às vestimentas, a opção sexual e muitos outros detalhes. Se vivemos em um país livre e democrático, cada um se veste como quer, onde está escrito que existe um padrão de vestimenta e visual de acordo com a profissão que o cidadão exerce? As empresas privadas realmente fazem esse tipo de pressão, a gente até obedece, mas não quer dizer que seja correto e legal.
    Aqui chegamos na excência da discussão, a liberdade individual de cada um; o direito de ser negro, branco, azul, de se viver bem e ser aceito na sociedade com a sua cor, com a sua roupa, com seu carro, de não ter carro, com a sua cultura….
    Nossa sociedade passou a aceitar o absurdo, a falta de liberdade, a corrupção entre outras coisas mais…Está na hora de acordarmos…

  16. Quero agradecer a solidariedade dos queridos amigos, do Brasil e d’além mar. Às(os) alunas(os) e ex-alunas(os), aos companheiros da lida e da luta. Aos que amplificaram a voz da indignação, áquelas (es) que superaram a náusea do silêncio e percebem o amor emanado dos gestos da coragem coletiva. À minha companheira, sem a qual seria difícil superar as dores da violenta irracionalidade da discriminação. A estes dedico o amor de meu ofício, a disposição de lutar por justiça e o orgulho de tê-los ombro a ombro, lado a lado de cabeça erguida. Agradeço até mesmo aos detratores: aos que assumem suas opiniões e aos covardes. Esses não me deixam esquecer o quanto ainda há por construir, caminhos a apontar, correntes a serem quebradas e possibilidades de vida a ajudar. A esses também minha mais profunda pena por suas vidas pequenas, sem profundidade, sem cores, sem graça.

  17. para que nao conhece esse ai e o professor odair muitos o conhecem com mestre oda ele e um grande profissional e posso afirmar ele nao tem nenhum tipo de complexo por ser negro ao contrario ele tem muito orgulho de sua decendencia ,outra coisa nao e a roupa ,cabelo,acessorios que a pessoa veste que faz a pessoa e cada um tem seu estilo proprio,ha e que para a sociedade o modelo certo e aquele que usa terno gravata tudo bonitinho ,gente nao e o que a pessoa veste mas sim o carater dela e esse professor tem muito carater ,pois e um excelente profissional tive aula com ele na escola lucy requiao e nao tenho do que reclamar nunca fez destinça de ninguem por causa da cor se e branco ,negro,pardo etc…pois trata todos como um so adoro esse professor oda nao ligue para quem te discrimina por sua aparencia o que importa e quem e voce e de verdade para mim uma otima pessoa bjus oda …..

  18. O que, que tem o Professor Odair ter cabelo comprido. O importante é que ele é um ótimo professor. Parabéns pela coragem em denunciar este fato triste e lamentável de preconceito social. Lembrando que Jesus Cristo parece que tinha cabelo comprido. Abraços.

  19. A ideologia burguesa com toda a sua hipocrisia, é incapaz de admitir que é expressão da falência a própria sociedade capitalista. Dessa forma, crescem
    no Brasil as campanhas que apontam como saída o aumento da repressão do Estado. Assim, destacam como positiva as ações mais truculentas do Estado.
    Nesta sociedade da exploração do homem pelo homem a idéia de uma polícia protetora do bem comum e respeitosa com a população pobre é infelizmente, uma utopia. Taí o exemplo lamentável ocorrido com o Professor Odair. A polícia foi feita para guardar os bens dos ricos e reprimir a população pobre e negra. Punição exemplar para as abordagens preconceituosas. Se fosse em um colégio particular para ricos duvido que a polícia faria o mesmo. O racismo e o preconceito social é um câncer. Não pode ser tratado com uma cibalena, mas sim com uma quimioterapia, através da luta organizada da classe trabalhadora e da juventude, principalmente da periferia. Como dizia MALCOLM X: Não há capitalismo sem racismo.
    O desafio de construir um organização operária e socialista para contrapor a ideologia fascista, está colocada como uma tarefa inadiável.

  20. Em minha última participação neste tópico, quero agradecer a solidariedade dos queridos amigos, do Brasil e d’além mar. Às(os) alunas(os) e ex-alunas(os), aos companheiros da lida e da luta. Aos que amplificaram a voz da indignação, áquelas(es) que superaram a náusea do silêncio e percebem o amor emanado dos gestos da coragem coletiva. À minha companheira, sem a qual seria difícil superar as dores da violenta irracionalidade da discriminação. A estes dedico o amor de meu ofício, a disposição de lutar por justiça e o orgulho de tê-los ombro a ombro, lado a lado de cabeça erguida. Agradeço até mesmo aos detratores: aos que assumem suas opiniões e aos covardes. Esses não me deixam esquecer o quanto ainda há por construir, caminhos a apontar, correntes a serem quebradas e possibilidades de vida a ajudar. A esses também minha mais profunda pena por suas vidas pequenas, sem profundidade, sem corres, sem graça.

  21. Se muitos aqui fossem policial e escolhesse um para dar geral, com certeza seria este mesmo professor, andar com tiara na cabeça, cabelo comprido e tudo mais não é conveniente com o cargo que ocupa, mesmo assim um outro professor aqui o defende (Fabio H Amaral) dizendo que também é cabeludo, e anda como quer já que é concursado, ainda bem, porque se fosse em uma escola particular você iria cuidar melhor do seu visual.

    • Não, seu moralista de boteco. Numa escola particular os profissionais estão sujeitos a doutrinar seguindo a lógica daquilo que a instituição prega (religião, formação de mão-de-obra barata…) na escola pública ensinamos as pessoas a pensar, a agir por sua própria cabeça. Me defina o que é conveniente para um profissional da educação? Me diga que tipo de vestes ou modelo estético de cabelo, barba, unhas, pele são convenientes? Convenientes para quem? As batinas dos padres pedófilos são as vestes corretas? Os paletós do pastor Feiliciano são corretos? O cabelo curto e super bem penteado com gel do ex-deputado Fernado Carli são corretos? Francamente, vá a merda!

      • Bom primeiro o seu visual faz jus a seu linguajar (me mandando a merda).
        Daí nem precisa muito para fazer um perfil seu, cabeludo, barbudo e mal educado. Coitado dos alunos.
        Agora não seja hipócrita em dizer que a aparência não influencia pelo menos no mundo corporativo. Volto a escrever, você é um folgado que passou no concurso público e se aproveita por isso.

        • Por passar em 2 concursos su folgado? Acho que a inconpetência começa a falar através da inveja. E sim a aparência influência no mundo corporativo, um mundo que prefere dar lucros a bancos que ajudar pessoas que passam fome. Que acha que as lutas sociais são coisa de pessoas preguiçosas e que não têm as coisas por que não trabalham, que aceita o sucateamento da educação e saúde públicas por que VOCÊ tme condições de pagar planos e escolas, planos que fazem greves e se recusam a atender quem tão caro paga por eles e escolas que formam por cartilhas qaue não estimulam nenhuma transformação na sociedade. Sim te mandei à merda e mando novamente se for preciso, pois cansei de ser educado com pessoas cretinas sem visão e que se acham acima do bem ou do mal por comprarem roupas caras, carros possantes e morarem em condomínios de luxo cercado por muralhas medievais. Pessoas como você são a parte podre da humanidade, são causadores de mortes pelas mais deprimentes causas mundo afora. Você e tantos outros como você são uma lástima para a raça humana!

  22. Toda e qualquer forma de racismo é condenável. No entanto, está claro que o cidadão Odair está buscando apenas 15 minutos de fama. Parabéns, o senhor conseguiu!

    • Sou obrigado a concordar, o professor consegui atravez do blog do Esmael os seus minutinhos de fama, mas fica tranquilo professor, quando o senhor precisar da polícia militar, quando sua família por alguma razão estiver sendo ameaçada, quando houver qualquer risco para os seus alunos e para o senhor, conte a gloriosa polícia militar e com seu efetivo de bons policiais, estaremos sempre prontos a servir e proteger, mesmo que o senhor se sinta constrangido com a nossa interferência em algum momento, mesmo que para a própria segurança da escola em que o senhor é professor (não sabemos quem é quem apenas no olhar, precisamos as vezes agir e revistar), estaremos sempre prontos para servir e lhe proteger e não fazemos isso apenas para os brancos ou ricos, fazemos isso para o povo do nosso Estado como um todo.

      Sou Sargento da gloriosa, sou negro e sou solidário aos colegas que ao meu ver não cometeram crime algum, apenas agiram de acordo com a sua consciência. Parabéns aos policiais que não se intimidaram com a possível frase: VOCÊS SABEM COM QUEM ESTÃO FALANDO? Bom policial cumpre com seu dever, sem olhar a quem!

  23. Professor Natal, agradeço pelo seus comentários.Aprendi com sua aula gratuita.Um forte abraço!
    Profº Daniela(esposa de Silney).

  24. No meu ponto de vista a polica agiu serta esse cara ai nao sabe se mulher ou homem,pessoas da inducacao tem que ter postura,e outra teriam que adimitir essa marmota tambem como admitiu aquela professora que esta sendo falada na internete por gostar de usar brusas com decotes foi demitida,e essi professor ai esta mas para uma bichona e mal exemplo para os alunos tambem,a policia agiu serta este brasil agente ver de tudo mesmo viu este tipo de gente quer ganhar dinheiro facil com indenizacao.

  25. Esmael eu li tudo isso aqui, e de ficar revoltado e bem tipico de internauta anonimo que não usa o nome próprio, para mim um bando de covarde que se esconde atras de pseudônimo para ofender as pessoas, humilhar e tirar uma ondinha com a cara dos outros, e mais fácil perdoar a atitude da PM que estava no curso de seu trabalho e exacerbou, do que aceitar os comentários de alguns covarde sem nome, estou estarrecido não sabia que em pleno 2013 em Curitiba tem pessoas que pensam desse jeito, pensam e escreve e porque age da mesma forma. Temos que viver sob alerta, Bandido, assassinos, traficantes, reacionários e covardes, todos oferece risco para a sociedade.

    • Quer dizer que nesta lógica você pode entrar em uma loja e ser mal tratado pelo vendedor e não haverá problema algum, porque ele “estava no curso de seu trabalho e exacerbou”….
      Como dizia nosso querido Chico Buarque:
      “Não existe pecado do lado de baixo do equador”

      Nessa terra tudo, pode, até o errado está certo…

      • Cara não confunda as coisas, e nem me confunda também com esse bando de idiota reacionário, leia direito o texto pelo amor de Deus. Se tem alguém burro que não conseguiu entender quero dizer que não aprovo a atitude da PM, e nem sei poque estou dando moral para um cara sem nome.

        • Tanto faz se auto denominar “JOÃO DA SILVA” ou “FAZEDOR DE BARULHO” em um blog, isso não identifica ninguém, porque se você digita um nome qualquer no GOOGLE ele te dá 3.780.000 resultados. Como você vai saber quem é.
          Depois na sociedade burguesa moderna o que importa em uma pessoa é o seu CPF e a sua capacidade de endividamento…

  26. Me solidarizo com o prof. Odair, companheiro de categoria, pois sou professor também, e o conheço das assembléias de educadores. Parece que os que estão esbravejando aqui defendendo a atitude da polícia ou não entendem, pois nunca foram abordados, ou defendem mesmo este tipo de atitude racista da maneira relatada, aliás a população negra é a que mais sofre com os abusos policiais, existem diversos estudos que apontam isto, visto as chacinas nas grandes cidades ou mesmo aqui os abusos de autoridade em nossas cidades do Paraná. Um exemplo mesmo é o recente investimento do governo do estado por Beto Richa na segurança pública ao invés de priorizar saúde, educação, etc. Na verdade o Estado e a polícia no capitalismo têm um lado, o da defesa dos interesses dos ricos e poderosos, e preferem investir em segurança. A quem defendeu que os policiais estão fazendo seu “trabalho” dentro da lei, estão defendendo meios fascistas, primeiro mandam ir pra parede, não importa porquê. Por isso, nós, socialistas, repudiamos tais atitudes, não queremos uma nova ditadura militar.
    Não aos desmandos da polícia!
    Abaixo a repressão policial!
    Abaixo o racismo!

  27. Falam de racismo o tempo todo, qualquer coisa que se fale pode ter cunho racista.
    Eu não sou racista, tenho vários amigos negros, são pessoas especiais e tremendamente amigos, aceitam brincadeiras sem se sentirem ofendidos, e retribuem a gozação na mesma moeda e eu e os outros amigos agem da mesma forma, sem se sentirem ofendidos.
    Porém os demais negros, não podem ouvir, e reagem com raiva, indignação, e reclamam de preconceito.
    Curiosamente, a maioria dos Negros BATEM no peito e dizem, sou Negro, Preto, e se sentem orgulhosos, mas se alguém os chamar de Negro ou Preto é racista.
    Por outro lado, O Governo Federal Deu a maior prova de Racismo do país ao criar o tal sistema de cotas, como se estivesse dizendo aos Negros
    “criamos as cotas porque vocês são incapazes, incompetentes, pra chegar a uma Universidade”,
    E Nenhum negro reclama disso, Cotas para Negros é Racismo, é mostrar aos negros que o Governo os nivela por baixo, Jamais vi um negro dizendo, não preciso de Cotas, entro por capacidade minha, como fez o Joaquim Barbosa.

  28. Eu fico imaginando o motivo de pessoas inteligentes ficarem dando espaço para esses idiotas, imbecis defenderem abertamente atitudes racistas com comentários racistas. No fundo não passa de um desocupado, que não trabalha e tem tempo livre para postar incontáveis comentários preconceituosos e fascistas em várias páginas deste e outros blogs.
    Desocupado – o sujeito está no singular, pois uma única pessoa utiliza vários nomes: Fala Sério, Vitor, Olho Vivo, Allexia, Rafaela, Observador, entre outros, porém, é a mesma pessoa.
    Vai trabalhar !!! Fazer algo útil !!!!!

    • Marcelo Parabéns pelo sua observação a tempo que eu queria alertar sobre isso. um bando de moleque, mais eles que fique atento com suas atitudes 03 jovens de Irati Pr, foram processado por racismo, saiu em toda mídia nacional ontem. os comentários ocorreram em redes sociais.
      Não confunda Liberdade com Libertinagem.

  29. Concerteza o prof esta sendo vitima de racismo, se não pela policia aqui neste blog esta sendo.

    Como é triste ver pessoas esclarecidas expressando seus preconceitos, pessoas estas que deviam ter saido da caverna, estão voltando para o seu interior.

    Não achem que estão imunes e responsabilidade, o professor pode pedir a quebra do IP de todas as agressoes aqui sofridas e responsabilizar cada um criminalmente.

    • Vivemos num país Laico e Democrático, onde escolhas e opiniões, e o direito de expressão é livre e garantido pela Constituição, Minhas opiniões, não tem obrigação de concordar com os demais comentaristas deste Blog e sobre qualquer assunto, jamais Ofendi os negros, até porque não sou Racista, O fato é saber diferenciar o que é racismo de fato. Quem não gostou que Me processe, a constituição do Brasil é minha defesa.

  30. Gente fiquei horrorizada com a maioria dos comentários postados, olhem a situação o Odair teria que estar vestido “adequadamente”??? Quem vocês pensam que são para quererem que os professores se vistam com burguês??? Cadê o apoio ao educador que passa a maior parte de sua vida enfiado em uma sala de aula tentando ensinar os filhos de vocês a serem pessoas de bem???
    Vocês que discriminam ou fazem piadas de mau gosto sobre negros, gays, etc, são m bando de ignorantes e hipócritas, vão estudar, o Brasil já não pertence aos coronéis e vocês estão em extinção.
    Caro colega Odair, vá em frente, denuncie, bota a boca no trombone, se essa corja não lhe respeita como ser humano independente de cor, faça valer seus direitos, você tem todo meu apoio.

  31. DINAMARCA E NORUEGA!!!

    *-Tem hora que me sinto um Europeu quando vejo os comerciais na TV brasileira! Loira…brancos!! Quando aparece algum negro…dura alguns segundo e é sempre comercial institucional (Correio – Banco do Brasil – Enem etc).

    *-Imagine como fica a “cabecinha” de um adolescente afro-brasileiro!!!!Grato

  32. NÓS NEGROS MUITAS VEZES SOMOS CULPADOS!!

    *-Depois da Nigéria, o Brasil é o maior país negro do mundo, cerca de 90 milhões de negros e mulatos…somente dois milhões citaram no Censo do IBGE que eram negros:

    *-Jogadores de futebol e outros…cortam o cabelo quase raspado para esconder sua origem étnica;

    *-Muitos negros e mulatos até o Censo de 2000, citaram cerca de 16 cores de sua pele: achocolatado, café-com-leite, moreno , jambo, Marron glacê e cor de burro quando foge e outras

    *-O negro tem que ser respeitado não porque é professor ou doutor disso e daquilo e sim por sua pessoa!;

    *-Nosso povo é muito humilde… e sem a quem recorrer!!!!!
    Grato

  33. CARO ODAIR E Isabel Sandra!!!

    *-Solicite para o comando o nome completo do PM em questão!

    *- BO não vale nada…vá ao Ministério público e noticie o Crime de “Injúria Racial” Art. 140 do Código Penal.

    *-Acione duas ou mais testemunhas (menor só serve como informante)

    *-Procure todos os órgãos de imprensa…divulgue nas redes Sociais!

    VEJA OUTRA NOTICIA CORRELATA:

    Justiça recebe denúncia por injúria racial contra professora da UFPR

    Repórter da Agência Brasil

    Curitiba O juiz Mauro Bley Pereira Junior, da 3ª Vara Criminal de Curitiba, recebeu denúncia formulada pelo Ministério Público (MP) do Paraná contra uma professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR) acusada de racismo.

    Conforme a denúncia do MP, a professora Ligia Regina Klein, do Setor de Educação da UFPR, teria feito o seguinte comentário dentro de uma sala de aula, dirigindo-se a duas estudantes negras: “Vocês, só fazendo lanchinho. Duas macaquinhas comendo banana. Eu também gosto de banana em doces, bolos”.

    • Faça tudo o que o Prof Natal disse se tiver total convicção de que está certo, pois se não tiver os policiais que te abordaram irão pedir uma enorme indenização na justiça por Calúnia e falsa cominicação de crime. Então se oriente bem com seu advogado. Fica a dica.

    • Opa, ali sim que me refiro, isso sim é crime de racismo, houve a caracterização do mesmo pelas palavras ditas, mas no caso do professor não creio que possa ser visto da mesma forma, uma vez que ele foi apenas escolhido para a revista, isso é ato rotineiro dentro da policia, se fazer revista por amostragem e o escolhido deve seguir de acordo com o orientado pelo policial, caso contrário pode até caracterizar desacato a autoridade policial.

      Eu não estava no local do ocorrido, não sei como foi a abordagem, mas se o policial seguiu o manual ela foi igual a qualquer outra, seria a mesma adotada para revistas um médico, advogado, agricultor, branco ou negro. O que não podemos é julgar racismo o simples fato de ter acontecido a revista, já que isso é previsto em lei, mas se houve algum abuso policial, alguma palavra dita que não condiz com o ato da revista, ai sim pode e deve ser levado adiante como racismo, o que não entendi ser assim pelos fatos descritos.

    • Hoje vimos declaradamente comentários sobre racismo discriminativo intenso, homofobia, descaso para com os professores.É por este motivo que as vezes desanimo em ser Brasileira, mas professores como estes exemplares com certeza plantam sementes boas que trarão futuramente mentes brilhantes para o nosso Brasil.Enquanto isto, este Professor poderia dar aulas para ensino superior, mas acredita em alunos de Escolas de redes estaduais E.F.M.
      Odair Rodrigues, homem eminente!
      Abraços!
      Daniela

  34. *-A ideologia da Democracia Racial
    *-Sou o professor natal, fundador do primeiro Movimento Negro no Paraná! Leciono há 40 anos. Minha tese de História foi sobre o estereótipo contra o negro na Imprensa.
    *-Meses atrás deixei meu livro “Nossos Bosques Têm mais Vida” para o Professor e sua esposa!
    *-Lecionei alguns meses no referido Colégio Estadual, mas acabei parando devido doenças!
    *-O jovem professor é muito esforçado e se destaca pela sua militância!

    *-O racismo esta introjetado na alma do brasileiro…ele se aviva em momentos de conflito! Vários racista puseram “a manga”para fora neste blog

    *- Diversos anos fui convidado para dar palestra para os oficiais no Guatupê! Sobre o racismo. A diversidade tem que entrar no currículo na Escola de Polícia dos aspirante da PM.

    *-Tem hora que tenho vergonha de ser brasileiro!!!!!!!!!!!
    Grato

    • Caramba, Professor Natal, tive aulas com o senhor no antigo colégio Barddal acredito que em 1983, nunca esqueci suas aulas sobre o Egito antigo.

      Apesar do motivo lamentável que me fez reencontrá-lo receba meu abraço.

  35. Fala Sério com certeza voce deve ser loiro dos olhos azuis, não sabe quanto dói essas atitudes racistas uma abordagem policial apenas pela cor da sua pele é horrível humilhante agora vc que com certeza nunca passou por uma situação dessa é fácil questionar Fala Sério realmente.

    • Eu já passei por isso inúmeras vezes e não me senti de forma alguma constrangido, até mesmo porque sempre os policiais agiram com extrema educação, me solicitaram os documentos e pediram licença para fazer uma revista pessoal e no carro, o que tem demais nisso?

      Ahhhh antes que me xinguem também, sou negro, neto de bugres do Alto Uruguai.

      • É disso que to falando Olho Vivo. Mas tem gente que não entendeu ou não quer entender. Eu tenho vários amigos Negros, são pessoas excelentes e ótimos amigos. Nada tenho contra negros, mas agora é moda, qualquer coisa… é racismo.

        • De maneira alguma a autoridade policital deve ser desrespeitada, mas reviste o grupo inteiro, já que há suspeita…

  36. Aos que insistem em comentar sem talvez ter lido toda a matéria e a denúncia:

    Nós negros, não nos negams a sermos abordados por qualquer orgão de segurança, o que exigimos e temos direito é de sermos tratados como as demais etnias que convivem no Brasil.
    Foi RACISMO o que aconteceu, porque outros professores e funcionários de outras etnias, não foram abordados!
    Será que é muito difícil para entender isso, e sim, meu marido é um homem de coragem e fez a denúncia! Infelizmente, no BO registra “constragimento ilegal”, segundo o delegado, não havia tipificação de racismo no sistema da Polícia Civil do Paraná. É revoltante. Mas agradecemos os apoios que estão chegando a todo momento. Vamos divulgar, para que quem sabe um dia nossos: filhos, marido, pai sejam enfim, respeitados como todo esperam e devem ser.

    • Foi o que eu disse!! Racismo não tem nada a ver com constrangimento ilegal. E também não foi constrangimento, pois a abordagem policial feita dentro dos padroes legais não constitui crime de constrangimento ilegal. sería constrangimento se o professor tivesse sido abordado no interior da sua propria residencia sem denuncia comprovada de que o mesmo tivese cometendo crime.
      Nos locais públicos todo cidadão esta sujeito a abordagem policial com busca pessoal, e a policia não é obrigada a abordar todos no local só pra satisfazer o ego ou a falta de segurança quanto a identidade etnica do professor. Imagine se o professor estivesse em um estadio de futebol, aí a policia tería que abordar o estadio inteiro se não o coitado se sentiria ofendido!!

      • Mas não era em um estádio cheio, era em um grupo com poucas pessoas, dava pra revistar todo mundo tranquilamente…Conversa de racista enrustido..

  37. Eu sei que serei execrado, mas nÃo dá pra ficar calado.
    Estamos chegando num ponto em que nao sei no que vai dar.
    Hoje Temos que viver com MEDO e RECEIO, Medo de sair na Rua e sermos assaltados, sequestrado, mortos. Medo de Levar nossos filhos em parques e shoppings, porque há pedófilos de olho, medo de numa roda de amigos, chamar um amigo pela cor da pele, e sermos processados por racismo se alguem ouvir e achar que foi indireta, Medo de esbarrar num Homossexual e ele alegar que o agredimos e que somos homofobicos, Medo de conversar nas ruas, bares etc, porque alguem vai ouvir e nos acusar do que não fizemos. Medo de ver e expor nossas crianças a atos libidinosos promovidos por casais Gays em plena luz do dia. NÃO HÁ MAIS RESPEITO. Só está sobrando MEDO!! E Temor de sermos acusados por suporem que estamos sendo preconceituosos. Tudo tem limite. Esse limite no Brasil está a nossa porta. À porta de nossa propria casa, e dentro dela nos programas de TV.

    • Biejar-se em público é ato libidinoso?
      Então vamos proibir os verdadeiros atos de pornografia que vários casais heteros praticam em ruas, parque, praças e transportes públicos. Tenha certeza meu caro, quando uma criança observar um casal homossexual se beijando ou de mãos dadas,lhe perguntar o porquê e você calmamente reposnder:”Eles são namorados e se gostam. É um relacionamento sincero e afetivo.” esta criança nunca mais vai se tomar de espanto e tampouco questionar a situação novamente.

    • Papinho de racista enrustido…

  38. Lamentável tambem já passei por situação semelhante pois a PM é Racista o Brasil é Racista qual o motivo dos outros professores passarem e não tomar geral e pelos comentários acima vários com teor altamente racista bando de hipócritas quando morrerem vão pra um céu onde só existem brancos pois com certeza aos negros já está reservado o inferno.

  39. Esmael, esta sua postagem sobre a discriminante abordagem sobre o professor Odair tem dois méritos:

    1-Demonstrar como tem imbecis que sequer leem corretamente o texto original da postagem, especialmente o trecho que expõe COMO se deu a DISCRIMINAÇÃO RACISTA: “fui o único que levou geral, nem outro funcionário ou professor foi revistado pela PM”, relata, para logo em seguida indagar: “Por que fui o único a ser humilhado? Porque eu era o único negro”.

    2-Demonstrar como tem leitores de seu blog que, se não são reacionários convictos (no estilo do deputado Marco Feliciano), são bobos, patetas ou simplesmente canalhas, como bem disse o Cequinel.

    Solidariedade ao professor, que, pela formação que tem, terá a grandeza de compreender o despreparo de alguns policiais e perdoá-los pela má atitude.

    • Não entendo desta forma e se ele se sentiu mesmo ofendido pela ação policial, se sentiu que houve o crime de racismo ele deve procurar seus direitos, ou estará se calando diante de um ato criminoso, se é que este realmente possa ser assim caracterizado. Perdão é para Deus, para os homens o rigor da lei!

      • Nosso pais é laico, portanto o perdão de seu deus pouco importa em nossos tribunais.

        Se sua convicção da correção dos policiais por que usa um pseudônimo?

        De fato sua manisfesta opinião racista o coloca sim como parte do séquito desprezível do Feliciano.

        E se insiste em afirmar não ter compreendido um texto muito claro, que não deve nada a um relato crivado por um escrivão; precisa urgentemente de aulas de português, especificamente interpretação de texto.

        Quem sabe algumas aulas com o mestre, porque tem mestrado, Professor Odair, lhe façam rever sua posição.

        • Caro Silney, antes que eu me esqueça, vá caga no mato seu louco de pedra. Vocês entram nessa pira doida de achar que tudo no mundo é racismo, que tudo é homofobia, ninguém pode dizer algo contrário a vocês que logo saem xingando de tudo que é nome. Sou negro seu ignorante, não viu isso na minha postagem? Sou neto de bugres do Alto Uruguai, minha pele é negra e tenho orgulho dela seu taipa. O que falo é apenas que se este cidadão (pouco me importa se é negro, amarelo, vermelho ou azul) deve procurar seus direitos se se sentiu constrangido, mas se tudo isso é apenas uma tentativa de ter seus 15 minutos de fama no blog, é melhor pensar duas vezes, pois o tiro pode e sairá pela culatra. Entendeu seu tapado boca suja e antes que me julgue seu burro, eu não sou evangélico, não tenho a menor afinidade com a forma dessa gente pensar e agir. Sacou seu burro.

    • Perdão é importante e necessário…Mas calar-se diante das injustiças é pecado, pois assim a nossa sociedade não evolui e não se torna mais justa. Que despreparo engraçado esse, pois ao abordar um grupo o PM só revista o negro, ou revista todo mundo ou não revista ninguém. O Racismo está oculto na cultura das pessoas, aqui no Brasil, principalmente aqui no sul, todo mundo diz que não tem, mas chega na hora não contrata, não convida, não dá chance…
      Eu conhçeo bem isso, sou branco, casado com negra, com os filhos mestiços. Foram muitas as festas em que não fomos convidados, muitas foram as visitas que nunca recebemos, muitos foram os que se afastaram…Mas sou muito feliz, conheci pessoas maravilhosas e rompi muitas barreiras culturais..
      Então seu EnRabanete, esse seu papinho é de racista enrustido, conheço bem essa conversa…

  40. Racismo é crime, procure as autoridades e mova um processo…Pena que apesar de todos os direitos que temos, a justiça é lenta, então vão demorar uns 20 anos para julgar esse PM…
    Por isso ninguém respeita a lei, porque o poder judiciário no Brasil é péssimo, composto em sua grande maioria por gente preguiçosa…

  41. Racismo é atitude de escória da humanidade. É um infeliz e seria ótimo se fosse de algum modo punido,todo e qualquer tipo de racismo é deplorável e deve ser combatido com muita ênfase.

    • Espero que o professor ofendido denuncie a tal agressão sofrida de forma oficial e na delegacia e ouvidoria da policia e venha até esse blog para demonstrar se estava com a razão. Se o professor se calar diante do fato, ficará comprovada a sua ignorância e a sua falta de atitude de exercer seus direitos de cidadão ofendido.
      “To pagando pra ver se ele vai fazer o que eu disse e dúvido que algum juiz vai dar sentença favorável a sua queixa”.
      Tenho pena dos alunos dele que estão sendo educados na mesma ignorancia pensando que a policia não pode mais abordar negros, pois isso configura racismo.

      • Parece que você não entende nada de leis não é mesmo.

        Qual sua formação acadêmica? Apenas por curiosidade.

  42. 1. Não conheço o professor Odair mas, incondicionalmente e sem reservas, manifesto aqui minha irrestrita solidariedade. Ele foi, sim, vítima de racismo.

    2. Aos comentaristas Vitor, Fala Sério, Marcos, Ari, @deMoura, Alessandro e Nicolas, permitam-me a dura e necessária franqueza: vocês não valem nada, são uns canalhas.

    • Ao senhor Cequinel, Vá Tomar no SUco!!! Eu não tenho que concordar com o que não pensa maioria, é por isso que chamamos isso de democracia, Se nao gosta do meu comentário…. Dane-se ou rebata.. mas não ofenda!!! Ofender alguem que pensa o contrário é prova de falta de argumentos.

      • Mas são muito reacionários e apóiam o racismo! Democracia é uma coisa, onde todos se respeitam sem descer o nível, agora ofensa, opressão não têm haver com democracia. Já não basta a recente votação do deputado/pastor Feliciano que disse que os negros são amaldiçoados. Uma coisa chamada cultura negra tem sido massacrada há muito tempo. As pessoas têm o direito de se vestirem como quiserem!

  43. Mais uma lastimável prova de que o racismo está inculcado na nossa sociedade e não nos damos conta. ISSO FOI E SEMPRE SERÁ UMA ABORDAGEM RACISTA DA POLÍCIA. E que belo exemplo, na frente de uma instituição escolar !!! SE CONCORDARMOS COM TUDO e deixar passar, por medo, acomodação… as consequências serão piores ! A FALA DOS POLÍCIAIS “PRA NÓS É TUDO IGUAL ” está longe de ser um conceito de igualdade …. massim deque para eles todos são “vagabundos ” como eles bem dizem …

    • Parem de tentar jogar a culpa em alguém, se te revistam é racismo, se te chamam de negro é racismo, se te deixam esperando na fila é racismo, se te olham é racismo, se não falam com você é racismo, se falam é racismo… PAREM POR FAVOR! Não usem a cor de sua pele para encontrar culpados por seus problemas. Sou negro e gosto que me chamem de NEGÃO, minha família só me chama de NEGÃO, meus amigos só me chamam de NEGÃO, isso só me deixa ainda mais feliz e honro a minha cor com minhas boas atitudes e não com tolices do tipo: “Brigaram comigo por eu ser negro… Não quer ser meu amigo porque sou negro… No meio de 20 pessoas o policial veio até mim porque sou negro… O garçom demorou pra me atender porque sou negro… A vizinha loirinha não me dá bola porque sou negro”… PAREM COM ISSO POR FAVOR.

      É direito do policial fazer isso e ponto final, vai fazer e deve fazer sempre que julgar necessário.

  44. Outro dia minha sobrinha de 9 anos, chegou numa confeitaria e ficou com vergonha de pedir uma fatia de “Nega Maluca”, por medo de ser chamada de racista, então ela pensou… pensou e pediu, Me dá uma fatia de uma afrodecendente com problemas mentais. Se o Cara é negro, porque é racismo chamar de negro??? Se os negros chamam os brancos de Branquelos, etc …. posso acusar ele de racismo tb?? Vamos parar de Babaquice, Ja tentou uma vaga em organizaçoes de defesa dos Negros??? Se vc for branco,, esquece eles só aceitam negros.

    • Não ha o que se falar em racismo diante de um procedimento legal amparado pela lei e que constitui como procimento padrão de trabalho da policia ( abordagem policial). Se sentiu constrangido tem o direito de entrar com ação penal pelo crime de constrangimento ilegal ( Art 146 código penal) contra o Estado.
      Se o professor acha que ta certo, aproveita ja que tem havia várias testemunhas ( seus alunos ) no local. Caso tenha dúvida quanto a pratica do constrangimento, recolha-se na sua ignorância se não quiser ser processado pela PM pelo crime de calúnia (Art 138 codigo penal).

      Constrangimento ilegal

      Art. 146 – Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda:

      Pena – detenção, de três meses a um ano, ou multa.

      Calúnia

      Art. 138 – Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

      Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e mu

      • Vários processos já foram julgados e deram ganho de causa pró réu, exatamente como o narrado.

        E foi monocrático, portanto um pouco de pesquisa sobre julgados, fara com que você encontre um Acórdão com o relato do desembargador nos termos que distanciam a sua opinião do que de fato diz a lei.

    • Meu Deus!!! Ainda inventa uma criança para tentar contar uma estória (com e mesmo, procure o significado) mais ridícula ainda. Informação e contextualização não fazem mal a ninguém.

      • Não usei um criança citei um exemplo, porque estava com ela na confeitaria. E ë um exemplo classico de onde estamos chegando. MEDO!!! de ser taxado de Racista, ou se fosse Gay.. de homofobico, Estamos chegando numa época que temos MEDO de sair nas ruas, ou de falar, temos que olhar pros lados pra dizer alguma coisa sem sermos mal interpretados. e qualquer coisa hoje ou é racismo ou é homofobia ou
        e agressão. Ate onde vamos???

  45. Diga não à violência policial. Não tenha medo, denuncie. Abaixo o racismo.

  46. NÃO HÁ CAPITALISMO SEM RACISMO.

  47. 1- Em nenhum momento me coloquei contra a abordagem policial, que acredito faz parte do ofício da corporação.
    2- Ressalto que fui o único funcionário a ser revistado, nenhum outro passou pelo processo, daí o constrangimento e racismo declarado.
    3- Meu cabelo, a tiara vermelha, as músicas que ouço e minhas roupas fazem parte de minha cultura. Pelo que me lembro, traficante se veste com roupa cara, não anda de ônibus, e geralmente tem trânsito entre “gente de bem” que é contra as cotas porque perdeu a empregada para o ProUNI ou para o SISU.
    4- Sou graduado pela Universidade de São Paulo, pós graduado na PUC PR e optei pelo Serviço Público para combater a mesma ignorância e covardia que encontro em alguns comentários aqui.
    5- Agradeço a solidariedade do amigo Esmael Moraes que conhece minha trajetória e compromisso com a educação.
    6- Sou casado com uma oficial da reserva do exército brasileiro. Fui militar e tenho parentes em diversos órgãos de segurança. Eles sempre me ensinaram e ensinam a diferença entre abordagem policial e racismo policial.

    • E acha que os policiais sabiam disso, quando te interpelaram??? Acharam-no suspeito e depois…Prevenção, Canja e chá de camomila não faz faz a ninguem.

      • Em tempo, devia aproveitar e ao invés de fazer escandalo, mostrar aos seus alunos presentes, que essa seria uma açao preventiva, por acaso algum dos policiais o chamou de algo que tivesse conotação racista? como por exemplo, ( sem ofende-lo) Crioulo, Neguinho, macaco, etc ?? ou foi só a revista???

    • Antes de tudo quero deixar claro que meu portugues nao è tao bom por ser italiano eu tive a possibilidade de morar ai no Brasil que considero um grande pais apesar de hospedar entre a sua populaçao idiotas como alguns daqueles que deixaron seus comentarios aqui.
      Tive a Grande sorte de conhecer pessoalmente o Professor Odair Rodrigues e sua esposa a Porfessora Isabel Sandra e posso testemunhar que nunca encotrei pessoas mais dedicadas ao trabalho e ao ensino como eles o Professor escolheu se dedicar ao ensino e nao devo ser eu a elencar aqui os titulos del que as pessoas que escreveron e comentaron aqui nem sonham em ter .
      quero deixar claro que por como se configurou o occorido e claro que ele foi revistado so por ser negro e isso e um verdadeito absurdo e hoje eu quero dizer ao meu amigo e grande professor Odair que me sinto negro por dentro e por fora apesar de ser branco de pele europeo de nascimento e brasileiro de coraçao um abraço meu querido amigo

    • Ser negão sempre é ser suspeito…de alguma coisa, todos sabem disso! Mas independente da cor, será que um branquela “esquisito”, fora dos padrões normais, não é suspeito de alguma coisa?

      • Não preciso saber de seus títulos, nem de sua integridade como pessoa, embora saiba disto tudo, é impossível analisar o ocorrido de forma imparcial e sem a aura do corporativismo, de fato não há nenhum argumento contra a hipótese do racismo.

        Qualquer um que diga o contrario e se esconde atrás de um pseudônimo é covarde e sabe de sua falha de caráter, ou simplesmente tenta defender uma prática tida como correta em sua corporação.

        Abraços Odair.

    • eu sou um aluno do professor odair, conheço a sua luta contra o pre-conseito e contra o racismo, isto não foi apenas uma abordagem alunos como eu estava-mos na frente do colégio e pedimos aos policias pra liberarem ele pois era um professor do colégio e segundo os policias poderia ser o papa e eles ia continuar com a abordagem, o problema foi que varios outros professores (brancos) passaram pelo mesmo local e não foram abordados pq apenas o ”Negão” foi abordado ?? o o constrangimento que ele passou na frente de seus alunos, visinho do colégios, colegas de trabalho ?? sua atitude foi correta pois se todo negro fica quieto isso não vai acaba nunca.

  48. Grande Mestre Oda, grande conhecimento e grande coração. Amigo pra todas as horas. Como colega de pós-graduação desse grande professor, dedicado, por vontade própria, ao ensino público, desprezo essas aviltantes intervenções que estão aí acima da minha. Não conseguem esconder seu racismo e a ponta de inveja contra tão grande ser humano. E falo mais: meu amigo é um cara muito bonito e gente boa, Okei? Assim como a esposa dele, a Grande Isa, grande amiga também. Olha, gente, se não têm nada importante a falar, pelo menos se calem, Okei?!

    • Alguém falou que ele é feio, a sua esposa é feia, ou que ele não seja gente boa? Tenho certeza que só pelo fato de ser um professor de rede pública, já é muito gente boa e querido pelos seus alunos, mas aqui a discussão é outra e não a beleza e simpatia dele, o fato é que se cada ser humano que como eu tem a cor da pele diferente, ao ser abordado pela polícia e ser revistado achar isso ruim, humilhante ou discriminação por conta da sua cor, ninguém mais vai viver em paz, já que a cor negra predomina por muitas regiões do país, é isso! Okei?

    • Obrigado colega Edmilson pela sua solidariedade com o nosso colega Odair.

      Conheço este professor e sei da idoneidade do mesmo. Se espanta quem ve o fisico e não conhece a capacidade e profissionalismo do mesmo.

  49. FAÇA ME UM FAVOR…
    AGORA NÃO PODE MAIS ABORDAR NEGRO PORQUE É RACISMO!!!
    É A DITADURA DAS MINORIAS VITIMANDO ATÉ A PM.

    • Mesmo se identificando deve ser feita a busca pessoal por motivo de segurança da equipe policial e dos demais cidadãos presentes no local. Não é porque ele disse ser professor que pode ser verdade o que ele disse… pessoas mentem, documentos são falsificados e a policia não fez nada alem de cumprir o seu trabalho.

    • E por certo nesta ação em frente a escola devia ter algum policial negro também. Parem de achar que tudo que acontece para um negro seja racismo, sou negro e não fico de forma alguma encontrando problemas junto a sociedade e sim tentando achar soluções. Minha cor não é problema, mas meus atos são e assim deverão ser julgados!

  50. Lamentável a leitura dos comentários aqui postados. Infelizmente, cheios de marcas de seres não pensantes para quais o estereótipo é a marca de qualquer coisa.
    Então traficante tem jeito de se vestir? Professor deve ter jeito de se vestir? E ainda para aqueles que se referem a cor como raça – a única raça que existe para os “chamados seres pensantes”, é a humana – há anos os cientistas já provaram que não há diferença para poder definir como raça, seres humanos que possuem a coloração da pele diferente, com melanina a mais ou a menos. Solidariedade ao professor, infelizmente, no ano de 2013, temos que ouvir esse tipo de relato, num mundo moderno, cheio de tecnologia e informação de toda a sorte… Lamentável

  51. Agora vão querer cota para abordagem policial, sou contra violência e descriminação mas desta forma esdtão de brincadeira, esta cara independente da raça ou cor é um mala …

    • Ari, Alessandro e Fala Sério. A abordagem policial não é onipotente. Uma vez que a pessoa se identifique, o policial tem o dever de conferir essa identificação. Se o professor em questão foi revistado, é porque sua cor de pele, vestimenta ou aparência influenciaram na decisão, e aí é discriminação sim. Além do mais, traficantes costumam se vestir muito bem e raramente andam de ônibus, e muito menos são eles que vâo às portas das escolas vender drogas.

      • Engano seu, se um policial te achar suspeito… ele pode sim interpelar vc, e fazer uma “geral” ao mesmo tempo que verifica os documentos. E sim pelo estereótipo, afinal é o que chama atençao, ou vocês querem embriagados, entrando em escolas???? Nao seja hipocrita.

      • Prezado Cleber!

        Parabens pela sua colocação.

        O professor foi discriminado duas vezes, não só pela policia, mas tambem aqui no blog com alguns comentarios preconceituosos.

        • Policiais carecem de interpretação da lei, faltou aula de interpretação de texto também para quem usou o artigo 244. observe : “…quando houver fundada suspeita…” : – Qual o fundamento desta suspeita ? Era um “negro” ? Todo o episódio demonstra exatamente isto, igual a tantos outros processos em andamento nos diversos fóruns Brasil afora. Quem se usa da aparência para discriminá-lo ou fazer juízo de valor, não poderá ficar ofendido de ser chamado de idiota, afinal todo racista, homofóbico, e demais preconceituosos comungam do mesmo mal, falta-lhes um cérebro.

          Odair deixo-lhe meu apoio.

  52. Essa foto é do tal professor?? Se é? tai a razão, isso la parece professor?? com tiara vermelha??? ( eu sei que cada um se veste como quer ) mas cá pra nós, Ta mais com cara de traficante do que como professor.

    • Bem primeiramente em que mundo vocês vivem? Fala sério você cidadão isso é argumento, vá se catar!
      Sou professor tenho cabvelo longo, barba me visto como quero, não to nem aí se imbecis como você vão achar apropriado ou não. Sou concursado e trabalho na rede pública por ter liberdade na forma de exercer minha profissão. Sou formado numa das melhores na UFPR, tenh especialização pela UTFPR, e .acredito no ensino público. As qualidades de um bom professor se mostram em sala de aula, não pela porcaria de roupa, adereço, ou qualquer outra peça estética que ele usa!!!

      Quanto ao fato de apenas o meu colega ter sido revistado demonstra sim uma atitude de preconceito, sei que não é pelo fato dele ser professor lhe impede de portar armas ou drogas, mas ao se identificar o policial deveria ter lhe dado uma explicação das razões da revista, que deveria se estender a outros.

    • Concordo. E ele ainda tem cara de mulherzinha.

    • Uma grande maioria da população brasileira pensa como este tal de Fala Sério. Por isso ela (a população) merece a polícia mal paga e despreparada que tem, bem como os governantes que ela elege. Um brinde (ou um escarro) à sua ignorância social.

    • Bom acho que respeitar as pessoas e em nenhum momento julgar pelo jeito que ela se veste é essencial pra ser uma pessoa digna, talvez você não mereça respeito por estar julgando alguém que nem conhece, isso só pode ser ignorância de sua parte, e sim eu te julgo mesmo não tendo este direito pois você esta desrespeitando não só uma pessoa, e sim uma cultura. Sou aluna dele e posso garantir que nesses cinco anos que tenho aula com ele NINGUÉM pode superá-lo na sua forma de ensino, só ele acredita na nossa capacidade e faz de tudo para nos tornar pessoas melhores. Sim ele se veste assim e isso contribui e muito pra nos mostrar que todos podem ser do jeito que quiserem.

    • você realmente acha que a cultura afro e suas vestimentas não são um padrão aceito em uma instituição escolar? Então todos devem seguir qual padrão ? Defina ! AGORA TODO AFRODESCENDENTE DEVE USAR CABELO RASPADO PORQUE USÁ-LO NATURAL E DA FORMA QUE QUISER É CRIME , É INACEITÁVEL A POLICIAIS E A OUTRAS PESSOAS????? Seu racismo está ficando muito evidente a cada fala sua.

    • Penso assim também “Fala Sério”, o cara se veste e se porta como um bandidinho qualquer e não quer ser confundido? Ou será que ele está acima da lei e não pode ser revistado pela PM? Eu mesmo já fui por inúmeras vezes revistado e jamais levei isso para o lado pessoal, sou negro sim e com muito orgulho, tenho cabelo pixaim, mas me porto bem e não me visto como traficante.

      Se não quer correr o risco de ser “humilhado” (se é que passar pela geral da PM possa ser uma humlhação) não saia de casa, se tranque lá e jogue a chave fora. Polícia tem mais é que fazer o seu trabalho e sempre que julgar necessário deve sim revistar um cidadão, sem que este ache ruim, afinal de contas é o trabalho deles.

    • Fala Serio, aqui sempre a gente coloca uma pitadinha de Humor nas coisa, mais cara e abominável a sua colocação, sem falar que você e um racista do C…… a gente conhece as pessoas pelas palavras que elas falam e escreve, vai ser reacionário na PQP, Esmael eu deixo aqui o meu repudio para esse Bando de Covarde que apoia esse tipo de atitude, gostaria de contestar a altura que eles merecem, mais covarde e covarde e nada mais. Ao Professor Odair Rodrigues a minha solidariedade, esse sim e gente decente trabalhador, mais condenável do que atitude da PM são esses comentários rotulando o Professor por parte de alguns vermes que vive entre nos.

    • Alessandro “ADVOGADO” alcança patamar de intolerância, preconceito…notícia de hoje!
      Parece ser TROLL, cada vez que sigo seus comentários, mais sem fundamentos são!
      É lamentável, para o Brasil, ”alguns” “‘representantes” com pensamentos tão incoerentes absurdos ditos.Pelo jeito esta lendo muito livro de auto estima(auto ajuda)?
      O bonzão da parada,é tão auto suficiente, para achar-se melhor que um Professor com todas as suas graduações de anos de estudos obtidos?
      Além disso, mostra seu desrespeito para com Professores, parece ter aprendido o baba com seus Pais, nunca passou por um Professor antes?
      A ignorância contribui para reles “pensadores”, no qual não compreendem as extensões de casos a ser discutidos em níveis intelectuais…
      Feliciano te aguarda para o abraço!!kkkkkkk

  53. Então a duvida dele é :
    Por que me abordaram e não abordaram os outros ?

    Qual deveria ser a atitude da PM ? Abordar todos ou não abordar ninguém? Ou abordar apenas brancos para não “caracterizar racismo” ?

    • Se não houve agressão física, verbal por parte da policia, provavelmente o professor deve ser complexado pelo fato de ser negro.
      obs: As pessoas devem entender que se estiverem em local público, estarão sujeitas a serem abordadas pela polícia, e que, nenhum cidadão está se rebaixando em permitir que a policia faça seu trabalho preventivo, pelo contrario, devem ficar contente por colaborarem com a segurança pública.
      Quem não gosta e tem medo da policia é bandido!!

      • Quantas vezes você já foi revistado pela polícia?

      • Ou seja na sua opinião, todos são culpados até provarem o contrário?
        O ônus da prova não cabe mais a quem acusa?
        Vamos facilitar duma vez, o policia tem é que atirar antes de mais nada, se for dar alguma complicação, enfia uma buxa de de pó na roupa do defunto e tá tudo beleza.
        Não é à toa que grupos neonazistas e conservadorismo religioso crescem nessa cidade.

        • Atitude da PM é condenavel!

          Se fazem isso com professores imaginem o que não fazem com as demais pessoas da sociedade.

          Sugiro ao professor a procurar a corregedoria da PM e não se calar diante das injustiças.

      • Alessandro, primeiramente,houve discriminação claramente!!
        Leia com atenção para obter melhores argumentos, conforme a denúncia.
        Cuidado com suas afirmações!

        Obs:Quem não gosta e tem medo da policia é bandido!!

      • Alessandro, pelo jeito a sua formação permite afirmar que as pessoas agem de má índole, aliás qual é tua formação?Acredito que saiba ”MUITO” sobre leis.Deduzindo ser advogado….que parece não condizer com argumentos suficientemente plausíveis…bom se for mesmo….define a um protetor porta de cadeia!
        Cairia como um excelentíssimo, para julgar o caso Misael!kkkkk
        Obs: Eu não te conheço, mas vise agora este lado por este que escreveu:Mesmo se identificando deve ser feita a busca pessoal por motivo de segurança da equipe policial e dos demais cidadãos presentes no local. Não é porque ele disse ser professor que pode ser verdade o que ele disse”¦ pessoas mentem, documentos são falsificados e a policia não fez nada alem de cumprir o seu trabalho.
        Um abraço para inteligência , falta de interpretação e argumentos inificáveis…

        Odair Rodrigues, um forte abraço!!!!

  54. Art. 244. (Código de processo Penal) A busca pessoal independerá de mandado, no caso de prisão ou quando houver fundada suspeita de que a pessoa esteja na posse de arma proibida ou de objetos ou papéis que constituam corpo de delito, ou quando a medida for determinada no curso de busca domiciliar.