Presidenta da APP-Sindicato esclarece: Lutamos por todos, inclusive pelos professores PSS

Marlei faz balanço e diz que categoria está mobilizada.

Marlei faz balanço e diz que categoria está mobilizada.

A presidenta da APP Sindicato, professora Marlei Fernandes, encaminhou ao blog carta-resposta à  postagem feita no último dia 01/03/13 intitulada: “Em carta professor PSS pede socorro” (clique aqui para relembrar). “A APP-Sindicato sempre tem se pautado na defesa irrestrita dos direitos destes trabalhadores, seja na garantia do recebimento de seus salários em dia, na continuidade do pagamento do auxílio transporte aos professores e na luta pelo mesmo pagamento aos funcionários contratados por este regime de trabalho”, diz um trecho do documento. A seguir, eu publico a íntegra da opinião da dirigente da entidade:

RESPOSTA DA APP-SINDICATO à€ CARTA DE UM PROFESSOR PSS PUBLICADA NO BLOG DO ESMAEL

A APP-Sindicato é uma entidade de defesa dos direitos dos(as) trabalhadores(as) em educação pública no estado do Paraná. Há 65 anos tem sua história pautada por este princípio.

à‰ constituída por trabalhadores(as) da educação pública paranaense (estaduais e municipais), funcionários(as) e professores(as), estatutários ou com contratos temporários, da ativa e aposentados(as).

Na categoria há uma diversidade de modalidades de contratação, entre as quais, destaca-se a modalidade PSS (Processo Seletivo Simplificado), onde os profissionais são contratados para suprir a demanda das escolas por tempo determinado. A APP-Sindicato sempre defendeu e sempre defenderá a contratação através de concurso
público, o que garante carreira, estabilidade e a profissionalização aos trabalhadores(as).

Nestes últimos anos, várias foram as conquistas para os professores e funcionários sobre o regime de trabalho, dentre as quais destacamos:

– Concurso público para professores/as: hoje somos 55.000 professores contratados por concurso no estado e ainda 20.000 através do PSS. Em 2002, éramos apenas 33.000 efetivos os demais encontravam-se em contratos precários e temporários (CLT, Clad, Paranaeducação).

– Concurso público para funcionários(as) de escola: elevamos o número de trabalhadores estatutários de cerca de 4.500 (em 2002) para 20.000 (em 2012); e ainda temos cerca de 7.000 contratados de forma PSS.

– Desde 2004, os(as) professores(as) do estado conquistaram um Plano de Carreira, ao qual podem se profissionalizar e melhorar suas condições salariais e de trabalho.

– Em 2008, os(as) funcionários(as) conquistaram seu plano de carreira, garantindo ingresso, profissionalização e progressão funcional na carreira.

Em relação aos professores(as) PSS, nossa luta sempre será por concurso público no regime estatutário, o que garante a estes profissionais ingresso, profissionalização e avanços na carreira, além da estabilidade. Porém a APP-Sindicato sempre tem se pautado na defesa irrestrita dos direitos destes trabalhadores, seja na garantia do
recebimento de seus salários em dia, na continuidade do pagamento do auxílio transporte aos professores e na luta pelo mesmo pagamento aos funcionários contratados por este regime de trabalho; no acompanhamento dos editais de seleção e nos processos que são movidos contra o estado.

Em 2005, o governo adotou o chamado contratos administrativos! e aprovou a Lei 108/2005 que regulamentou os contratos temporários. à€ época apresentamos várias emendas ao Projeto de Lei, principalmente o pagamento por titulação.

Lutamos no início desse governo contra o edital PSS que prejudicou vários professores/as, fizemos mobilização em janeiro de 2011 e fomos à  Justiça. Hoje um professor/a PSS tem o mesmo salário de início de carreira que um Professor estatutário, conquista da nossa carreira. Temos muitas lutas pela frente, e tenho certeza que muitos estão dispostos, inclusive à  greve, que é uma luta de todos/as.

As informações sobre o salário e como ficariam os suprimentos dos PSS foram amplamente apresentadas no site da APP-SINDICATO em 07 de dezembro de 2012.

à‰ necessário e fundamental que todos/as trabalhadores/as se engajem na luta em defesa da escola pública de qualidade, que se juntem aos demais sindicalizando-se e participando das atividades e das instâncias do sindicato. Lugar de definição das pautas e dos calendários de mobilização da categoria são nos conselhos, reuniões e assembleias da categoria.

A luta não para e constantemente estamos nas ruas, em negociação com o governo ou nos organizando nas escolas e é notório isso, inclusive, através deste blog que vem noticiando as mobilizações organizadas pela APP em todo o estado para cobrar do governo do estado os compromissos assumidos e as pautas que ainda temos por conquistar.

Marlei Fernandes de Carvalho !“ Presidenta da APP-Sindicato
Curitiba, 04 de março de 2013

49 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Tá bom, Marcelo! então fique vivendo dessa história da violência policial e do governador, ao invés de olharem o que está acontecendo agora, já que pelo jeito você acredita na APP, que possui ligação íntima com o grupo do governador, pelo menos na justiça não é preciso ficar lambendo ninguém, mas pelo jeito acreditar em promessa de governo sem palavras é melhor…

  2. A APP é uma vergonha, esta na hora de abrir a caixa preta, onde vai o dinheiro das mensalidades 36,00 por professor, faz politica partidaria em vez de defender o interesse da classe, MARLEI, ZE LEMOS, TODOS PILANTRAS. TRAIDORES DA CLASSE

  3. Amigo, mandado judicial? me poupe, só há mandado judicial quando alguém solicita ao judiciário? desocupação de espaço público é ordenado pelo COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR e este só o faria com autorização do ALVARO DIAS.
    Se entrar na Justiça pra receber atrasados meus bisnetos talvez consigam receber do governo.

  4. O apoio foi em grande escala à eleição de Beto Richa, agora ficam chorando… e pior, sobre uma desculpa esfarrapada de que o Osmar Dias representava uma volta do Alvaro Dias. Assim caminha a APP, olhando para o retrovisor, em uma época que todo mundo sabe que o governador não ordenou violência, e onde havia um mandado judicial para a atitude da polícia (que não aprovo de maneira alguma). Esse governador não consegue cumprir uma só palavra desde à eleição e agora está preocupado com a reeleição de um gestão que ninguém sabe à que veio até agora!
    Se a APP quer defender seu representados, que vá a justiça! porque não se trata de um dissídio em desacordo, e sim descumprimento de lei federal, e pare de enganar a professorada.

  5. Não professoura taisa : Eu nunca me intitulei professor .eu não sou professor nem de burros ,quanto mais de gente.Eu não sei escrever mas não chamo ninguem de analfabeto,por tabela. o brog não e meu ,e nem teu ,voce é autrotaria,eu conheço pela escrita , a senhora so pode ser menos atenciosa.eu apenas me congratulei quando vi a chefe do sindicato,e mais nada. que uns tempos deci a ripa no sindicato.quando dou uma nota de apoio levo um esculacho!que tipo de cidadãos voce vai formar? essa conduta e deslegante para mestres do saber.me desculpe .eu gostaria de responder a altura ,mas eu respeito muito as mulheres ,eu não gosto de bater boca com mulheres . mas isso e em publico ,então em publico está respondido. boa sorte!

  6. O Sindicato dos Professores do Paraná é uma piada sim. A categoria em sua grande maioria não quer greve. Vai ser um fiasco se partirem para a greve. Como a APP sabe que não vai dar em nada está tentando de todas as formas fazer um acordo com o governo e sair de boa nesta história. E mais, se o STF já decidiu, transitou em julgado não há necessidade de greve, amigos é só o sindicato ir a Justiça e requerer o cumprimento da ação. Não faz isso por que?Por que quer desgastar o governo em nome de um projeto político, eleger um candidato do PT a Governador do Estado do Paraná. Só nao enxerga quem não quer ver. Agora outros assuntos importantes precisam ser discuitidos: Porfessor não vai dar aula, quando vai dá uma aula “meia boca”, não gostam de estudar, não aceitam serem avaliados, não admitem que não conseguem controlar meia duzia de alunos, etc, etc, etc. Vamos parar de bobagem. Vamos estudar primeiro, largar mão de serem preguiçosos e vamos ao trabalho. ESTOU FARTO DESTE DISCURSO DE QUE A CULPA É DO GOVERNO. É PRECISO ESTUDAR PARA GANHAR BEM. SÃO MAL FORMADOS, MAL PREPARADOS E MAL INTENCIONADOS…

    • Justiça? fala sério sabe o que acontece quando um Governador não cumpre a LEI? NADA, então não venha falar em jusiça, voce deve estar preocupado porque sem aulas voce terá que aguentar os seus “anjinhos em casa” voce não controla seus próprios filhos e vem falar que os professores não sabem controlar meia dúzia, primeiro meu camarada as salas tem de 35 a 50 alunos.
      Preguiçoso? a maioria dos professores tem graduação e pós graduação e so avançamos na carreira mediante cursos especificos na nossa área.

      • Primeiro saia do armário Paula Fernandes,
        “ESTOU FARTO DESTE DISCURSO DE QUE A CULPA É DO GOVERNO. É PRECISO ESTUDAR PARA GANHAR BEM. SÃO MAL FORMADOS, MAL PREPARADOS E MAL INTENCIONADOS”¦”
        farto? mas voce não é paula fernandes? kkkkk

  7. Ao “de olho”: ao observar seus escritos é permitido perceber que você desconhece a importância estratégica da ORGANIZAÇÃO. Nenhum trabalhador na história do Capitalismo ou antes, conseguiu condições mais humanas de trabalho sem ORGANIZAÇÃO e luta. Pra isso vale uma das tantas reflexões do bom e velho Marx:Ç “OS TRABALHADORES TÊM UM TRUNFO: O NÚMERO. MAS ESSE NÚMERO NÃO ADIANTA NADA SE NÃO ESTIVER UNIDO E ORGANIZADO NO SINDICATO”. (Que à época também se chamava de “associação”) Ou seja, os professores E FUNCIONÁRIOS unidos e oreganizados no seu SINDICATO, com direções combativas e comprometidas com as lutas para ampliar direitos para os/as trabalhadores/a é que garantem as conquistas que obtivemos no decorrer da História. História, isso é o que talvez esteja lhe faltando. Nada que não se resolva com um bom estudo sobre a História da luta dos trabalhadores. Por salário, férias, descanso semanal remunerado, décimo-terceiro etc. Experimente ir sozinho pra frente do Palácio do Governo pra ver o resultado. Experimente ir desorganizadamente, cada um “atirando” para um lado e veja o resultado. Agora experimente ir organizado pelo Sindicato, unidos todos na mesma direção e com uma pauta unificada e coletivamente construída. Elementar, meu caro “de olho”. Fique de olho na História também, porque parece que isso lhe escapou.

  8. Quero saudar a professora em questão pelo duro, árduo e imprescindível trabalho que tem feito, contribuindo diretamente para uma série de avanços para o conjunto da categoria. Criticar o trabalho sindical é mostrar leviandade e desconhecer a história de lutas da classe trabalhadora.

    • A APP sempre usou os professores para chegar onde a sua diretoria quer, acreditam mesmo que desta vez será diferente? Eles usam vocês para a manobra que desejam fazer, que nada mais é que uma negociata onde beneficia uam dúzia de pessoas ligadas a APP.

      • Ei! Eu sou professor. Você está chamando os professores de burros e manipuláveis? Caso você seja, é uma pena, mas aça isso por você e não pelo conjunto. Não nos meça pela sua régua baixa e desqualificada.

  9. No ano passado fomos novamente enganados. Pela falta de escrúpulos da entidade que deveria nos defender, fomos novamente tomados como massa de manobras.
    Começo por observar a postura leviana do sindicato em relação a prorrogação dos contratos dos PSS do ano passado, ação esta que foi aplaudida por seus dirigentes. O primeiro ponto que levanto é que se a APP tivesse mesmo a boa intenção que diz ter para com os professores, ela teria repudiado a proposta de prorrogar os contratos antigos. Por quê? Porque isto não foi feito de forma isonômica. Professores mais qualificados – com pós-graduação sendo concluída, com formação sendo concluída e até mesmo outros que estavam se inscrevendo pela primeira vez com mais titulação que os demais – foram ignorados. Acadêmicos possuem aulas com seus contratos prorrogados enquanto professores melhor qualificados aguardam até agora feito palhaços que qualquer aula surja. Esta não me parece ser e nem de longe o é, a postura de quem se preocupa com a educação.
    O segundo ponto é um questionamento simples: por que os contratos foram prorrogados? O sindicato mesmo noticiava com exultação que a LRF estava no teto meses antes do término do ano letivo. Se estava nesta situação de fato, o Governo não teria como pagar as verbas rescisórias dos contratos ativos do PSS. Dado isto, foi mais fácil prorrogá-los. Enganá-los. O relato do professor neste post mais do que prova esta postura. E novamente, qual o posicionamento da APP Sindicato nisso? Em troca de mensagens no facebook com a presidenta da instituição, foi a de apoio ao Governo, a de apoio à medida absurda da prorrogação dos contratos, coisa que também é celebrada entre o grupo de professores que observo na rede social.
    Ademais, concluo que de nada adianta uma carta-resposta em defesa de todos e de tudo que se relaciona à educação pública no Estado enquanto isto que nos acomete ano após ano for o que realmente a entidade defende.

    • É uma pena esse seu comentário. Enquanto tivermos essa visão teremos dificuldades em avançar. Vejo muita gente cobrando a luta, e tem que cobrar, assim como ajudar a fazer. Ficar apenas reclamando para justificar a própria omissão, é limitado, é pouco diante dos grandes obstáculos que temos e que envolve a necessidade cada vez maior de nossa união e não de nossa fragmentação.

      • Você me conhece?

        Você sabe qual a minha formação, o que faço, o que leio, o que ouço ou mesmo o que vejo?

        Como você sabe se “luto” ou não?

        Eduardo, leia meus questionamentos e leia sua resposta. Veja quão questionadora é sua postura. Veja. Não preciso de mais dogmas ou mesmo de ataques pessoais. Não sou preguiçosa e tampouco acomodada, muito menos ainda omissa. Você é limitado, acomodado em sua “luta”, preguiçoso em seus questionamentos. Está vendado e fala sobre ideologias, não sobre fatos. E os fatos são os que descrevi, não este seu blablabla copy and paste do discurso que já vejo sendo replicado pelo Sindicato e seus representantes.

        • Mais uma vez tentando justificar o injustificável, ou seja, tua omissão. Faça parte da luta e não seja apenas uma sanguessuga.

          • De novo: você me conhece?

            Este seu comentário é datado. De novo, copy and paste do discurso do Sindicato, datado, cheio de preconceitos, retrógrado, papagaiado.

            Parabéns! Você é justamente aquilo de que eles precisam. Um defensor do indefensável, propagador de mentiras, da manipulação. Um grande exemplo de como um educador deve ser!

          • Concordo com número gênero e grau professor. Apenas com a união da classe trabalhadora é que sairemos vitoriosos dos embates. O adversário é o governo e não os membros da classe, por isso força companheirada.

    • Madeleine, só foram prorrogados os contratos dos professores que na distribuição de aulas conseguiram aulas, só porque voçe deve ter terminado a graduação e supostamente teria uma classificação melhor voce vem criticar o sindicato, primeiro se sindicalize e depois venha pra luta.

      • Outra coisa, a sua afirmação que o governo prorrogou porque não teria dinheiro pra pagar verbas recisórioas? que verbas recisórias? o contrato por tempo determinado não tem multa recisória do Fundo de garantia, recindir ou prorrogar não aumenta nem dimunui os gastos com a folha, uma vez que o que o professor PSS irá receber no final do contrato são as férias proporcionais acrescidas de 1/3 e os 13º salário se já não havia recebido e os dias trabalhados.
        Primeiro se informe depois venha falar bobagens.

  10. A presidenta da APP-Sindicato deveria ser humorista porque sabe contar bem uma piada. Ela esqueceu de mencionar que há um teatro enorme armado. Devemos nos sindicalizar é claro, mas como PSS não posso. Às vezes que tentei me comunicar com a APP-Sindicato foi em vão porque a resposta foi feita por um computador no formato-seleciona-copia-cola.

    A proposta do governo é de 33 por cento de hora-atividade para quem é concursado e com pelo menos cinco anos de concurso.

    O professor PSS não é professor. Professor PSS tem três pós, faz mestrado, doutorado. Concursado tem uma deformação pré-histórica com um curso de pós-graduação para avançar e ganhar mais dinheiro.

    A qualidade da Educação ninguém nem sabe o que é.

    Há pessoas que se engajam para melhorar o salário é claro. Mas aprendizagem é outro assunto. Coisa sem importância para muitas escolas. Claro, ensinar para quê se todos são aprovados no fim do ano?

    • Senhor Edilson! Por favor, tenha mais respeito com quem faz as lutas. Afinal de contas é graças a luta e a dedicação de companheiros e companheiras que avançamos, estamos avançando e ainda vamos avançar ainda mais. O trabalho sindical é para que todos (PSS e QPM) tenham direito aos 33% de HA, hoje todos (PSS e QPM) tem 25%. Então a luta é feira para todos, por isso entendo que todos deveriam participar. E é possível sim PSS se sindicalizar, eu sou sindicalizado desde a época de PSS. Caso não saiba como se sindicalizar, vá até o sindicato, peça uma ficha de sindicalização, é fácil, é rápido e todos nós temos a ganhar.

  11. A APP tem em sua história, muitos feitos, com certeza ela não se faz só dos seus representates membros, mas por todos os que lutam pela Educação, isso é verdadeiro. Porém, ficou partidária, nesses últimos 8 anos, isto é fato. Perdeu o caráter democrático! Saudadade da Antiga APP. Eu penso que são os professores que devem fazer a APP e não a APP fazer os professores. Nem sempre a decisões da atual APP representa a decisão dos não associados. Mas há de se ter uma representatividade. APP está longe de ser perfeita. Mas é um dos instrumentos que temos. O que resta à presidência da APP é sim prestar mais atenção à classe de TODOS os professores do Paraná, e não somente em nome dos associados, entendendo que o interesse dos trabalhadores da educação está acima de qualquer interesse de filiação à entidade.

  12. Parabens professora Marlei Fernandes: Agora eu conheço quem está na frente do sindicato. Eu peço descupas ! Mas eu quero que voceis conquiste o objetivo da categoria . E vou continuar postando . Mas requesite segurança para que a policia não intervenha ,contra os professores como foi no passado.

  13. O blogueiro quer jogar os professores numa greve sem fim. Os pais e os próprios educadores são contra essa paralisação. Só falta não sair a greve e esse agente da Gleisi e do Requião falar por que houve acordinho entre a APP e o govenro. Só falta isso, mais nada. Não duvido.

    • Só quem não está dentro da escola pública, pode vir aqui dizer que a categoria não quer a GREVE, sou professor a 15 anos e estamos cansados de promessas, desde o fim da ditadura todos falam em “valorizar a educação” mas quando os professores fazem uma greve justa, muitos pais e “especialiastas de plantão veem se posicionar contra. O professor que é contra va até e a instancia de decisão que é a ASSEMBLÉIA ESTADUAL DA APP, e vote contra a greve;

      • É professor e ainda não aprendeu certas regrinhas da língua portuguesa? Você deve ser um dos filiados do PT que por alguma desgraça se tornou “professor”. Ainda bem que meus filhos jamais terão um professor como você. Que horror!

        • E vc deve ser uma das que recebem um gordo salário de cargo comissionado do DESGoverno do Paraná.

          • Obviamente voçe paga uma escola particular, porém com o dinheiro público de seu poupudo salário de cargo comissionado do DESGoverno do Paraná

    • Outra coisa, pai não tem que ser contra, pai tem que cuidar do filho e ponto. Se ele não quer uma escola de qualidade para o próprio filho eu quero para os meus alunos.

      • Escola de qualidade se faz com pessoas qualificadas, e quantos professores que querem a greve são qualificados realmente? 10%? Não creio que possa chegar a isso!

        • Os professores não são qualificados, você sim é qualificadíssima, o que vc teve de fazer pra conseguir seu cargo comissionado? foi na vertical ou na horizontal que vc prestou serviços qualificados.

    • Se o governo cumprir a decisão do STF até eu não iria fazer greve meu filho!!

  14. A APP-Sindicato precisa quebrar o paradigma da Remuneração Injusta que todos os professores do Paraná recebem, não só lutar pela hora/atividades, mas principalmente por uma remuneração justa e digna.

    Vamos a algumas comparações:

    * Salário inicial do Professor padrão 20 horas, com curso Superior = R$ 1.044,94
    – fonte: http://www.pucpr.br/arquivosUpload/5373290551361651363.pdf

    * Diarista ““ não exige instrução, em média é R$ 80,00/dia + 2 passagens de ônibus = R$ 85,20. R$ 85,20 x 20 dias = R$ 1.704,00

    * Polícia Militar ““ Paraná, sem curso superior, salário inicial = R$ 3.225,99
    – fonte: http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2012/12/policia-militar-do-parana-abre-concurso-para-5264-vagas.html

    * Agente Penitenciário ““ Paraná, sem curso superior, salário inicial = R$ 3.568,45
    – fonte: http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2013/02/governo-do-parana-abre-423-vagas-para-agente-penitenciario.html

    Defendo que todo profissional, com instrução, sem instrução, com Ensino Médio, Curso Superior, deve ter uma Remuneração Justa e Digna.

    O Professor pela sua responsabilidade na Educação e Formação dos Futuros cidadãos, possui uma Remuneração Ridículo e Vergonhosa. Perguntaria ao Governador, Prefeito e Presidente do Brasil, os senhores acha justo uma remuneração de apenas R$ 1.044.94/mês e aceitaria trabalhar por esse salário?

    Defendo que o Policial, o Agente Penitenciário e a Diarista devem ter uma remuneração justa e digna também.

    PROFESSOR TEM A MENOR REMUNERAÇÃO DE TODAS AS CATEGORIAS.

    Alerta a APP-Sindicato, vamos lutar, parabéns pela luta. Mas, vamos lutar uma luta que dignifica a categoria dos Professores. Até agora, tem sido medíocre as lutas.

    • Lembrando que todos nós somos o sindicato. É inaceitável ver gente terceirizando a luta, como se não tivessem nada a ver com a história. Graças a luta sindical estamos tendo avanços, e isso só não ver quem não quer ou quem não faz a luta. Posicionamento típico de quem fica nas costas dos que realmente fazem o trabalho e a luta avançar.

  15. A greve está embasada na decisão do Supremo Tribunal Federal que decidiu no dia 27 de fevereiro de 2013 que os 27 estados da Federação deverão pagar o piso retroativamente à 27 de abril de 2011. A decisão do STF ocorreu por maioria de votos (8 votos à favor e 1 contra, o único voto contra foi o do relator Joaquim Barbosa que queria que todos os estados pagassem o retroativo desde 2008).
    Portanto, as reivindicações dos professores são benefícios garantidos por Lei, que foram ratificados pela mais alta corte da Justiça brasileira no último dia 27, se o nosso governador não honra as suas promessas que pelo menos respeite a decisão do STF (DECISÃO DO STF, NÃO SE DISCUTE, MUITO MENOS SE NEGOCIA, CUMPRE-SE!!!!!).

  16. Te acho charmoso, Esmael Morais, mas daí concordar com suas posições há uma distância enorme. Você está querendo jogar os professores contra o Governo do Estado e a APP contra o Governo do Estado. SE não sair a gfreve será culpa da APP e do Governo. Não é isso? Que sanagem é a sua.

    • Esmael você esta podendo hein! caraca.

    • Acho que voce não está tão atenta assim, o BLOG é um dos únicos meios de comunicação que está divulgando a GREVE, acho que ninguém precisa jogar os professores contra o Governo, ele próprio já faz isto muito bem, outra coisa, professor não é massa de manobra, marionete que qualquer um “joga contra” o governo.

    • Prof quem está de sacanagem não é o Esmael e sim seu desgoverno que mente a todo momento.
      Aliás ele já mentia quando fez às promessas

      O STF julgou semana passada que os Estados deverão pagar retroativamente desde Abril do ano passado, o piso salarial dos professores.

  17. Só os Professores ainda acreditam na APP !!!! Quando será que vão acordar??? Depois da Greve? Talvez !!! E ai…. até 2014.

    • Abra o olho senhor “De olho”! Até parece que os avanços alcançados foram obra do acaso. Esta tua fala é a fala típica de quem não conhece e não faz a luta.

      • Os Avanço a que Você se refere são méritos apenas dos Professores, A APP continuo afirmando não defende a Categoria do Professorado. Um dia Você vai perceber. Anote ai, num papelzinho. e daqui algum tempo você e os Colegas Professores irão ver com os proprios olhos.

        • Com certeza o senhor “de olho” acredita ainda q as conquistas são bondade do governador… tb deve acreditar em papai noel e no coelhinho da páscoa, menos na luta da categoria. Tá de sacanagem né? ABRE O OLHO!

          • Vc sabe ler, entao leis direito o que eu Escrevi. vou reproduzir especialmente pra vc.. ….Os Avanço a que Você se refere são méritos apenas dos Professores….. entendeu??? Eu nao jamais disse que os avanços que os professores conquistaram, foram o governo que deu, mas FORAM OS PROFESSORES QUE CONQUISTARAM. e que a APP, nao defende os Professores ENTENDEU????

        • Esse “De olho” deve ser caolho, pois não enxerga o óbvio. Deve ser mais um dos sanguessugas que nada fazem e cobram que os outros façam tudo por ele. Deixe de ser oportunista e não desqualifique o grande trabalho que é feito. Venha e faça parte da luta, vá a assembleia e se posicione. Ajude a construir e não a destruir.

  18. Parabéns presidenta! É com espirito de garra, luta e união que vamos avançar mais esse obstáculo a favor da escola pública. Pois somente com a junção de forças e muito trabalho do conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras é que venceremos mais essa etapa. E quem ainda não conhece a luta, venha e faça parte. Afinal todas conquistas, absolutamente todas as conquistas que temos não é bondade do governo e nem obra do acaso e, quem está efetivamente na luta sabe disso. Assim é que se vê a força da APP!