PMs de Apucarana temem pela vida após ameaças do PCC

O governo de Beto Richa (PSDB) vê ataques, ameaças e rebeliões em várias partes do Paraná de forma isolada! e não as atribui ao PCC.

O governo de Beto Richa (PSDB) vê ataques, ameaças e rebeliões em várias partes do Paraná de forma isolada! e não as atribui ao PCC.

A Polícia Militar de Apucarana, no Vale do Ivaí, Norte do Paraná, está atenta à s inúmeras ameaças que a instituição vem sofrendo. Segundo informações do site Apucarana Notícias e da Rádio Nova AM, policiais militares podem ser alvos do Primeiro Comando da Capital o (PCC) que estaria atuando na região. No último sábado dia (16), cerca de oito policiais militares teriam sido jurados de morte pela facção criminosa.

A insegurança é grande na região toda. Em Arapongas, a 17 km de Apucarana, conforme anotação do jornal Folha de Londrina, cerca de 180 detentos iniciaram na manhã desta segunda-feira (18) uma rebelião no presídio do município.

Em Londrina, a 53 km de Apucarana, também houve ocorrência que pode estar ligada ao PCC. De acordo com o portal Bonde News, um micro-ônibus foi incendiado na noite de ontem (17). Ninguém se feriu.

Este blog mostrou no sábado (16) que o PCC está dando as ordens no Paraná, pois, na semana passada, houve rebelião no presídio de Maringá, Norte, e incêndio de seis ônibus no município de Pinhais, a 7 km de Curitiba, na região metropolitana.

Comentários encerrados.