Por Esmael Morais

Mulheres saem à s ruas de Curitiba no Dia internacional da Mulher

Publicado em 07/03/2013

Durante a atividade serão distribuídos materiais informativos, com dados dos níveis alarmantes da violência contra as mulheres, e cobrança de políticas públicas para enfrentamento desta triste realidade. Ao final do trajeto, as manifestantes entregarão um documento para a Secretaria Municipal Extraordinária da Mulher com reivindicações dos movimentos feministas, sociais e sindicais.

“Hoje, sem dúvida, o cenário é muito diferente de 30 anos atrás. Contudo, estes avanços ocorreram graças a mobilização das mulheres e dos movimentos feministas. Ainda é preciso avançar muito. à‰ inadmissível que um estado como o Paraná e nosso País apresentem dados de violência contra a mulher como temos hoje. à‰ preciso um basta”, enfatizou a presidenta da CUT-PR, Regina Cruz.

Ranking da Violência – Dados da Comissão Parlamentar de Inquérito mostram a alarmante situação da violência doméstica. O Brasil é o 12!º país com maior taxa de homicídios femininos e o Paraná ocupa a 3!º posição no número de assassinatos de mulheres e Curitiba é a 4!ª Capital em homícidios de mulheres.

A CPMI também mostrou que Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, é o segundo município brasileiro em número de homicídios femininos. A comissão ainda mostrou que nove cidades paranaenses figuram entre as 100 que possuem o maior índice de assassinatos de mulheres. São elas: Araucária, Fazenda Rio Grande, Telêmaco Borba, União da Vitória, Foz do Iguaçu, Curitiba, Pinhais, São José dos Pinhais, Colombo e Guarapuava