Marcha em Brasília espera reunir 40 mil trabalhadores

da Agência Brasil

Trabalhadores de várias centrais protestam em Brasília. Foto: Divulgação.

Trabalhadores de várias centrais protestam em Brasília. Foto: Divulgação.

Cerca de 40 mil trabalhadores de todo o país devem participar hoje (6) da 7!ª Marcha a Brasília, organizada pela Força Sindical, pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), pela Nova Central e pela União Geral dos Trabalhadores (UGT).

A concentração ocorre neste momento em frente ao Estádio Mané Garrincha. De lá, os trabalhadores devem caminhar até o Congresso Nacional, onde farão manifestação.

Em entrevista à  Agência Brasil, o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, explicou que o objetivo é sensibilizar o governo federal e os parlamentares a negociarem a pauta trabalhista, que inclui temas como o fim do fator previdenciário, a redução da jornada de trabalho para 40 horas e a política de valorização dos aposentados.

A expectativa é positiva porque há uma unidade entre as centrais sindicais. Esperamos mais de 40 mil trabalhadores. Cada central se organizou para trazer trabalhadores de todo o país. Estamos todos juntos!, disse.

Juruna lembrou que a última caminhada ocorreu em 2009 em Brasília. Voltamos a fazer a marcha depois de três anos porque preferimos voltar á pauta unificada para presssionar o governo federal e o Congresso Nacional!, completou.

Após a marcha, representantes das centrais sindicais serão recebidos pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, e pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves. No fim do dia, está agendado um encontro com a presidenta Dilma Rousseff.

Confira abaixo os itens da pauta trabalhista:

– 40 horas semanais sem redução de salário;
– Fim do fator previdenciário;
– Igualdade de oportunidade entre homens e mulheres;
– Política de valorização dos aposentados;
– 10% do Produto Interno bruto (PIB) para a educação;
– 10% do orçamento da União para a saúde;
– Correção da tabela do Imposto de Renda;
– Ratificação da Convenção OIT/158;
– Regulamentação da Convenção da OIT/151;
– Ampliação do investimento público.

Edição: Graça Adjuto

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Ontem vimos uma reportagem sobre a qualidade dos alunos brasileiros, péssimos em português e matemática. Principalmente em interpretação de texto, como vemos aqui.
    O pessoal que está se manifestando em Brasília, não está lá por bolsas, mas por direitos. Lutando por todos os que já se aposentaram, ou que vão se aposentar.
    O Fator Previdenciário é o maior crime já cometido aos trabalhadores da iniciativa privada por um governo neste país.
    FHC criou e Lula manteve.
    De FHC e sua tropa nós poderíamos esperar um ato deste, mas de Lula, não. O partido e seu presidente não poderiam TRAIR seus seguidores, os trabalhadores.
    O Fator Previdenciário poderia até ser criado, mas para quem está começando, assim como foi feito para os funcionários públicos. Assim, o trabalhador teria tempo de se programar, pagando uma aposentadoria complementar durante seu tempo de atividade. Mas como foi feito é uma penalização para quem já deu sua contribuição e é punido quando mais precisa, na sua velhice.
    Espero que o Fator seja derrubado.

  2. o mundo esta cheio de pucha saco mesmo . por isso que o salario é ruim para os trabalhadores.certeza que o amigo das 15,41 horas trabalha em algum rh. se não for e algum comissionado.porque falar contra o sindicato desta maneira ? ,contra mão do assunto ,fica a duvida .e eu conheço pessoas do corpo do sindicato, que dão o duro e derrama suor tambem. chega de tucanage!

  3. Esses boas vidas trabalham??? Claro que não, são sustentados pela cobrança obrigatória do imposto sindical de quem trabalha. Se eu falar para meu chefe que vou faltar no trabalho para fazer uma marcha para Brasília, estou na rua.

  4. adorei ! o brasil está cheio de cuecas de seda.são os cuecas de seda que atrapalham a redução da carga laboral de 44 horas ,para 40! muita gente fala alemanha . mas a jornada semanal e menos de 40 horas..os mestres devem pegar essa carona ,e mostrar forças. todos sabem que o pt sozinho não pode reduzir a carga horario,precisa do apoio .porque isso é uma emenda a consttituição!e precisa pelo menos de 2 terços dos parlamenteres ,votando a favor ,e mais 1 voto.emenda a constituição, a perrogativa e do parlamento ,e não e do executivo! então não seria preciso ir ao planalto .somente ao congresso: la tem muito cueca de seda.

  5. SERIA INTERESSANTE SE ESSAS 40 MIL PESSOAS TAMBÉM, FIZESSEM PROTESTO “FORA RENÃO”……

  6. O FATOR PREVIDENCIÁRIO, é um redutor da aposentadoria (Somente válido para os pobres coitados do INSS; Para os “imortais” não vale). Foi criado pelo PSDB na gestão do Fernando Henrique Cardoso. O Objetivo era acertar as contas públicas que iam mal. Assim o PSDB resolveu o problema tirando dos aposentados.

    • Verdade, foi instituido pelo FHC, massssss (sempre tem um mas) se todos sabem que afeta os trabalhadores e tiraram dos aposentados, porque o Governo do PT (LULA 8 anos e Dilma 4), não acabaram com esse tal Fator previdenciario???? Porque ainda o mantém? De duas… uma, OU é melhor pro Governo atual que paga menos e tem mais tempo pra começar a pagar ou nem tudo que o FHC fez é porcaria e o PT mantém, porque “é bom pro País”

  7. Bolsa Familia = Bolsa Esmola. Criando exército de Preguiçosos e curral eleitoral. Bolsa é compra de votos!! Ao invés de Bolsas…. CRIEM EMPREGOS!!!!

    • Onde você leu no texto alguma informação sobre bolsa ?
      A luta é por direitos e melhorias para os trabalhadores e para a população.

  8. E ainda vocês falam que o Governo do PT vai bem !!!!
    Vai bem ruim …….
    AÉCIO 2014

  9. Bando de portador de bolsa família, que não trabalha. Queria ver esse povo construindo casa, creche, etc. Vão trabalhar!