Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Luizão Goulart: “licitação dos ônibus metropolitanos somente depois da auditoria da Urbs”

O petista Luizão Goulart, presidente da Assomec, lidera 14 prefeitos da região metropolitana em negociação para convencer o governador Beto Richa (PSDB) a manter o subsídio à  tarifa de ônibus e o preço integrado a R$ 2,85. Será que o tucano amolecerá o coração?

O petista Luizão Goulart, presidente da Assomec, lidera 14 prefeitos da região metropolitana em negociação para convencer o governador Beto Richa (PSDB) a manter o subsídio à  tarifa de ônibus e o preço integrado a R$ 2,85. Será que o tucano amolecerá o coração?

O presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Assomec), Luizão Goulart (PT), prefeito de Pinhais, reuniu-se no final da tarde de ontem com a direção da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (COMEC) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU), esses dois últimos ambos os órgãos do governo do Paraná, para discutir novas alternativas para o transporte coletivo. A pauta principal do encontro foi manter a integração com tarifa única dentro do valor atual da passagem que é de R$2,85.

Durante a reunião ficou decidido em comum acordo entre os órgãos do Estado e os municípios que a licitação das linhas metropolitanas deverá ser feita somente após a auditoria que será realizada na Urbs com a revisão da planilha e também após ser efetuada uma ampla pesquisa de origem-destino.

A proposta feita pela SEDU é de que a pesquisa seja custeada em parceria pela Urbs, Governo do Estado e Prefeituras da Região Metropolitana.

O presidente da Assomec, Luizão Goulart, disse que muitos prefeitos terão dificuldades para pagar a pesquisa e que irá solicitar apoio ao Sindicato das Empresas de à”nibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), já que eles também têm interesse na pesquisa.

A intenção é determinar com maior precisão a necessidade dos usuários e a otimização do sistema!, destacou o prefeito.

Para o prefeito de Balsa Nova, Luis Claudio (PMDB) é necessário que o valor da tarifa seja justo e que não haja grandes diferenças entre os municípios.

Não é justo que hoje um morador de Balsa Nova pague uma passagem de R$5,85 para vir para Curitiba, temos outros municípios que vivem esta realidade ou ainda estão numa situação pior. à‰ por isso que precisamos do subsídio do Governo do Estado!, destacou.

Os prefeitos consideram necessária a manutenção do subsídio atual até a realização da licitação das linhas metropolitanas, após o qual o subsídio ainda será necessário num montante, provavelmente menor.

O diretor da Comec, Rui Hara disse que já estão sendo tomadas as providências para a realização do processo licitatório em volta do transporte coletivo na Região Metropolitana.

Vamos levar todas as reivindicações dos prefeitos ao governador e encaminhar o processo!, disse.

Comentários desativados.