Hugo Chávez piora e Venezuela expulsa espião norte-americano

via Opera Mundi e Brasil 247

Ministros e militares do alto escalão se reuniram no palácio presidencial da Venezuela após o governo anunciar que piorou o estado de saúde do presidente Hugo Chávez, que apareceu pela última vez em foto divulgada ao lado das filhas. Na sequência, o vice-presidente Nicolás Maduro anunciou a expulsão de um adido militar da Embaixada dos EUA em Caracas, sob a acusação de ameaçar a "estabilidade militar e política do país". Segundo ele, "há conspirações de caráter militar" na Venezuela. Partidários do presidente pregam união interna.

Ministros e militares do alto escalão se reuniram no palácio presidencial da Venezuela após o governo anunciar que piorou o estado de saúde do presidente Hugo Chávez, que apareceu pela última vez em foto divulgada ao lado das filhas. Na sequência, o vice-presidente Nicolás Maduro anunciou a expulsão de um adido militar da Embaixada dos EUA em Caracas, sob a acusação de ameaçar a “estabilidade militar e política do país”. Segundo ele, “há conspirações de caráter militar” na Venezuela. Partidários do presidente pregam união interna.

O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na tarde desta terça-feira (05/03) a expulsão do agente norte-americano David Del Monaco do país. Acusado de atividade ilegal, o adido militar terá 24 horas para deixar o território venezuelano.

“Há conspirações de caráter militar. Atividades ilegais que rompem convênios. Funcionário dos EUA atuando contra, tentou orquestrar golpe com militares. Adido militar expulso”, afirmou o vice-presidente venezuelano.

“Há circunstâncias particulares onde não nos cabe nenhuma dúvida de que forma parte do plano onde estão tentando influir. E me refiro à  situação de sabotagem elétrica em diferentes pontos do país. Já temos informações precisas de como tentam influir e gerar cada vez mais perturbações elétricas no sistema elétrico venezuelano. Estão jogando com fogo de maneira irresponsável”, continuou Maduro.

“Por trás de tudo isso, os inimigos da pátria e uma direita que não seguiu o conselho sábio que o povo nos deu de respeitar as circunstâncias que temos vivido e de respeitar o comandante Hugo Chávez, uma direita que perseguiu e assediou o comandante Hugo Chávez em toda a vida”, afirmou.

Piora

Chávez foi internado em dezembro do ano passado e, desde então, não faz declarações ou aparições pública. Diante da piora em seu estado de saúde, ministros e comandantes militares do alto escalão se reuniram no palácio presidencial da Venezuela nesta terça-feira. A piora na saúde do presidente aumentou as especulações de que seu período de 14 anos à  frente da Venezuela pode estar perto do fim.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to say I am just newbie to blogging and definitely enjoyed this web site. Likely I’m going to bookmark your blog post . You absolutely have tremendous posts. Many thanks for sharing your website page.

  2. A repercussão de sua morte já diz o tamanho de sua importância. Vamos saber a real dimensão de sua grandeza ou insignificancia nos proximos dias

  3. Impressionante, um adido tem o poder de desestabilizar um governo inteiro. Deve ser o Super Men ou quem sabe um dos X-Man. Pobres venezuelanos na mão desses incompetentes bolivarianos. O que eles tinham antes do Chaves era um lixo. E hoje é melhor???

  4. A pergunta que não quer calar:
    Por que Hugo Chavez não fez o tratamento na Venezuela como qualquer cidadão comum venezuelano sem dinheiro para viajar para o exterior?

    • A resposta que não quer falar:

      Pelo mesmo motivo que nossos últimos Presidentes só se tratam no Albert Einstein e o povo na fila do SUS…

      • E la no Albert Einstein quando chega a hora o cara morre do mesmo jeito, poderia citar uma lista de afortunados que morreram nos últimos tempos neste hospital com essa doença pavorosa, Stevie Jobs dono da Apple se tratou com os melhores especialista do mundo pois dinheiro não lhe faltava e mesmo assim foi vencido pelo câncer aos 57 anos de idade.

        • Galera, por mais que não tenha a menor simpatia por estes ditadores carniceiros, infelizmente esta doença maldita é cruel e não perdoa ninguém, o que os hospitais caros e particulares podem fazer é dar mais qualidade de vida ao doente, mas salvar de um câncer destes é quase impossível. Sinto realmente pela família que deve estar sofrendo muito com a agonia de ver seu ente querido sofrer, de resto só posso dizer que ele morrendo, se vai mais um ditador para o túmulo, e em breve o seguirá o ditador de Cuba Fidel.

  5. a doença é a maior ditadora não perdoa ninguém, seja rico pobre presidente ou orelha seca, mas chavez deixou um legado e marcou seu nome na história da esquerda mundial. vai ser um velório e um enterro digno de hollywood.