Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Em um ano no Senado, Sérgio Souza fez mais pelo Paraná que àlvaro Dias em 20 anos

A comparação é feita por empresários e políticos paranaenses

Resultados práticos do senador Sérgio Souza (PMDB-PR) surpreendem paranaenses; em menos de dois anos desencalhou proposta de criação do TRF que estava parada no Congresso Nacional há mais 10 anos. Gleisi Hoffmann, a titular da cadeira, se diz orgulhosa. A título de comparação, o senador tucano àlvaro Dias esta há 20 anos no Senado.

Resultados práticos do senador Sérgio Souza (PMDB-PR) surpreendem paranaenses; em menos de dois anos desencalhou proposta de criação do TRF que estava parada no Congresso Nacional há mais 10 anos. Gleisi Hoffmann, a titular da cadeira, se diz orgulhosa. A título de comparação, o senador tucano àlvaro Dias esta há 20 anos no Senado.

De repente, os paranaenses descobriram na semana passada que tem um novo senador. Trata-se do advogado Sérgio Souza (PMDB), aquele que não faz barulho, suplente da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT). O peemedebista assumiu o cargo em junho de 2011.

A descoberta repentina deu-se pelos resultados práticos que o parlamentar apresentou no Senado, a favor do Paraná, em pouco mais de um ano no exercício do mandato. à‰ o caso da aprovação do Tribunal Regional Federal (TRF), projeto que estava há mais de 10 anos parado no Congresso Nacional (veja o vídeo abaixo).

A título de comparação, a produtividade de Sérgio Souza em 1 ano e nove meses é superior a do também paranaense àlvaro Dias (PSDB), ex-líder da oposição, que está no Senado há 20 anos. A confrontação entre ambos os senadores vem sendo feita por empresários e políticos paranaenses.

O tucano foi eleito para o Senado, pela primeira vez, em 1982 (deixa a cadeira em 86 para disputar o governo do Paraná); depois foi eleito em 1998 e reeleito em 2006. Cada mandato de senador tem oito anos.

Assista ao vídeo em que o senador Sérgio Souza fala ao programa “Bom Dia Paraná”, na RPCTV/Globo, nesta segunda-feira (18), sobre a criação do TRF no estado:

Comentários desativados.