Eleições na Venezuela: pesquisa coloca Maduro 14 pontos à  frente de Capriles

da Opera Mundi

 O candidato à  Presidência pelo PSUV, Nicolás Maduro, cumprimenta populares no bairrode Pertare, em Caracas (Efe).

O candidato à  Presidência pelo PSUV, Nicolás Maduro, cumprimenta populares no bairrode Pertare, em Caracas (Efe).

O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, do PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela), seria eleito para comandar o país com 14 pontos de vantagem sobre seu principal rival, o governador de Miranda Henrique Capriles, da aliança MUD (Mesa da Unidade Democrática), de acordo com pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo instituto Datanálisis.

Os resultados apresentados colocam Maduro com 49,2% das preferências ao candidato escolhido para dar continuidade ao chavismo, enquanto seu principal adversário conta com 34,8%. Os demais candidatos não somam mais que 1%.

Ainda segundo a pesquisa, 65% dos venezuelanos entrevistados acreditam que o candidato socialista vencerá a disputa presidencial. Apenas 15% acreditam que a vitória ficará para o candidato representante da coligação opositora.

A diferença apontada pelo levantamento seria ainda maior do que a obtida pelo falecido presidente Hugo Chávez na última eleição presidencial, realizada no último 7 de outubro, em turno único, na qual venceu Capriles por uma diferença de onze pontos percentuais (55,07% contra 44,31%).

O Datanálisis já havia realizado uma pesquisa em 14 de fevereiro em uma eventual disputa entre Maduro e Capriles, caso Chávez não tivesse mais condições de assumir o cargo !“ o presidente venezuelano morreu em 5 de março, em decorrência de complicações pós-operatórias de um câncer na região pélvica.

Na ocasião, Maduro obteve 46,4% (o que representa um crescimento de 2,8 pontos percentuais com o novo levantamento), enquanto Capriles somava 34,3% (cresceu meio ponto percentual). Em 26 de fevereiro, a Hinterlaces já havia feito o mesmo, e o resultado foi semelhante: vitória de Maduro por 49,2% a 34,8%.

A pesquisa realizada pelo Datanálisis foi realizada entre os dias 11 !“ dia da inscrição formal dos candidatos perante o CNE (Conselho Nacional Eleitoral) do país !“ e 13 de março.

Além de Maduro y Capriles, también concorrerão à  e Presidência Eusebio Méndez, Reina Sequera, María Bolívar, Fredy Tabarquino, Gonzalo Contreras e Julio Mora. A eleição, marcada para 14 de abril, será disputada em turno único e o vencedor governará o país até 2019.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am beginner to weblog and seriously liked this blog site. More than likely I’m likely to bookmark your site . You surely have great well written articles. Thanks a lot for sharing your website.

  2. Dificilmente Maduro perderá as novas eleições presidenciais. Possivelmente a vantagem será maior que a do próprio Chávez contra Capriles. Para garantir a eleição de Maduro, o chavismo se mostrará monolítico e inquebrantável. Mas depois das eleições de 14 de abril, as primeiras trincas e fendas não tardarão a aparecer.
    O desafio de construir uma organização operária e socialista em alternativa ao chavismo e contra a oposição de direita, capaz de ganhar influência de massas, está colocada como uma tarefa inadiável.
    Somos socialistas e anti-imperialistas, contra os governos burgueses de direita ou “de esquerda”. Por isso não somos lulistas e nem chavistas. Somos Leninistas e Trotskystas. Viva a luta do povo brasileiro e do povo venezuelano.

  3. Eu não tenho nenhuma opinião! Mas vamos ver o desrolar das elições da venezuela. O maduro na plena atividade do chaves era descohecido.o capriles ainda para os politicos brasileiro ,da esquerda é quase desconhecido, vamos esperar..

  4. Eu to Cagan..o, para as eleiçoes na Venezuela!!!!!! Tem coisa mais importantes que isso acontecendo no Brasil. PCC, Enchentes, assassinatos, trafico, inflaçao, corrupção, MIséria, Falta de Saúde e de hospitais etc etc etc. A eleiçao na Venezuela que se FOD…

  5. Na ‘ditadura’ da Venezuela tem eleição? Ué? kkkk

  6. Será uma nova era? O MADURISMO chegou ao mundo como um novo caminho para os homens seguirem?
    Vale lembrar algumas palavras do Caetano Veloso:

    Será que nunca faremos
    Senão confirmar
    A incompetência
    Da América católica
    Que sempre precisará
    De ridículos tiranos
    Será, será, que será?