Duplicação da BR-376: tucano Beto Richa entra com a propaganda e o bico, mais nada

Relatório do Crea aponta que as concessionárias de pedágio passaram os últimos 14 anos roubando os usuários das rodovias paranaenses; hoje, em Ponta Grossa, o governador Beto Richa anuncia duplicação da BR-376; o tucano entra com o bico e a propaganda; os paranaenses com o dinheiro; as empresas só recolhem o lucro; e aí 'Mistério Público', vai continuar dormindo?

Relatório do Crea aponta que as concessionárias de pedágio passaram os últimos 14 anos roubando os usuários das rodovias paranaenses; hoje, em Ponta Grossa, o governador Beto Richa anuncia duplicação da BR-376; o tucano entra com o bico e a propaganda; os paranaenses com o dinheiro; as empresas só recolhem o lucro; e aí ‘Mistério Público’, vai continuar dormindo?

O governador Beto Richa (PSDB), na manhã desta quinta-feira (7), estará em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais, para fazer mais uma cortesia com o chapéu alheio.

Desta vez o chapéu não é do governo federal, mas dos próprios usuários da rodovia BR-376 que foram criminalmente tungados durante 14 anos, pagando pedágio caro, sem retorno da infraestrutura prevista em contrato.

O governo do estado, segundo relatório técnico do Crea (clique aqui para relembrar), foi conivente com esse assalto.

Se Richa estive mesmo preocupado com a população, com a logística, aproveitaria o evento desta manhã para dar voz de prisão aos diretores da CCR Rodonorte.

Fala-se em investimento na ordem de R$ 1 bilhão, mas quem garante que essa soma será realmente investida? Quem vai fiscalizar as concessionárias, o governo do estado? Ora, não o fez em década e meia.

Mais um detalhe descoberto pelos engenheiros do Crea: Richa não entra com o projeto, muito menos com dinheiro na duplicação que será anunciada hoje com festa.

O projeto, previsto em aditivo contratual de 2001, é da época de Jaime Lerner; o dinheiro é proveniente das tarifas de pedágio cobrado compulsoriamente. Então, com que entra o tucano?
Ora, com a propaganda e o bico! Vai aparecer na televisão como obra sua (do governo). Tomou?

Comentários encerrados.