Cristina Kirchner pede interferência do papa Francisco na questão das Ilhas Malvinas

da Agência Brasil

Presidenta Cristina Kirchner.

Presidenta Cristina Kirchner.

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, pediu hoje (18) ao papa Francisco que interceda na comunidade internacional para garantir a retomada das discussões sobre a soberania das Ilhas Malvinas (Falklands, para os britânicos). Os argentinos defendem o direito á soberania das Malvinas, sob domínio britânico desde o século 19. Cristina Kirchner e o papa Francisco almoçaram, na Casa de Santa Marta, onde o pontífice está morando temporariamente. Ambos trocaram presentes.

“Pedimos ao papa Francisco que interceda para que o diálogo entre o Reino Unido e a Argentina tenha mais espaço. à‰ imperativo que todos os países começem a usar as múltiplas resoluções de que a ONU [Organização das Nações Unidas] dispõe!, disse Cristina.

Para a presidenta, a possibilidade de o papa, que nasceu na Argentina e foi arcebispo de Buenos Aires, interceder é única.”Esta é uma oportunidade histórica e favorável para os governos democráticos na Argentina e no Reino Unido buscarem o diálogo.!

Desde o século 19, a Argentina e o Reino Unido disputam a soberania das Ilhas Malvinas. Atualmente, os britânicos detém o domínio. Mas os argentinos contam com o apoio do Brasil e de outros países sul-americanos para retomar as discussões sobre o tema.

Segundo Cristina Kirchner, a Argentina é um país que pacífico, sem ameças de natureza bélica. Ela se disse surpresa ao ouvir do papa Francisco a expressão Pátria Grande!, também usada por José Martín e Símon Bolívar, defensores da união dos países latino-americanos. Eu fiquei impressionada. Temos de redobrar nossos esforços [nesse sentido]!, ressaltou.

No encontro de hoje, a presidenta presenteou o papa com um pacote de erva-mate, açúcar e uma garrafa térmica !“ usados na preparação do chimarrão argentino, chamado simplesmente de “mate”. Francisco retribuiu dando a Cristina um quadro com uma reprodução da Praça de São Pedro. A delegação argentina reúne 19 autoridades, uma das maiores para a missa de inauguração do pontificado de Francisco.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Presidenta? Até tu Esmael? Felizmente em espanhol, assim como é no português, PRESIDENTE é para os dois gêneros, a menos que uma PRESIDENTA afetada e arrogante queira mudar inclusive a língua portuguesa.

    As estudantas de língua portuguesa sabem o quanto isto é ridículo.

    Abraço.

  2. Tirando os quatro evangelio do começo do novo testamento. o papa resolver ler a biblia na lingua original, no grego antigo.mas o grego que era antigamente o ingles de hoje.nem mesmo os gregos entendem o grego classico. so que a biblia na linguaje de hoje muitos titulos estão falsificado,confundindo ceia com janta .pode ser que usando o grego nas liturgias da igreja ,temos mais 2 mil anos de sossego, sem mais falsificação. a biblia em si significa uma coleção de vario livros ,numa so encardenação. mas sobre o litigio da inglaterra com a argentina ,o papa nada pode fazer,uma que a igreja catolica angricana é episcopal,não papal. todas as vezes que as igrejas se metem nas politicas ,eles foge da rasão. uma palavra bem dita pelo papa,as igrejas hoje são ongs,desviando do principio cristão. eu não acredito que o papa vai interferir nesse assunto .

  3. O que ele quer com as Malvinas?? Só tem ingleses lá. Só tem Pedra na ilha, é Improdutiva para agricultura. Vá entender esses Argentinos, por outro lado a Inglaterra ainda acha que vivemos na era medieval de estabelecer colonias em outros países.

    • Só pedra? Desconhecem que foram descobertas reservas petrolíferas nas Malvinas. A disputa é pelo “ouro negro”. Claro, há ainda a questão estratégica, uma ilha é sempre uma base logística para intervenção militar, da OTAN, EUA ou própria Inglaterra.
      E na Idade Média não foi caracterizada pela abrangência sistema de colonização. Tal veio com o Capitalismo e o Imperialismo, portanto, muito tempo depois.
      Capiche?

  4. Começou a mendicância!!!

  5. Coitada dessa moça, deixe essa história pra lá, já deu o que tinha que dar, ficar brigando por um lugar onde o “JUDAS PERDEU AS BOTAS”…Essa aí se não se cuidar vai morrer abraçada com o Betinho…