Ao defender privatizações, líder de Richa diz que deputado do PT “come moscas” na Assembleia

Líder de Beto Richa na Assembleia, Ademar Traiano, puxa discussão ideológica com deputado petista Tadeu Veneri, sobre privatizações, para o campo moral: "Dilma torrou R$ 324 mil em diárias na Itália". Tudo isso seria por medo da ministra Gleisi Hoffmann, candidata ao governo do Paraná?

Líder de Beto Richa na Assembleia, Ademar Traiano, puxa discussão ideológica com deputado petista Tadeu Veneri, sobre privatizações, para o campo moral: “Dilma torrou R$ 324 mil em diárias na Itália”. Tudo isso seria por medo da ministra Gleisi Hoffmann, candidata ao governo do Paraná?

O deputado federal Tadeu Veneri (PT) abriu guerra ontem (21) contra a privatização dos serviços pelo governo de Beto Richa (PSDB). Para o petista, a licitação de R$ 3 bilhões para que a iniciativa privada tome conta da “inteligência” do Paraná constitui-se em um crime que nem o governo Lerner ousou cometer!, comparou Veneri (clique aqui para relembrar).

Pois bem, nesta sexta-feira (22), o líder do governo Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, foi ao ataque contra o colega de parlamento no afã de defender as privatizações dos serviços essenciais.

O governo não tem culpa se o ilustre parlamentar [Tadeu Veneri] comeu mosca ou dormiu no ponto”, provocou Traiano, ao se referir à s denúncias do petista de que a licitação teria sido conduzida de forma sigilosa ou dissimulada pelo governo do Estado.

“Editais convocando interessados em participar dessa Parceria Público Privada foram publicados em veículos de grande circulação desde dezembro passado”, defendeu o líder tucano.

“A sofreguidão do petista Tadeu Veneri para encontrar pretextos para atacar o governador Beto Richa e tentar fabricar escândalos está levando o deputado perder o senso”, declarou Traiano (PSDB), ao comentar o último “espantoso escândalo” apresentado por Veneri, uma licitação para terceirizar e centralizar 170 atividades do Estado atualmente distribuídas em 34 repartições públicas.

“à‰ um dispositivo para melhorar a qualidade e reduzir filas de serviços públicos, coisas como a emissão de carteiras de identidade e de habilitação, além de solicitação de 2!º vias de contas de luz e água. Todos esses serviços ganharão enorme agilidade. Um sistema semelhante é utilizado em diversos Estados brasileiros, inclusive em alguns governados pelo PT”, afirmou Traiano.

Segundo os dados da licitação, a prestação de todos esses serviços custará R$ 9,9 milhões mensais.

Para dar sensacionalismo a sua ‘denúncia’ o deputado Veneri pegou esse valor, multiplicou por doze (meses), e depois por 25 (anos), até chegar a R$ 3,3 bilhões”, disse Traiano.

Para o líder do governo, se quiser encontrar denúncias realmente chocantes Tadeu Veneri não precisa forçar a barra dessa forma. “Basta ler o noticiário nacional onde o governo do PT dá demonstrações diárias de incompetência e corrupção”.

“O país acaba de se chocar com a notícia que a presidente Dilma Rousseff foi a Roma com uma corte de imperatriz da Pérsia, composta por 52 pessoas, esnobou a embaixada do Brasil, instalada no suntuoso Palácio Doria-Pamphilia para se hospedar com todo esse séquito em hotéis caríssimos que custaram R$ 324 mil em diárias ao contribuinte brasileiro”, disse Traiano.

“Ao mesmo tempo o Brasil descobre estarrecido que as casas, construídas pelo Minha Casa Minha Vida, para abrigar os flagelados das enchentes do Rio de Janeiro estão desabando por falhas no projeto, enquanto outras estão sendo inundadas pelas enchentes, o que prova que essas pessoas foram retiradas de uma área de risco e colocadas em outra. Gostaria de ver o deputado Tadeu Veneri comentando esses assuntos”, desafiou Traiano.

Comentários encerrados.