24 de março de 2013
por Esmael Morais
7 Comentários

Na Venezuela, Maduro ensaia goleada com até 22 pontos de vantagem sobre Capriles

da Agência Venezuelana de Notícias, via Agência Brasil

Os resultados das mais recentes pesquisas de opinião feitas por diversos institutos de pesquisa da Venezuela dão como ganhador o presidente em exercício, Nicolás Maduro, com vantagem entre 16% e 22% sobre o candidato de direita, Henrique Capriles. O jornalista venezuelano José Vicente Rangel, em seu programa dominical, deu informação sobre várias pesquisas realizadas nas últimas semanas.

Uma delas, do Instituto Venezuelano de Análise de Dados (Ivad), indica que nas próximas eleições presidenciais 53,8% dos venezuelanos votariam pelo candidato Nicolás Maduro, que fica com vantagem de 22,2% sobre Henrique Capriles, com 31,6% de respaldo.

O estudo, feito entre 12 e 18 de março de 2013 pelo instituto, registrado no Conselho Nacional Eleitoral, perguntou quem é o melhor candidato para resolver os problemas do país: 54% disseram que é Maduro, enquanto 32,3% disseram que é Capriles e 13,7% se abstiveram de opinar. A vantagem a favor do candidato socialist Leia mais

24 de março de 2013
por Esmael Morais
23 Comentários

Artigo de opinião: “Uma Kombi já não basta ao PCdoB”

Nesta segunda-feira, dia 25 de março, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) completará 91 anos de existência. Fundado em 1922, a legenda vermelha esteve presente em todos os acontecimentos histórico do país e foi importante trincheira de resistência ao nazifascismo, à s ditaduras e ao neoliberalismo. Em comemoração à  data, publico a seguir artigo da lavra do jornalista Luiz Manfredini, dirigente do PCdoB do Paraná:

Uma Kombi já não basta ao PCdoB

Quando o PCdoB emergiu para a legalidade, em maio de 1985, alguns desinformados !“ e outros de má fé !“ diziam que os comunistas cabiam num fusca. Depois, numa Kombi. Mais tarde, uns surpresos !“ outros, contrariados !“ perceberam que, para reunir os comunistas, talvez fosse mais apropriado um vagão ferroviário ou mesmo uma composição. Os comunistas não eram, afinal, tão poucos quanto se imaginava e, com o tempo, se percebeu que, para juntá-los, nem mesmo um navio seria o suficiente, ou uma esquadra. Ainda hoje, quando para reunir os comunistas do PCdoB seriam necessários pelo menos quatro maracanãs lotados, há quem ainda os subestime.

Mas os números não mentem. O PCdoB chega aos 91 anos de existência (o mais antigo partido político brasileiro ainda em atividade), comemorados em 25 de março, com mais de 330 mil filiados em todo o Brasil, segundo os últimos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de novembro do ano passado. Essa multidão !“ que deverá crescer substancialmente até o 13o congresso nacional do Partido, cuja plenária final está marcada para novembro próximo – está presente em cerca de 2.300 municípios de todos os estados da federação e no Distrito Federal. O mais significativo é que, entre o total de filiados, o PCdoB dispõe de expressiva massa crítica e atuante, de elevado nível político, representada po Leia mais

24 de março de 2013
por Esmael Morais
26 Comentários

Richa se inspira em Aécio para privatizar serviços no Paraná

O jornalista Celso Nascimento, colunista do jornal Gazeta do Povo, prospectou relações entre o dono da empresa que faz a consultoria para terceirizar (privatizar) serviços — Shopping do Cidadão — e o senador mineiro Aécio Neves, ex-governador do PSDB.

Segundo o colunista, o empresário Georges Sadala, proprietário do Shopping do Cidadão foi quem formatou a privatização dos serviços em Minas Gerais, Ceará, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e que agora se prepara para abocanhar R$ 20 milhões para instalar no Paraná nove unidades do projeto Tudo Aqui!.

Sadala é afilhado de casamento de Aécio, em cujo período como governador de Minas Gerais iniciou-se o processo de implantação do UAI (Unidade de Atendimento Integrado).

O governo de Beto Richa (PSDB) se inspirou na privatização tucana de Aécio ao pretender pagar R$ 3 bilhões em 25 anos pela implantação e administração das unidades do “Tudo Aqui” !“ três em Curitiba e seis no interior do estado. A licitação vai ocorrer no próximo dia 25 de abril.

A seguir leia a íntegra da coluna de Celso Nascimento:

à‰ tudo aqui, uai!

Sob protestos da oposição, que de novo vê a privada metendo a mão na coisa pública, o governo estadual se prepara para instalar no Paraná nove unidades do projeto Tudo Aqui! !“ estruturas que, a exemplo das Ruas da Cidadania criadas pelo prefeito Rafael Greca em 1996, se propõem a centralizar o atendimento de 171 serviços municipais, estaduais e federais mais demandados pela população.

Vai ter licitação dia 25 de abril para interessados em participar da PPP (parceria público-privada). Ganha quem mostrar mais capacidade para merecer os R$ 10 milhões por mês (R$ 3 bilhões pelos 25 anos previstos no contrato) que o governo promete pagar pela implantação e administração das unidades !“ três em Curitiba e seis no interior do estado.

à‰ bem verdade que pode dar chabu e a licitação tenha até de ser adiada. à‰ que o Tribunal de Contas, ao contrário do usual, não foi previamente consultado sob Leia mais

24 de março de 2013
por Esmael Morais
19 Comentários

Precedente inglês de regulação da mídia já deixa Veja em pânico

do Brasil 247

A história é conhecida. Mais ou menos na mesma época, no início do ano passado, dois escândalos paralelos eclodiram.

Na Inglaterra, foi descoberta a conexão entre um esquema de grampos ilegais, que envolvia policiais e jornalistas do News of the World, de Rupert Murdoch. Jornalistas e policiais foram presos e o jornal foi extinto, não sem antes pedir desculpas ao público, em sua última edição. Mais recentemente, a Inglaterra, um país de tradição libertária, aprovou uma nova regulamentação para a mídia, que cria um órgão externo para fiscalizar a atividade de jornais, revistas e demais meios de comunicação.

No Brasil, a Operação Monte Claro, da Polícia Federal, expôs as vísceras da organização do bicheiro Carlos Cachoeira, que, antes desse episódio, era chamado de “empresário de jogos” pela revista Veja. Especializado em todo tipo de interceptações, muitas vezes ilegais e clandestinas, o grupo de Cachoeira possuía um braço forte nos meios de comunicação, cuja peça mais forte era Policarpo Júnior da revista Veja.

O desfecho aqui, no entanto, foi bem diferente. Graças a um acordo entre veículos conservadores de comunicação e o PMDB, Policarpo não foi convocado pela CPI do caso Cachoeira. Embora o relatório tenha citado o nome de vários jornalistas, nenhum foi indiciado, uma vez que o texto de Odair Cunha (PT-MG) não foi nem sequer apreciado pela comissão.

Mas Veja, no entanto, parece ter informações que a amedrontam. Na edição desta semana, a revista aborda o caso do News of the World e diz que ele será empregado no Brasil com fins torpes. “A medida interrompe 300 anos de liberdade de imprensa e vai ser aproveitada Leia mais